Professores não param nos exames, mas ameaçam fazer greve em setembro

Mário Cruz / Lusa

A greve às reuniões de avaliação a partir do dia 18 mantém-se, mas não há greve durante os exames nacionais. No entanto, se não houver acordo até setembro, os professores param no início do ano letivo.

Os professores vão manter a greve às avaliações a partir do dia 18 de junho, mas garantem que os exames nacionais não serão afetados. Embora essa ameaça estivesse em cima da mesa, os sindicatos decidiram não avançar por entenderem haver sinais de que o Governo quer negociar.

No entanto, foi agendada uma nova greve para setembro se até ao início do período letivo não houver acordo com o Ministério da Educação. A greve está marcada para o dia 14 de setembro, embora os protestos possam prolongar-se para a semana de 5 de outubro.

Foi Mário Nogueira, secretário-geral da Fenprof, quem fez o anúncio, durante uma conferência de imprensa, esta quarta-feira.

Para já, os professores querem que o discurso de António Costa no debate quinzenal seja clarificado em detalhe, de modo a perceber que caminhou tomarão as negociações. “António Costa disse uma coisa que nos surpreendeu porque é novo, que foi que a recuperação dos dois anos, nove meses e 18 dias, proposta pelo Governo, seria para devolver já em 2019″, disse Mário Nogueira, citado pelo Observador.

Greve às avaliações

Pelo contrário, sublinhou o secretário-geral, “nas negociações nos tinham dito que era até 2023. Se o tempo de serviço a recuperar forem os nove anos, quatro meses e dois dias, e a proposta do Governo for uma tranche, então esta será uma base negocial no quadro da recuperação completa”.

Contudo, “se o problema não estiver resolvido”, a paralisação marcada para 18 a 29 de junho pode estender-se até 15 de julho. Para a greve entre 18 e 29 de junho já foram entregues pré-avisos diários, “para salvaguardar a possibilidade de os professores fazerem greve intermitente“, disse Mário Nogueira.

Esta paralisação incide sobre as reuniões de avaliação, isto é, basta faltar um professore para que os conselhos de turma não se possam realizar, dando a possibilidade aos professores de uns fazerem greve num dia e outros noutro, explica o Jornal de Notícias. Isto garante que as notas não sejam lançadas, atrasando assim o encerramento do ano.

Este modelo de greve intermitente às avaliações poderá estender-se até 15 de julho, se até 29 de junho o professores não receberam do Governo a resposta que pretendem – que os nove anos, quatro meses e dois dias de tempo de serviço congelado serão todos contabilizados.

Ações contra o Estado

Caso não haja nenhum progresso, as organizações sindicais admitem a possibilidade de equacionar “ações contra o Estado português por não cumprir as obrigações para com os professores, que são seus credores”.

Não queremos que seja preciso chegar a nada disto“, disse Mário Nogueira, afirmando que “os professores não são filhos de um Estado menor” e que não aceitam ser alvo de discriminação.

De acordo com o Público, Nogueira confirmou ainda que os sindicatos de professores estão em contacto com as estruturas sindicais de outras carreiras da função pública que têm o mesmo problema em relação à recuperação do tempo de serviço. Esta quinta-feira deverá ser publicado o primeiro comunicado conjunto.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Ide trabalhar para o privado… Acabava-se as progressões obrigatórias da carreira, acabava-se o brincar/ameaçar com as notas e avaliações dos alunos, entre outras regalias.
    Já estou farto de greves do sector público.

  2. Que pena.podiam fazer greve o ano inteiro, que assim o dinheiro ficava no estado e melhorava alguma coisa neste país. (e brincadeira). Ja estamos cansados de tanta greve da função publica, Para quando uma greve geral dos pais dos meninos que andam nas escolas? Gostava de saber se os professores das escolas privadas também fazem estas greves. sera?. Vamos todos ter bom senso

RESPONDER

Cardeal George Pell apresenta recurso final contra condenação por pedofilia

O cardeal australiano George Pell, antigo responsável das finanças do Vaticano, apresentou um último recurso contra a sua condenação por pedofilia, no Supremo Tribunal da Austrália, anunciou esta terça-feira a instituição. Segundo a agência Lusa, em …

David descobriu o tratamento para a doença que quase o matou

David Fajgenbaum foi internado no Hospital da Universidade do Arkansas, nos Estados Unidos, depois do Natal de 2013, quando teve uma recaída de uma doença rara auto-imune que quase o matou. A sua condição era tão …

Líder da extrema-direita alemã abandona entrevista depois de ter sido comparado a Hitler

Björn Höcke, líder do partido de extrema-direita AfD no estado federado da Turíngia, abandonou uma televisiva após ter sido comparado a Adolf Hitler. O líder do partido de extrema-direita Alternativa para a Alemanha (AfD) no estado …

Sobe para sete o número de vítimas mortais do mau tempo em Espanha

O cadáver de um holandês de 66 anos que desapareceu no domingo durante as inundações no sudeste de Espanha foi encontrado esta terça-feira, o que eleva para sete o número de mortes devido ao mau …

Universidade de Coimbra elimina carne de vaca das cantinas

A Universidade de Coimbra (UC) vai eliminar o consumo de carne de vaca nas cantinas universitárias a partir de janeiro de 2020, anunciou esta terça-feira o reitor, Amílcar Falcão. Este será o primeiro passo para, até …

Ângelo Rodrigues já fez a primeira cirurgia de reconstrução da perna

O ator Ângelo Rodrigues está internado no Hospital Garcia de Orta devido a uma infeção provocada por uma bactéria. Realizou uma cirurgia de reconstrução de parte da perna esquerda e está "em plena recuperação". Ângelo Rodrigues …

Guaidó questiona novo diálogo com o regime e alerta que crise se intensificará

O presidente da Assembleia Nacional diz que “nunca houve diálogo” entre o Governo de Nicolás Maduro e a oposição porque ao regime “não lhe interessava solucionar”. O líder político opositor Juan Guaidó questionou esta segunda-feira …

150 tigres foram resgatados de um templo na Tailândia. Mais de metade não sobreviveu

Mais de metade dos 150 tigres resgatados há três anos num templo budista em Kanchanaburi, no oeste da Tailândia, morreram, segundo os media locais. Em causa estiveram problemas relacionados com a consanguinidade, uma vez que foram …

Holanda. Mudanças na legislação fiscal sobre empresas para corrigir imagem de paraíso fiscal

O governo holandês deve apresentar esta terça-feira, no reinício dos trabalhos parlamentares, uma modificação da lei sobre a taxação dos lucros das multinacionais, com o intuito de corrigir a imagem de paraíso fiscal para os …

ISEP acaba com venda de garrafas de água de plástico

O Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP) vai, a partir desta segunda-feira, “acabar com a venda de garrafas de água de plástico de 33 centilitros” no campus, uma vez que, anualmente, são consumidas quase …