Prisão efetiva para homem que roubou seis euros

O Tribunal Judicial de Braga condenou nesta segunda-feira a um ano e meio de prisão efetiva um homem que roubou seis euros a outro na via pública, em janeiro de 2016, naquela cidade.

O arguido vai ter ainda de devolver os seis euros à vítima e de lhe pagar uma indemnização de 250 euros por danos não patrimoniais.

Para a não suspensão da pena, o tribunal teve em conta os antecedentes criminais do arguido, já a cumprir pena de prisão à ordem de outro processo.

No julgamento, o arguido confessou o crime, mostrou-se arrependido e pediu desculpa à vítima. Disse que na altura consumia estupefacientes e que “andava desesperado” por falta de dinheiro para comprar a droga.

Segundo a acusação, o arguido abeirou-se da vítima, disse-lhe que tinha uma faca e exigiu que lhe desse o dinheiro que tinha consigo. A vítima deu-lhe a carteira, com seis euros, que o arguido retirou e levou consigo, pondo-se em fuga.

// Lusa

PARTILHAR

27 COMENTÁRIOS

  1. Lei portuguesa é um nojo .
    Matam pessoas saem em liberdade.
    Assaltam milhões ficam na maior e a desfrutar .
    Violam pessoas e ficam em liberdade.
    E roubar 6 euros Da prisão.

    Acho que a lei portuguesa é uma lei boa e prudente.
    O problema está nos criminosos que são colocados no poder … juízes policias governantes etc….

    • “Lei portuguesa é um nojo.”
      “Acho que a lei portuguesa é uma lei boa e prudente.”
      Que confusão vai nessa cabeça!…
      É que nem ler sabes – ele já estava preso:
      “o tribunal teve em conta os antecedentes criminais do arguido, já a cumprir pena de prisão à ordem de outro processo.”

    • Concordamos todos que a justiça está ao serviço do crime, mas não podemos fazer nada para alterar.
      Se houver algum Juiz que queira justiça, acontece o que vai acontecer ao Juiz Carlos Alexandre.

  2. Acho muito bem!!
    Quem faz asneira tem que ser penalizado senão cria-se um clima de impunidade que leva à desordem total.
    Agora só falta fazerem o mesmo à criminalidade mais complexa, à corrupção, etc.

      • Se está mal em algumas situações, a solução é corrigir; não é deixar os bandidos que roubam 6€ andar à vontade só porque o Salgado está em liberdade!..

    • Ah! Ah! Ah!
      E o Salgado continua na sua vivenda de luxo: venham dias, chuvam noites!
      E os comparsas, o Bava, o Granada, os outros todos na maior!
      O Engenhoso Sócrates mudou-se para um T5 de luxo na costa dourada!
      O Vara ainda quer passar o Natal com a família, antes de ir para onde deveria estar há muito!
      Isto é um país de brincadeira!
      E o Zé nem pestaneja…
      Arre burro!

  3. Eu não critico que é preso por roubar à mão armada 6 euros, segundo ouvi nas noticias já tinha tido 13 condenações antes e se foram 3 condenações nem imagino as vezes que foi apanhado. Agora critico quem desviou muito mais e não está preso, por exemplo Salgado, Oliveira e Costa, etc etc

  4. Acho que a justiça foi curta. No mínimo era encostá-lo 25 anos que é o máximo que a nossa lei permite.
    Então anda um primeiro-ministro e a sua quadrilha a roubar milhões com todo o cuidado durante décadas, em esquemas de amigos, amigos de amigos, empresas offshore,… e ficam todos soltos e depois vem este merdas roubar assim à tromba estendida 6 euros… à luz do dia! Prenda-se este bandalho e atire-se a chave em alto mar…

  5. Neste caso concreto concordo com a pena, agora falta saber se a prisão cumpre a sua função: Recuperação/desintoxicação e reinserção social.

      • O castigo é a privação da liberdade mas o tempo passado na prisão deveria ser passado a preparar o indivíduo para não voltar a cometer crimes.

        • Verdade. Mas como a escola por lá anda um tanto inquinada, acabam por sair com a licenciatura mas na área do crime. O habito de nada fazer e viver por conta, os contactos e a incapacidade de reinserção fazem o resto: meses depois estão de volta ao mesmo!

          • Não é verdade. O Isaltino foi dentro e quando saiu… saiu bem… e agora até é novamente autarca, onde supostamente terá metido a mão no pote. É um excelente exemplo de regeneração. Voltou à estaca zero. E o povo de Oeiras demonstra toda a sua inteligência ao dar uma segunda oportunidade ao obreiro Isaltino. Venha daí mais obras Isaltino… o obreiro!

  6. : “Recuperação/desintoxicação e reinserção social” – Concordo a 100%: são gastos milhões para terem as pessoas presas, mas para Educar/formação para a Cidadania, ainda está muito aquém do necessário. Falamos muito em direitos e muito pouco em obrigações, não prevenimos as causas depois não é possível resolver as consequências…

  7. Segundo a lei oculta de crimes sobre o capital só é considerado roubo tudo que seja abaixo de 1.000.000€ porque quem comete desvioa acima deste valor é considerada pessoa com poderes especiais e ininputável. Tudo que seja inferior a esse valor está sujeito a condenação onde a pena máxima corresponde ao roubo de 1€. Este roubou 6€, podia ter sido mais audacioso e a pena era inferior, tipo 100€ era condenado a 3meses.

  8. Se isto nao fosse sério até era para rir. O culpado aqui neste caso nao será o culpado??? Nao devia estar internado???? Como é possivel prender por um ano por 6 euros, quando os grandes gatunos e ladroes que roubaram milhares de milhoes estão à solta e a gozar à brava o nosso dinheiro. Como querem que os Portugueses confiem na justiça, quando dão sentenças destas. Nao bastava multa-lo e apanhar pena suspensa???

    • Para rir é a tua capacidade de leitura/interpretação!…
      Vai lá tentar ler tudo outra vez e pode ser que percebas que não foi preso por roubar “apenas” 6€… aliás, ele já está preso a cumprir outra sentença!!

  9. Para rir é a tua (falta de) capacidade de leitura/interpretação!…
    Vai lá tentar ler tudo outra vez e pode ser que percebas que não foi preso por roubar “apenas” 6€… aliás, ele já está preso a cumprir outra sentença!!

  10. respeito que tem que haver alguma coisa, como trabalho comunitario perante a situação que é, mas nada mais pois os grandes ladrões ficam cá fora é como se diz, roubas 5€ és ladrão, roubas milhões é um desvio, pouca vergonha.

  11. O problema não é os 6 euros que arrecacou, o assaltado até poderia ter na sua posse 600 ou 6000 euros. Para além de reincidente o assaltante efectuou um assalto violento, aparentemente com uma faca, e neste tipo de crime nunca se sabe como irá acabar. Não foi apenas um simples furto.

  12. Se a opção, necessidade ou o facto de estar à margem da sociedade, for roubar, deve pensar num esquema de milhões, aí não tem problema, está protegido pelas Leis e por quem julga.
    Ainda diz o nosso primeiro de que vamos ajudar os Angolanos a combater a corrupção.
    Os Angolanos que se ponham finos.

Um terço das empresas ainda não revelou o seu dono

As cerca de 600 mil empresas e outras entidades sujeitas a registo comercial que operam em Portugal eram obrigadas pelo Instituto dos Registos e do Notariado a fazer o Registo Central do Beneficiário Efectivo (RCBE) …

Benfica e Porto estarão interessados na contratação de Pepê

FC Porto e SL Benfica, juntamente com outros emblemas, estarão interessados na contratação do jovem brasileiro do Grêmio, Pepê. O clube pede entre 15 e 20 milhões de euros. Aos 22 anos de idade, Pepê tem …

Diamante de 183 quilates está à venda em leilão angolano

A Sodiam, empresa pública de comercialização de diamantes angolana, lançou na quarta-feira o segundo leilão para venda de diamantes brutos, que inclui uma pedra de 183 quilates, e no qual estão já registadas mais de …

Bruxelas aprova compra de Seguradoras Unidas e AdvanceCare pela Generali

A Comissão Europeia aprovou, esta quinta-feira, a compra das portuguesas Seguradoras Unidas e AdvanceCare ao grupo norte-americano Apollo pelo grupo italiano Generali, um negócio no valor estimado de 600 milhões de euros. O Executivo comunitário adiantou, …

"Rebeldes" que saíram do Partido Conservador concorrem como independentes ou pela oposição

Vários deputados dissidentes ou expulsos do Partido Conservador estão a candidatar-se como independentes ou por partidos da oposição nas legislativas de 12 de dezembro por se oporem ao Brexit negociado pelo primeiro-ministro. O antigo procurador-geral Dominic …

CGD já está a cobrar comissões nos depósitos de instituições financeiras

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) já começou a cobrar comissões nos depósitos das instituições financeiras, de modo a tentar contornar a política monetária do Banco central Europeu. A intenção de cobrar comissões nos depósitos de …

Câmara de Oliveira de Azeméis pagou contas de concelhia do PSD, acusa Ministério Público

O Ministério Público (MP) deduziu esta quarta-feira acusação contra 68 arguidos no âmbito da operação “Ajuste Secreto”. Entre os acusados está o antigo autarca da Câmara de Oliveira de Azeméis Hermínio Loureiro, que é a …

PAN defende atribuição de cartão de cidadão a sem-abrigo

A iniciativa recomenda ao executivo socialista, liderado por António Costa, que seja atribuído "um cartão de identificação a todos aqueles que não têm uma casa ou um teto". O PAN apresentou na Assembleia da República um …

Governo quer criar regras especiais para alunos do profissional acederem ao Ensino Superior

O Governo quer criar um modelo de acesso específico para alunos do ensino profissional que queiram prosseguir estudos superiores, uma proposta que chegou a estar desenhada na anterior legislatura, mas que ainda não avançou. Segundo noticiou …

Menos de metade dos médicos do SNS trabalha em regime de exclusividade

Menos de metade (42,9%) dos médicos do Serviço Nacional de Saúde (SNS) trabalha em regime de exclusividade, avança o Jornal de Notícias, citando números da Administração Central dos Serviços de Saúde.  Segundo dados apresentados esta quinta-feira …