Primeiro-ministro da Moldávia demite-se por suspeitas de falsa licenciatura

eppofficial / Flickr

O ex-primeiro-ministro da Moldávia, Chiril Gaburici

O ex-primeiro-ministro da Moldávia, Chiril Gaburici

O primeiro-ministro da Moldávia, Chiril Gaburici, demitiu-se hoje do cargo após o Ministério Público o ter notificado no âmbito de uma investigação sobre a possível falsificação do seu diploma de licenciatura, divulga a agência noticiosa espanhola EFE.

“O Ministério Público convocou-me para prestar declarações acerca do caso do diploma de habilitações escolares. Apresento a minha demissão. Não sou um político, sou um gestor” – disse Chiril Gaburici aos órgãos de comunicação locais, sublinhando que não queria participar em jogos políticos e menos pretendia que a sua educação se convertesse num assunto de dimensão nacional.

O escândalo estalou em meados de abril quando um jornal local denunciou que o primeiro-ministro não tinha estudos superiores e tinha falsificado o seu diploma.

Subsequentemente, deputados do Partido Liberal afastados do Governo europeísta dirigido por Chiril Gaburici exigiram ao Ministério do Interior que investigasse as alegações.

O ministro do Interior, Oleg Balan,acabou por pôr em dúvida a autenticidade do diploma das habilitações escolares do primeiro-ministro, indicando que “o selo e a assinatura do diretor” da instituição constantes no documento podiam ser falsos.

Por sua vez, e no âmbito da investigação a decorrer contra si, Chiril Gaburici exigiu a demissão de diversos altos funcionários por obstruírem a luta contra a corrupção e de privarem o seu Governo de instrumentos para a combater.

Entre outras exigências, o governante pediu ainda a renúncia de funcionários do Ministério Público, do Banco Nacional e da Comissão Nacional do Mercado de Valores, os quais acusou de corrupção.

O país está corroído pela corrupção, o sistema financeiro desagrega-se, e esse preço é pago pelos cidadãos no lugar dos culpados”, disse o primeiro-ministro no Parlamento durante uma recente intervenção onde produziu uma avaliação sobre os seus primeiros 100 dias de Governo.

Chiril Gaburici, de 38 anos, foi eleito como líder de um governo europeísta no passado dia 18 de fevereiro, com o apoio do Partido Liberal-Democrata (PLD), do Partido Democrata e do Partido Comunista, representando 60 dos 101 assentos parlamentares do fragmentado Parlamento moldavo.

Durante quatro anos liderou uma empresa de telemóveis, o que conquistou o apoio do Partido Comunista, cujos membros haviam advertido que só apoiariam a candidatura a primeiro-ministro de um homem de negócios que estivesse à margem da política.

Por outro lado, o líder socialista, Ígor Dodón, aliado direto do Kremlin e que defende a entrada da Moldávia na União Euroasiática, liderada pela Rússia, deixou o prognóstico ao novo Governo de que o mesmo não duraria “mais de três ou quatro meses”.

/Lusa

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

RESPONDER

França cria delito de "ecocídio" para punir poluição ambiental

A lei resulta de uma recomendação da Convenção de Cidadãos pelo Clima e visa penalizar casos de poluição ambiental com crime específico. A câmara baixa francesa aprovou, este sábado, a criação do delito de “ecocídio” para …

Estação de metro abandonada em NY é o set de filmagens secreto mais bem guardado de Hollywood

A Bowery Station, uma estação de metro em Nova Iorque, permaneceu abandonada durante cerca de 20 anos, mas desfruta agora de uma nova vida. Tudo começou em 2016, quando Sam Hutchins, um veterano da indústria cinematográfica, procurava …

Nacional 0-1 FC Porto | Dragão cansado não facilita

O FC Porto foi à Madeira vencer o Nacional por 1-0. Quem pensou que seria jogo de goleada para os “azuis-e-brancos” enganou-se por completo. Os insulares deram luta, só permitiram um golo, por parte de Mehdi …

João Leão aposta num OE de "expansão" (e mantém a fé num acordo à esquerda)

O ministro das Finanças, João Leão, acredita que o sétimo Orçamento do Estado será aprovado com os partidos à sua esquerda. Ao semanário Expresso, João leão explicou que os próximos Orçamentos do Estado não serão de …

Português investigou histórias por detrás das dedicatórias de Beethoven

A dedicatória do compositor Beethoven da famosa "Sonata ao Luar" a uma alegada musa foi, afinal, uma forma sarcástica de se vingar pela forma como se sentiu desrespeitado, descobriu o musicólogo e pianista português Artur …

Nos canais de Utrecht, os peixes têm uma "campainha" para passar pela barreira

Quando os peixes desovam pelos canais de Utrecht, nos Países Baixos, costumam ser bloqueados pela eclusa Weerdsluis. Agora, a cidade lançou a primeira campainha para peixes do mundo. De acordo com o Dutch Review, o sistema …

Jorge Jesus acusa Gil Vicente de antijogo: "Fez o que o árbitro permitiu"

Este sábado, o Gil Vicente visitou o Benfica e saiu com os três pontos na bagagem ao vencer por 2-1, num duelo relativo à 27ª jornada da Liga NOS. O Benfica perdeu no Estádio da Luz …

Site chinês "apaga" mulheres que não querem casar ou ter relações com homens

Vários grupos de feministas com ideias mais radicais começaram a ser bloqueados de um dos sites mais influentes na China. Num país conhecido pelo seu regime ditatorial e conservador, um grupo de mulheres uniu-se para lutar …

Grande Crise do Ketchup. A pandemia atacou um mercado improvável (e já há um mercado negro para o molho)

Os problemas da cadeia de suprimentos estão a chegar a um canto distante do universo empresarial: os pacotes de ketchup. O ketchup é o molho de mesa mais consumido nos restaurantes dos Estados Unidos, com cerca …

Justiça britânica perdoa dívida de 60 milhões a Vale e Azevedo

João Vale e Azevedo, ex-presidente do Benfica, foi declarado "exonerado da insolvência" que corria em Londres desde 2009. Um tribunal de Londres declarou que João Vale e Azevedo está exonerado de insolvência. Na prática, a justiça …