Presidente do Turismo do Norte terá sido corrompido com jantar de 1350 euros em Madrid

Um jantar que custou cerca de 1350 euros em Madrid, à margem da Feira Internacional de Turismo (Fitur), em janeiro, é a única contrapartida concreta que o Ministério Público identifica associada ao crime de corrupção atribuído a Melchior Moreira.

Um jantar com várias pessoas, que custou cerca de 1350 euros, em Madrid, à margem da Feira Internacional de Turismo (Fitur), em janeiro. Esta terá sido a única contrapartida concreta que o Ministério Público (MP) identifica associada ao crime de corrupção atribuído a Melchior Moreira, presidente do Turismo do Porto e Norte, que aguarda o desenvolvimento da Operação Éter em prisão preventiva.

O Público avança que o jantar terá sido pago por Manuela Couto, administradora da W Global Communication e mulher do presidente da Câmara de Santo Tirso, que esteve também presente no jantar.

O diário teve acesso a um documento no qual o Ministério Público considera que o jantar foi a contrapartida dada a Melchior Moreira e à diretora operacional do Turismo do Porto e Norte, suspensa de funções, por estes terem aceite pagar antecipadamente os cerca de 50 mil euros pelos serviços prestados pela empresa de Manuela Couto na Fitur.

A procuradora Carla Fardilha sustenta esta tese com uma conversa tida num serviço de mensagens eletrónicas entre Manuela Couto e a diretora operacional do Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNO), a 29 de janeiro, já depois do jantar.

Na conversa, a empresária pede à responsável do turismo que lhe paguem os serviços da Fitur porque precisava do dinheiro para pagar vencimentos. A diretora operacional responde, “em modo socorro”, com os dados para Manuela Couto pagar o jantar de Madrid, dizendo que naquele dia iriam “chegar” os compromissos da Fitur. Horas mais tarde, a diretora envia uma mensagem à empresária a dizer: “Já foi transferido.”

O Ministério Público nota a rapidez do pagamento (que aconteceu no mesmo dia), antes do prazo de 60 dias estabelecido no contrato e numa altura em que o Turismo do Norte tinha pouca disponibilidade financeira, segundo os próprios arguidos.

Funcionários pressionados

Melchior Moreira, presidente do Turismo do Porto e Norte, vai aguardar o desenvolvimento da Operação Éter em prisão preventiva.

Esta decisão é justificada pelo tribunal por ter tido em conta o depoimento do atual vice-presidente da instituição, que afirmou que Melchior Moreira tem tentado influenciar eventuais depoimentos de funcionários, pressionando alguns e beneficiando outros.

O testemunho de Jorge Magalhães é assim usado para sustentar também o principal foco da investigação, relacionado com a forma como foram contratadas as lojas interativas na região de turismo do Norte.

Assim, este afirma que foi pressionado pela diretora operacional para contratar várias entidades, a maior parte das quais do empresário de Viseu José Agostinho, indiciado por prevaricação, participação económica em negócio, entre outros crimes.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. O Ministério Público, esqueceu-se das despesas das Portagens, Combustível, Hotel-com ou sem dama companhia, e na despesa do tempo da deslocação.

  2. Tal como era espectável, parece, que neste caso “A MONTANHA PARIU UM RATO”, deve tratar-se mais de uma luta SUJA pelo poder, e não de um caso de grande corrupção….Só é lamentável, que a justiça se deixado arrastar e envolver nesta possivel “disputa”!….(1350 Euros num jantar oficial, para várias pessoas na feira de turismo de Madrid?….)

RESPONDER

"Não se esqueçam de agradecer a PSD, PS e CDS-PP" pelo corte de sustentabilidade na pensão

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, acusou este domingo o PS, PSD e CDS-PP de utilizarem a União Europeia (UE) “como desculpa sempre que querem travar” conquistas laborais para todos os que vivem …

Museu de Nova Iorque devolve ao Egito "caixão dourado" roubado em 2011

O Museu Metropolitan (MET) de Nova Iorque vai devolver ao Egito um sarcófago roubado em 2011, durante as manifestações da chamada "Primavera Árabe", anunciou este domingo a instituição nova-iorquina. Construído em ouro para o sacerdote Nedjemankh, …

Quase um terço da população chinesa terá mais de 65 anos em 2050

Trinta por cento da população chinesa terá mais de 65 anos, dentro de três décadas, informou hoje um jornal chinês, ilustrando o rápido envelhecimento do país, apesar de ter abolido a política de filho único. “O …

Trump pede à Europa que julgue os seus "jihadistas" (ou os EUA terão de os libertar)

O presidente dos Estados Unidos apelou aos países europeus, nomeadamente o Reino Unido, a França e a Alemanha, para repatriarem e julgarem os seus combatentes do Estado Islâmico feitos prisioneiros na Síria. Caso contrário, aponta …

Depois de 11 mortes e 1800 condenações, franceses querem o fim dos Coletes Amarelos

A maioria dos franceses defende que devem parar os protestos nas ruas dos “coletes amarelos”, três meses após o início das primeiras manifestações que fizeram 11 vítimas mortais, noticia esta segunda-feira a agência France Presse. Uma …

Uma tese de doutoramento levou Marcelo à capa do El País

A tese de doutoramento sobre Marcelo Rebelo de Sousa é de autoria de uma professora universitária e jornalista da RTP. O tema já chegou ao jornal espanhol El País. O jornal percorre as provas de popularidade …

Seguros de saúde sobem para 2,6 milhões com crise no SNS

No primeiro semestre de 2018 o número de contratos de seguros de saúde aumentou 3%, em termos homólogos, para 2,6 milhões, escreve esta segunda-feira o Jornal de Notícias na sua edição impressa. Os dados, da Autoridade …

PSP usa critérios étnicos para avaliar risco de bairros problemáticos

Apesar de a recolha de dados étnico-raciais não ser permitida em Portugal, a PSP utiliza ainda critérios étnicos na avaliação do grau de risco de zonas urbanas sensíveis (ZUS), avança o jornal Público esta segunda-feira. Segundo …

Pyongyang fala em “momento decisivo” em vésperas de nova cimeira com Washington

O principal diário norte-coreano, Rodong Sinmun, escreve esta segunda-feira que o país enfrenta "um momento decisivo", em termos de desenvolvimento económico, a pouco mais de uma semana da cimeira entre o líder norte-coreano e dos …

OCDE quer tribunais especiais para julgar a corrupção

Portugal precisa de fortalecer os mecanismos de prevenção da corrupção, defende a OCDE, que sugere a criação de tribunais especializados e a redução das possibilidades de recurso dos arguidos.  O retrato da análise da corrupção …