Professora recebeu carta de Donald Trump e devolveu-a corrigida

Yvone Mason não resistiu. A professora, já reformada, recebeu uma carta assinada pelo Presidente Donald Trump e decidiu corrigi-la.

Os 17 anos de ensino no segundo ciclo e secundário das escolas públicas de Greenvile, na Carolina do Sul, habituaram a professora norte-americana a todo o tipo de erros. Ser professora deu a Yvone Mason a capacidade de continuar a corrigi-los, mesmo depois da reforma. O que a professora não esperava era, um dia, corrigir um Presidente.

Numa carta enviada à antiga docente, em resposta a uma das várias que Yvone Mason tem feito chegar nos últimos tempos à Casa Branca, Donald Trump manchou um pouco mais a sua imagem (e o seu inglês) aos olhos da professora.

Entre redundâncias, maiúsculas que deviam ser minúsculas, uso excessivo do pronome “Eu” e falta de clareza, Yvone Mason sentiu-se novamente dentro de uma sala de aula. Por isso, não resistiu em pegar na esferográfica e corrigir a carta assinada por Trump.

“Eu nunca, nunca, recebi uma carta com tantos erros tontos”, disse, citada pela Visão. Embora seja provável que a missiva tenha sido escrita por um elemento do staff de Donald Trump, a carta estava assinada pelo Presidente.

“Quando se recebe uma carta do mais alto nível de Governo, espera-se que esteja, pelo menos, mecanicamente correta“, afirmou a ex-docente.

No final da sua longa correção, Mason sugere a Donald Trump que consulte o site plainlanguage.gov, que encoraja os governantes e outros responsáveis a usarem uma linguagem clara para se fazerem melhor entendidos.

“Se tivesse sido escrita no segundo ciclo, dava-lhe um Suficiente ou um Suficiente +. Se tivesse sido escrita no secundário, dava-lhe um Insuficiente“, declarou a professora, que devolveu a carta ao remetente – a Casa Branca.

A imagem da missiva com a correção já se tornou viral no Facebook.

ZAP //

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. No final “Se tivesse sido escrita no secundário, dava-lhe um Insuficiente“ – sendo o condicional, deveria ser: “… dar-lhe-ia um insuficiente”

  2. Se lerem a carta, não tem nada de assim tão errado: “Nation”, “State” e “Federal” com maiúsculas não me parece um erro grave. Também em português, eu por vezes escrevo “O Estado Português…” enquanto que noutras “O estado português…”. Depende do contexto.
    E o uso repetido do “I” foi para dar um cunho pessoal, para não se ficar com um misterioso reflexivo “fez-se”, ou “deu-se” ou “ordenou-se”.
    Apesar de não ser simpatizante de DT, acho que também não vale a pena embirrar com tudo.

  3. Graças a Deus que ela não está no Brasil. Pq se ela ler uma carta da nossa ex presidenta acho que ela infarta kkkk

RESPONDER

Os polegares dos neandertais adaptaram-se a ferramentas com pega

Os polegares dos neandertais adaptaram-se para segurar melhor ferramentas com pega, da mesma forma como utilizamos atualmente um martelo, revela uma nova investigação da Universidade de Kent, no Reino Unido. A mesma investigação sugere ainda …

Sporting 2-1 Moreirense | JackPote rende pontos ao “leão”

O “Leão” soma e segue na liderança do campeonato, depois de vencer o Moreirense por 2-1, graças a um bis Pedro Gonçalves. Neste sábado, na recepção ao Moreirense, num embate relativo à oitava jornada, sofreu, mas conseguiu …

Raro crustáceo parasita descoberto na boca de um tubarão em exibição num museu

Uma equipa de cientistas descobriu uma espécie extremamente rara de Cymothoidae na boca de um espécime de tubarão capturado no Mar da China Oriental e agora em exibição num museu. Os Cymothoidae são uma família de isópodes …

Série da Netflix faz disparar venda de jogos de xadrez nos Estados Unidos

A série "The Queen’s Gambit", da plataforma de streaming Netflix, que retrata a ascensão de uma jovem jogadora de xadrez na década de 1950, fez disparar as vendas deste jogo de tabuleiro nos Estados Unidos. …

Novo comité central do PCP eleito com 98,5%

O novo comité central do PCP foi este domingo eleito no XXI congresso nacional dos comunistas, em Loures, com 98,5% dos votos. Dos 611 delegados, 602 votaram a favor, seis abstiveram-se e três votaram contra na …

Elefante salvo de um poço profundo na Índia. Resgate durou 14 horas

Uma equipa de 50 pessoas ajudou a salvar um elefante que tinha caído num poço profundo em Dharmapuri, no sul da Índia. Moradores locais atiraram folhas de bananeira para o animal comer antes de ser …

Santa Clara 0-1 Porto | Magia de Díaz resolve jogo pobre

Missão cumprida. O Porto viajou até aos Açores para defrontar o Santa Clara e leva na bagagem os três pontos. Mas não o conseguiu com brilhantismo, longe disso. A eficácia foi a palavra de ordem, num …

Raro pinguim totalmente branco encontrado nas Ilhas Galápagos

Um raro pinguim com o corpo totalmente "pintado" de branco foi encontrado no arquipélago das Galápagos, no Equador. Em comunicado, o Parque Nacional das Galápagos detalha que o raro espécime foi encontrado enquanto um guia fazia …

A China tem 8 milhões de cegos, mas apenas 200 cães-guia. Há uma razão

A China tem 8 milhões de cegos, mas apenas 200 cães-guia. As cidades populosas, as vias não adaptadas, as poucas escolas de treino e a própria população são entraves à existência destes companheiros (e verdadeiros …

Governo das Ilhas Salomão quer banir o Facebook para preservar a União Nacional

O Governo das lhas Salomão quer banir temporariamente a rede social Facebook numa tentativa de combater o cyberbullying e a difamação, alegando que a plataforma está a "minar" a União Nacional. A decisão, que já …