Primeiro-ministro da Moldávia demite-se por suspeitas de falsa licenciatura

eppofficial / Flickr

O ex-primeiro-ministro da Moldávia, Chiril Gaburici

O ex-primeiro-ministro da Moldávia, Chiril Gaburici

O primeiro-ministro da Moldávia, Chiril Gaburici, demitiu-se hoje do cargo após o Ministério Público o ter notificado no âmbito de uma investigação sobre a possível falsificação do seu diploma de licenciatura, divulga a agência noticiosa espanhola EFE.

“O Ministério Público convocou-me para prestar declarações acerca do caso do diploma de habilitações escolares. Apresento a minha demissão. Não sou um político, sou um gestor” – disse Chiril Gaburici aos órgãos de comunicação locais, sublinhando que não queria participar em jogos políticos e menos pretendia que a sua educação se convertesse num assunto de dimensão nacional.

O escândalo estalou em meados de abril quando um jornal local denunciou que o primeiro-ministro não tinha estudos superiores e tinha falsificado o seu diploma.

Subsequentemente, deputados do Partido Liberal afastados do Governo europeísta dirigido por Chiril Gaburici exigiram ao Ministério do Interior que investigasse as alegações.

O ministro do Interior, Oleg Balan,acabou por pôr em dúvida a autenticidade do diploma das habilitações escolares do primeiro-ministro, indicando que “o selo e a assinatura do diretor” da instituição constantes no documento podiam ser falsos.

Por sua vez, e no âmbito da investigação a decorrer contra si, Chiril Gaburici exigiu a demissão de diversos altos funcionários por obstruírem a luta contra a corrupção e de privarem o seu Governo de instrumentos para a combater.

Entre outras exigências, o governante pediu ainda a renúncia de funcionários do Ministério Público, do Banco Nacional e da Comissão Nacional do Mercado de Valores, os quais acusou de corrupção.

O país está corroído pela corrupção, o sistema financeiro desagrega-se, e esse preço é pago pelos cidadãos no lugar dos culpados”, disse o primeiro-ministro no Parlamento durante uma recente intervenção onde produziu uma avaliação sobre os seus primeiros 100 dias de Governo.

Chiril Gaburici, de 38 anos, foi eleito como líder de um governo europeísta no passado dia 18 de fevereiro, com o apoio do Partido Liberal-Democrata (PLD), do Partido Democrata e do Partido Comunista, representando 60 dos 101 assentos parlamentares do fragmentado Parlamento moldavo.

Durante quatro anos liderou uma empresa de telemóveis, o que conquistou o apoio do Partido Comunista, cujos membros haviam advertido que só apoiariam a candidatura a primeiro-ministro de um homem de negócios que estivesse à margem da política.

Por outro lado, o líder socialista, Ígor Dodón, aliado direto do Kremlin e que defende a entrada da Moldávia na União Euroasiática, liderada pela Rússia, deixou o prognóstico ao novo Governo de que o mesmo não duraria “mais de três ou quatro meses”.

/Lusa

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

Em risco de perder a imunidade, Puigdemont fala em "pressão espanhola"

Carles Puigdemont, Toni Comín e Clara Ponsati estão em risco de perder imunidade. O ex-presidente do governo da Catalunha fala em "pressão espanhola" no Parlamento Europeu. O levantamento da imunidade de Carles Puigdemont e de dois …

Plano de desconfinamento a circular nas redes sociais é falso. Governo faz denúncia ao Ministério Público

Esta quinta-feira, começou a circular nas redes sociais um alegado plano de desconfinamento que teria início já no mês de março. O Governo já veio avisar que o documento é falso e vai fazer uma …

Carlos Carreiras diz que "Passos Coelho não é passado, é presente"

O presidente da Câmara de Cascais voltou a criticar a liderança do líder do PSD e, em sentido contrário, deixou rasgados elogios ao seu antecessor. Numa entrevista ao jornal Público e à rádio Renascença, Carlos Carreiras …

PSP diz que jovem que se gabou de violação no Instagram pode ter "fantasiado"

A Polícia de Segurança Pública (PSP) de Viseu afirma que "tudo leva a crer" que o jovem que assumiu, em direto no Instagram, ter violado uma rapariga estivesse a fantasiar. A PSP de Viseu identificou o …

Termina hoje o prazo para validar faturas para apresentar no IRS

Os contribuintes têm até esta quinta-feira para validar e verificar as faturas de 2020 no Portal e-fatura e que vão servir de base no cálculo das deduções no IRS. Há já vários anos que as deduções …

“Foi torturada”. Princesa Latifa escreve carta à polícia a pedir que investigue desaparecimento da irmã

Latifa escreveu à polícia britânica em 2019. O caso da sua irmã Shamsa, raptada em Inglaterra há mais de vinte anos, tem muitas semelhanças com o drama agora vivido pela princesa. A princesa Latifa, filha do …

Pelo menos oito mortos após golpe de Estado em Myanmar. ONG pedem embargo ao fornecimento de armas

Pelo menos oito pessoas morreram em Myanmar, como resultado da violência desencadeada após o golpe de Estado realizado pelos militares a 1 de fevereiro, segundo a Associação de Assistência aos Prisioneiros Políticos (AAPP). Até agora, o …

24 mil milhões até 2025 e 100% renovável até 2030. Eis o novo plano estratégico da EDP

A EDP apresenta esta quinta-feira o seu novo plano estratégico, comprometendo-se a investir 24 mil milhões de euros até 2025 na transição energética e anunciando o objetivo de até 2030 se tornar 100% verde. Na nota …

Manchester United e Liverpool querem Raphinha, ex-Sporting

Raphinha, antigo jogador do Sporting CP e do Vitória SC, está a ser sondado pelo Manchester United e pelo Liverpool. O brasileiro tem estado em destaque na Premier League, ao serviço do Leeds. Manchester United e …

50 deputados e menos de 100 pessoas na sala. Posse de Marcelo segue modelo do 25 de Abril

Marcelo Rebelo de Sousa vai tomar posse como Presidente da República, no parlamento, no dia 9 de março, numa cerimónia em que apenas estarão presentes 50 dos 230 deputados e menos de 100 pessoas no …