Revelado problema técnico que poderá ter sido a causa do acidente do MH370

(cv)

Meses antes do desaparecimento do avião, a Administração Federal de Aviação incitou as transportadoras a verificarem os aviões do modelo Boeing 777, nomeadamente eventuais sinais de fissuras e corrosão que poderiam conduzir à rápida descompressão e perda de integridade estrutural do avião.

O MH370 da companhia aérea Malaysia Airlines desapareceu no dia 8 de março de 2014. A aeronave do modelo Boeing 777 transportava 239 pessoas a bordo quando desapareceu sobre o Mar do Sul da China.

Cinco anos após o acidente, o mistério continua. O Daily Express revelou recentemente mais uma teoria que poderia explicar o que terá acontecido com a aeronave.

De acordo com o jornal britânico, em 2013, a Administração Federal de Aviação (FAA) norte-americana informou as transportadoras, inclusive a Malaysia Airlines, para introduzirem inspeções adicionais aos Boeing 777 no seu programa de manutenção.

A Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos levou a cabo esta indicação após ter recebido um relatório sobre a “fissuração e corrosão no revestimento da fuselagem por baixo do adaptador da antena de SATCOM”.

Segundo os dados, um operador reportou uma fissura de 40 centímetros por baixo da placa do adaptador da antena de SATCOM, na parte superior do revestimento da fuselagem de um avião que tinha 14 anos e aproximadamente 14.000 ciclos de voo.

“O mesmo operador inspecionou mais 42 aeronaves, que tinham entre 6 e 16 anos, e encontrou corrosão local noutros aviões, mas não encontrou sinais de fissuração. Se não forem reparadas atempadamente, fissuração e corrosão na fuselagem podem levar a uma rápida descompressão e perda de integridade estrutural do avião”, informa o comunicado da Administração Federal de Aviação.

Além disso, o jornal adianta que, menos de uma semana antes do misterioso desaparecimento do MH370, a companhia aérea malaia descobriu uma fissura de 38 centímetros num dos aviões do modelo Boeing 777.

No entanto, o Daily Express destaca que a Boeing garantiu que o avião desaparecido não tinha a mesma antena que as outras aeronaves 777 e não seria afetado pelo risco definido pela Administração Federal de Aviação. Já a Malaysia Airlines confirmou que o MH370 passou por uma manutenção duas semanas antes da tragédia.

As autoridades da Malásia abandonaram as buscas no ano passado, reconhecendo que desconhecem o paradeiro do avião. Ainda assim, há entusiastas que não desistem de descobrir o que levou ao trágico desaparecimento do MH370.

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Este foi cuidadosamente desviado e escondido.
    Não vão encontrá-lo facilmente, até porque há vontade de não encpntrá-lo – ou fazer com que não se enopntre.

  2. Não tenho dúvidas, o avião não tem o tamanho de uma agulha.
    Algo importante estaria a bordo do aparelho “desconfio”.

RESPONDER

Nova morte, saqueamentos e protestos. Minneapolis vive caos após homicídio de George Floyd

Um homem foi encontrado morto a tiro, na madrugada de hoje, suspeito de ter sido vítima dos protestos, em Minneapolis, contra a morte de um homem negro sob custódia policial. Durante a noite de quarta-feira, milhares …

Filho de Deeney tem problemas respiratórios. Jogador foi alvo de abusos por recusar treinar

O futebolista Troy Deeney, capitão do Watford, revelou que tem sido alvo de abusos e comentários depreciativos, por ter recusado voltar aos treinos, face aos problemas respiratórios do seu filho. “Vi comentários em relação ao meu …

Parlamento aprova alargamento de apoios a todos os sócios-gerentes afetados pela pandemia

O parlamento aprovou hoje, em votação final global, um texto final que alarga os apoios no âmbito do `layoff´ aos sócios-gerentes das micro e pequenas empresas afetadas pela pandemia covid-19, independentemente do volume de faturação. Com …

Pandemia de covid-19 alimenta corrupção na América Latina

A propagação da Covid-19 na América Latina está a alimentar a corrupção nos vários países que a integram, que vai desde a inflação dos preços a situações de aproveitamento económico e de ligações entre políticos …

Mais de 500 católicos portugueses contra proibição de comunhão na boca

Mais de 500 católicos portugueses, entre leigos e sacerdotes, apelaram à Conferência Episcopal Portuguesa para revogar a proibição de os fiéis receberem a comunhão na boca, por causa da pandemia de covid-19, informou na quarta-feira …

Adeptos recusam devolução dos bilhetes. Bayern distribui dinheiro por clubes amadores

Os adeptos do Bayern renunciaram ao direito de serem reembolsados pelos bilhetes comprados para os jogos até ao final da temporada. O clube decidiu distribuir o dinheiro pelos emblemas amadores da região da Baviera. Tal como …

Trabalhadores acusam TAP de pagar abaixo do salário mínimo a tripulantes em lay-off

O Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) acusou hoje a TAP de não estar a pagar o previsto na lei do ‘lay-off’, indicando vários casos em que a remuneração é inferior …

Tesla baixa preço de quase todos os modelos nos Estados Unidos

A empresa de carros elétricos Tesla baixou o preço dos Modelos 3, S e X no mercado norte-americano, visando estimular as vendas que estão em declínio durante a pandemia, avança a agência Reuters. O semanário …

Assessor de Boris cometeu infração ao confinamento, conclui polícia

A polícia britânica concluiu que Dominic Cummings, assessor do primeiro-ministro, Boris Johnson, cometeu uma violação "menor" das regras de confinamento introduzidas para combater o novo coronavírus, mas não pretende abrir um processo. Cummings admitiu ter conduzido …

Infarmed suspende hidroxicloroquina no tratamento de pacientes com covid-19

O Infarmed suspendeu o uso de hidroxicloroquina no tratamento de pacientes com covid-19. Para além da OMS, outros países já tomaram a mesma decisão que Portugal. A decisão vem no mesmo sentido da Organização Mundial de …