Procuradores impedidos de ouvir Marcelo e Costa sobre Tancos

Clara Azevedo / Portugal.gov.pt

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e o primeiro-ministro, António Costa

Os procuradores do caso de Tancos foram impedidos de interrogar o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e o primeiro-ministro, António Costa, contrariando um comunicado da Procuradoria-geral da República que dava conta que as audições tinham sido ponderadas mas acabaram por cair.

“Devem os magistrados abster-se de ouvir Suas Exas. os Srs. Presidente da República e Primeiro-Ministro e formular as perguntas acima referidas”, pode ler-se num despacho secreto assinado por Albano Pinto, diretor do Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP), a que a Sábado teve acesso e divulgou esta quinta-feira.

Segundo o Expresso, o documento que ficou fora do processo contraria a versão há uns dias divulgada através de comunicado pela Procuradoria-geral da República, que dava conta que as audições tinham sido ponderadas mas acabaram por cair, pois os magistrados consideraram que as inquirições “não revestiam relevância” para as finalidades do inquérito nem eram “imprescindíveis” para o apuramento dos crimes investigados.

No entanto, revelou agora a Sábado, os procuradores já tinham as perguntas preparadas para ambos assim como outras 48 questões preparadas para fazer a Joana Marques Vidal (ex-Procuradora-Geral da República), ao ex-chefe de Estado Maior do Exército, Rovisco Duarte, e ao ex-chefe da Casa Militar, João Cordeiro, que foram barradas. A decisão de Albano Pinto terá tido também o apoio da procuradora-geral da República, Lucília Gago.

Os procuradores queriam perceber se Marcelo Revelo de Sousa ou António Costa tinham tido qualquer conhecimento sobre o enredo e encenação do desaparecimento e aparecimento das armas de Tancos. No documento com cerca de 30 páginas, intitulado como “intervenção hierárquica”, a decisão de impedir as audições é justificada com o facto de estarem em causa cargos de “elevada dignidade”.

O caso de Tancos tem 23 acusados, entre eles o ex-ministro da Defesa Azeredo Lopes. Foi também extraída uma certidão ao ex-chefe da casa Militar de Marcelo Rebelo de Sousa, João Cordeiro, por falsidade de testemunho. Mas o militar não foi constituído arguido.

De acordo com o Observador, Albano Pinto alegou no seu despacho que a competência para inquirir o Presidente da República e o primeiro-ministro pertence ao serviços do Ministério Público no Supremo Tribunal de Justiça.

Paulo Novais / Lusa

Militares à entrada dos Paióis Nacionais do Polígono Militar de Tancos

Perante a lei, quer o Chefe de Estado, quer o líder do Executivo têm direito a foro especial e, caso sejam suspeitos de alegadas práticas criminais no exercício das suas funções, apenas podem ser investigados no âmbito do Supremo Tribunal de Justiça.

As razões dos procuradores e a informação da PJ

Perante as provas recolhidas, os procuradores Vítor Magalhães, Cláudia Porto e João Valente queriam perceber se António Costa e Marcelo Rebelo de Sousa desconheciam a investigação paralela e ilegal da Polícia Judiciária Militar (PJM) ao assalto a Tancos e as negociações ilícitas que se verificaram entre o líder dos assaltantes (João Paulino) e os responsáveis da PJM e da GNR de Loulé para a entrega da maior parte das armas.

Os procuradores partiram para essas audições depois de terem constituído Azeredo Lopes como arguido, no dia 05 de julho, mas sempre quiseram ouvir António Costa e Marcelo Rebelo de Sousa como testemunhas – visto que não existem nos autos indícios que indiquem qualquer conhecimento das manobras ilegais da PJM por parte do Presidente e do líder do Governo.

A intenção era simples: tendo em conta o envolvimento do ex-ministro da Defesa Nacional (acusado de quatro crimes no final do inquérito) e do chefe da Casa Militar do Presidente da República (encarado como suspeito, mas que não foi acusado por falta de provas), os procuradores queriam completar a recolha de informação e confirmar o desconhecimento do Chefe de Estado e do primeiro-ministro sobre a matéria.

Segundo a Sábado, Albano Pinto terá sido avisado por Luís Neves, diretor nacional da PJ, de que os seus procuradores preparavam-se para inquirir Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa. Ou seja, terá sido o próprio Albano Pinto a intervir no inquérito para travar os testemunhos do Presidente e do primeiro-ministro.

Os três procuradores terão exigido que Albano Pinto colocasse a sua ordem por escrito, o que levou o diretor do DCIAP a elaborar o despacho de 30 páginas. Nem esse documento, nem o despacho que os três procuradores terão também elaborado, fazem parte dos autos do caso Tancos porque assim terá sido acordado entre todos os magistrados envolvidos.

A Sábado noticiou ainda que Manuela Santos, diretora da Unidade Nacional Contra Terrorismo, entendia que o ex-ministro Azeredo Lopes não deveria ser acusado no final do inquérito porque apenas teria sido negligente.

ZAP // //

PARTILHAR

12 COMENTÁRIOS

  1. “Cargos de elevada dignidade”
    Então por isso vão fazendo o que bem querem, controlam a (in)justiça, a comunicação social e sabe se lá mais o quê e ainda anda a população toda contente com estes dois.
    Esta democracia é um espetáculo, sim senhor, o outro é que era ditador.
    Estavam era todos presos se ele cá estivesse.

    • O Sócrates também ocupou um cargo de elevada dignidade. E se o tinham prendido antes provavelmente o país não teria ficado com uma mão à frente e outra atrás. Mas como o cargo era de elevada dignidade só se prende no fim.

    • Embora julgue que o nosso Presidente da República não tenha tido conhecimento da encenação do desaparecimento e aparecimentos das armas roubadas em Tancos, mesmo assim estou de acordo com a opinião do Ricardo. Eu só acrescento à opinião do Ricardo de que quem não deve, não teme e como ambos os políticos referem que não sabiam de nada, então porque é que não podem ir a julgamento. Se o poder judicial for competente, caso o que estes dois políticos referem ser verdadeiro, o Sr. Dr. Juiz estou certo que os ilibava.
      Mas que democracia é esta que dizem que temos?!

      • Não sei se não sabia, o nosso primeiro ministro também era o braço direito do Sócrates e supostamente não sabia de nada.
        Das duas uma ou é mentiroso com culpa no cartório ou um incompetente que só lá estava a receber o ordenado.
        Ou será as duas coisas?

  2. Onde é que eu já vi estes golpes direitistas em véspera de eleições? A contra-informação é lixada. Para a direita tudo vale em véspera de eleições, menos apresentar um programa que beneficie o país e não apenas os clientes do psd.

    • golpe deu a esquerda que se apoderou do poder depois de perder as eleições não respeitando a vontade do povo.
      Mas isso não importa para os grandes defensores da democracia.
      Mas vá lá, antes assim de que com os seus métodos antigos em que os aviões caiam.

  3. Como é possível?? Estão os chefes de Estado e Governo estão acima da Lei? Dizem que altos dignitários só podem ser investigados pelo Supremo Tribunal. Então porque não recorrem os Procuradores a tal Tribunal? Se eu estivesse num posto desses e houvesse a mais pequena suspeita seria eu pessoalmente a apresentar-me para depor. É, na realidade, uma vergonha.
    Fausto

  4. O argumento de “elevada dignidade” deve ser entendido em acção inversa. É justamente pelo facto destes senhores ocuparem cargos de elevada dignidade que devem responder perante a justiça. Os portugueses têm o direito de saber, (porque lhes pagam os salários), se de facto a dignidade destes senhores está em conformidade com a dignidade exigida pelos cargos que ocupam, independente de terem (ou não ) sido eleitos.

  5. Ainda diz a Constituição que todos os portugueses são iguais perante a lei fundamental? que sofisma! Vê-se na prática!

RESPONDER

Cientistas investigam estranho gelo cor-de-rosa num glaciar dos Alpes italianos

Uma equipa de cientistas anunciou esta segunda-feira estar a tentar averiguar a origem de gelo cor-de-rosa num glaciar nos Alpes italianos. O fenómeno deverá ser provocada por algas que aceleram os efeitos das mudanças climáticas. A origem …

Especialistas de 32 países alertam OMS: covid-19 também se transmite pelo ar

Numa carta aberta à Organização Mundial de Saúde, 239 cientistas pedem que a organização reveja as recomendações que tem emitido, alertando para o facto de a covid-19 poder transmitir-se pelo ar. Numa carta dirigida à Organização …

Moreirense 0-0 Sporting | Nulo em jogo de pólvora seca

A 30ª jornada fechou no Minho com um nulo entre Moreirense e Sporting, que continua sem derrotas sob o comando de Rúben Amorim. A formação leonina poderia muito bem ter vencido em Moreira de Cónegos, pois …

Armazém flutuante. A China está a guardar petróleo no mar (e já se sabe porquê)

A China está a guardar uma quantidade épica de petróleo no mar. De acordo com a CNN, o país comprou tanto petróleo estrangeiro a preços baratos que formou um congestionamento maciço de navios-tanque no mar, …

Peregrinos em Meca proibidos de tocar ou beijar a Caaba por causa da covid-19

Os muçulmanos que vão participar na peregrinação a Meca não poderão tocar ou beijar a Caaba nem a "pedra negra", presentes na Grande Mesquita, local considerado como um dos mais sagrados pelo Islão, informaram as …

Países Baixos continuam a abater milhares de martas. 20 quintas afetadas pela pandemia

Esta segunda-feira, as autoridades holandesas abateram milhares de martas em mais duas fazendas onde foram detetados surtos de covid-19. Esta segunda-feira, as autoridades abateram milhares de martas em mais duas fazendas, sendo agora 20 as quintas …

Cientistas criam robô para fazer testes à covid-19 (e proteger os profissionais de saúde)

O Korea Institute of Machinery & Materials (KIMM) desenvolveu um novo robô de coleta remota de amostras que elimina o contacto direto entre os profissionais de saúde e os pacientes, potencialmente infetados com o novo …

"Não use desodorizante". A peculiar estratégia de Berlim para promover o uso de máscaras nos transportes públicos

"Não use desodorizante". Esta é a peculiar campanha adotada pela empresa que controla os transportes públicos em Berlim, na Alemanha, para promover o uso correto de máscaras, evitando assim novos casos de covid-19.  Tal como escreve …

Vírus pode ter estado adormecido antes de surgir na China, diz investigador de Oxford

O novo coronavírus pode ter estado adormecido algures no mundo antes de ter surgido na China, defendeu o investigador da Universidade de Oxford, Tom Jefferson, apontando para várias descobertas de amostras do vírus em Espanha, …

Federer sente falta de Wimbledon. "Deu-me tudo"

Roger Federer admitiu sentir a falta de Wimbledon, o torneio do "Grand Slam" que, se não tivesse sido cancelado devido à pandemia de covid-19, estaria a decorrer em Londres. O tenista suíço Roger Federer admitiu, esta …