Primeira Olimpíada para “biónicos” anunciada para 2016

 

A primeira Cybathlon, uma Olimpíada para atletas ciborgues, acontecerá na Suíça em outubro de 2016.

O evento terá uma corrida em que os concorrentes controlam um avatar através de um computador ligado ao cérebro, e corridas com atletas que usam próteses e exoesqueletos.

Sediada pelo Centro de Pesquisa de Competência Nacional na Suíça, espera-se que a competição aumente o interesse em tecnologias que intensificam a performance humana.

A corrida que utiliza um computador ligado ao cérebro através de um capacete foi desenvolvida para concorrentes tetraplégicos. A ideia é que o atleta controle um avatar que estará a competir numa corrida virtual.

Haverá também provas para atletas que usam próteses de braços e pernas, atletas com exoesqueletos, e uma corrida de cadeira de rodas motorizadas.

Os dispositivos auxiliares usados pelos atletas, que serão conhecidos como pilotos, podem estar já disponíveis comercialmente ou ser protótipos de laboratórios de pesquisa.

Haverá duas medalhas para cada competição, uma para o piloto e uma para a empresa que desenvolveu o dispositivo.

Membros biónicos e exoesqueletos estão a tornar-se mais desenvolvidos tecnicamente, oferecendo àqueles que os usam movimentos mais realistas.

Hugh Herr, do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, mostrou na conferência Ted (Technology, Entertainment and Design) de Vancouver, na semana passada, algumas das próteses que a sua equipa tem estado a desenvolver.

Herr, um engenheiro, biofísico e alpinista americano, considerado pela revista Time o “Líder da Idade Biónica“,  usa pernas artificiais biónicas desenvolvidas pela sua equipa. É, juntamente com a atleta amputada Aimee Mullins, um dos evangelistas da inovação prostética.

Hugh Herr está neste momento em negociações com profissionais de saúde, tentando tornar possível que membros biónicos estejam mais disponíveis para todos os que deles necessitem.

Muitas vezes, porém, há uma desconexão entre a tecnologia e os doentes, diz Robert Riener, da Universidade da Suíça, organizador da Cybathlon.

“Nós queremos incentivar o desenvolvimento de dispositivos tecnológicos auxiliaries que possam ser utilizados por pacientes no dia a dia”, disse à BBC.

“Algumas das tecnologias actuais parecem muito impressionantes, mas estão muito distantes de serem práticas e fáceis de usar”, acrescentou.

O outro objetivo dos jogos é permitir que pessoas que nunca tiveram oportunidade para competir o possam fazer.

“Nós permitimos o uso de tecnologias que foram excluídas das Paraolimpíadas. Ao tornar o evento publico, queremos nos livrar das barreiras entre pacientes, sociedade e a comunidade da tecnologia”, disse Riener.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

O Ciclo Solar 25 vai afetar a vida na Terra (e a NASA explica como)

A cada 11 anos, o Sol inicia um novo ciclo solar, marcado por períodos de violentas erupções e explosões magnéticas. Em dezembro de 2019, teve início um novo ciclo solar. Na semana passada, a NASA e …

Criada para prevenir a guerra, a ONU enfrenta um mundo profundamente polarizado

Criada após a Segunda Guerra Mundial para evitar novos conflitos, a Organização das Nações Unidas (ONU) comemora esta segunda-feira o 75.º aniversário, num mundo polarizado que enfrenta uma pandemia, conflitos regionais, uma economia em declínio …

Mulher cai de carro em movimento enquanto grava vídeo para o Snapchat

Uma mulher, que ocupava o lugar do passageiro de um carro em movimento, caiu numa auto-estrada enquanto filmava um vídeo para a rede social Snapchat, no Reino Unido. Segundo a CNN, a mulher estava pendurada na …

Nos Estados Unidos, a venda de discos em vinil ultrapassou a de CD pela primeira vez desde 1986

Pela primeira vez desde 1986, as vendas de discos de vinil ultrapassaram as vendas de CD nos Estados Unidos em 2020. Os números foram apresentados na semana passada pela Associação Americana da Indústria de Gravação, …

Mourinho espera ganhar sem jogar

Tottenham iria defrontar o Leyton Orient mas também no Reino Unido há jogos de futebol em causa por causa do coronavírus. O encontro entre Leyton Orient e Tottenham, relativo à terceira eliminatória da Taça da Liga …

A máfia italiana tem uma nova arma de recrutamento: o TikTok

Os jovens membros da Camorra, organização criminosa aliada à máfia siciliana, estão a recorrer ao TikTok para divulgar o seu estilo de vida e recrutar novos membros. Em maio, um vídeo foi publicado no TikTok que …

Os três segredos para ter um bom sistema imunológico são gratuitos, avisa Fauci

Manter o sistema imunológico saudável é um dos fatores-chave para lidar com a covid-19, o que não implica necessariamente a toma de suplementos vitamínicos. Há uns tempos, quando confrontado com o facto de a atriz Jennifer …

Pinguim encontrado morto no Brasil com uma máscara inteira no estômago

Um espécime de pinguim-de-Magalhães (Spheniscus magellanicus) foi encontrado morto numa popular praia brasileira e a autópsia ao corpo revelou que o animal tinha no seu estômago uma máscara de proteção facial N95. O animal foi …

Trump quer restabelecer sanções ao Irão. ONU rejeita apoiar posição norte-americana

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, disse que somente apoiará a restituição de sanções ao Irão, exigidas pelos Estados Unidos (EUA), se receber luz verde do Conselho de Segurança. Numa carta dirigida …

Designer holandês desenvolve "caixão vivo" feito com fibras de fungos

Um corpo humano pode demorar cerca de uma década a decompor-se dentro de um caixão. Com o Living Cocoon, o tempo é reduzido para dois ou três anos. Bob Hendrikx, biodesigner fundador da Loop, desenvolveu e …