Presidente filipino mostrou o dedo do meio à União Europeia

Mast Irham / EPA

O presidente das Filipinas, Rodrigo Roa Duterte

O presidente das Filipinas, Rodrigo Roa Duterte

O presidente filipino, Rodrigo Duterte, levantou o dedo do meio e insultou a União Europeia, na passada segunda-feira, como resposta às críticas feitas à caça aos traficantes nas Filipinas.

“Agora a União Europeia tem o descaramento de condenar [a campanha contra as drogas]. Mais uma vez, repito, vão-se f****“, afirmou Duterte, depois de o Parlamento Europeu ter expressado preocupação com o elevado número de vítimas que a campanha contra as drogas está a causar.

“Os membros do parlamento instam o governo das Filipinas a pôr fim à onda de execuções extrajudiciais e matanças, a iniciar uma investigação imediata e a adotar políticas e programas específicos e extensos”, disse a União Europeia na semana passada.

Duterte afirmou que o motivo das críticas da União Europeia é o sentimento de culpa por vários crimes cometidos pelos países europeus.

“Agora são rigorosos porque se sentem culpados. Quem matei? 1.700 aqui? Chamam a isso genocídio? Quantos mataram vocês?”, sublinhou.

O chefe de Estado das Filipinas falou em concreto de países como a França e o Reino Unido que, disse, apoiaram os Estados Unidos em ataques contra países do Médio Oriente que causaram um número elevado de mortos.

Rodrigo Duterte tem marcado os seus primeiros meses de presidência com ofensas dirigidas a vários líderes mundiais – tendo já chamado “filho de uma prostituta” a Barack Obama.

O presidente das Filipinas insultou também o Papa Francisco e o ainda secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon.

Cerca de 3.500 alegados traficantes e toxicodependentes morreram desde que Duterte subiu ao poder – cerca de 1.500 em operações policiais e os restantes por grupos de cidadãos que recebem recompensas pelos homicídios.

Mais de 17 mil pessoas foram detidas e o fornecimento de estupefacientes desceu 90%, de acordo com a polícia local.

Duterte diz que a toxicodependência é um dos maiores problemas das Filipinas e pretende alargar para um ano a sua guerra contra as drogas.

BZR, ZAP / Lusa

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Mais nada. Chama-se a isto tê-los no sitio. Está-se marimbando para o politicamente correcto e também não recorreu à diplomacia. Disse o que tinha a dizer com todas as letras e eu concordo com ele a 100% !!!

  2. Se este poderá estar a exagerar na forma como faz a caça aos drogados e seus fornecedores por cá exagera-se na sua liberdade, portanto antes de se incomodarem com o que este está a fazer no seu país melhor será que se incomodem por cá com a forma a pôr fim a tal flagelo, intrometem-se demasiadamente com o que se passa lá fora e esquecem-se do que se passa cá dentro.

  3. Meu deus, a natureza destes comentadores… séculos de luta pela defesa dos direitos humanos valem uma descarga de autoclismo para estes “cansadinhos do discurso politicamente correto”. É tão reclamar de barriga cheia.

RESPONDER

Nação Cherokee pede à Jeep que deixe de usar o nome da tribo nos seus carros

"É hora de a Jeep reconsiderar chamar os seus SUVs Cherokee e Grand Cherokee". Pela primeira vez, a tribo norte-americana Nação Cherokee pediu diretamente à Jeep para parar de usar o seu nome nos seus …

PCP quer apoios a 100% para pais "imediatamente e com efeitos retroativos"

O secretário-geral do PCP pediu ao Governo, este sábado, apoios a 100% para os trabalhadores que estão em casa com os filhos, pagos "imediatamente e com efeitos retroativos", e defendeu um plano de desconfinamento "setor …

Naufrágio grego que levava partes do Partenon está a revelar os seus segredos

A última expedição de mergulhadores ao navio grego Mentor, que naufragou perto da ilha Citera em 1802, recuperou várias peças do cordame, moedas, a sola de couro de um sapato, uma fivela de metal, uma …

Chega vai reagir "muito veementemente" na rua à tentativa de ilegalização

O líder do Chega disse, este sábado, que o partido vai responder "muito veementemente" e com "presença na rua", já em março, à tentativa de ilegalização da estrutura promovida por Ana Gomes. "Quero deixar claro aqui, …

Procura-se candidato para dormir. Site oferece 1650 euros e uma noite num resort

Este pode ser, literalmente, um emprego de sonho: fazer dinheiro enquanto se dorme, incluindo uma noite num resort de 5 estrelas. O site Sleep Standards, que se dedica a dar informação sobre pesquisas e produtos relacionados …

Catarina Martins faz apelo a Costa. "Moratórias têm de ser estendidas já"

A coordenadora do Bloco de Esquerda fez um apelo direto ao primeiro-ministro, este sábado, para que não espere que "seja tarde demais" e decida já estender as moratórias, evitando assim uma vaga de despejos e …

Toronto apresenta providência cautelar contra projeto que constrói "casas" para os sem-abrigo

Um carpinteiro canadiano decidiu construir abrigos para as pessoas que vivem nas ruas de Toronto. A autarquia considerou que são perigosos e apresentou uma providência cautelar. De acordo com a empresa de media Vice, Khaleel Seivwright, carpinteiro …

Trinta anos depois, MI6 pede desculpa por ter banido espiões gays

Richard Moore pediu desculpa " pela forma como colegas e concidadãos LGBT+ foram tratados", tendo-lhes sido negada a oportunidade de servir o país no MI6. O chefe do MI6, o serviço secreto de inteligência do Reino …

Já foram administradas 837.887 vacinas em Portugal

Um total de 837.887 vacinas contra a covid-19 foram administradas em Portugal desde 27 de dezembro, quando foi dada a primeira dose, indicou o Ministério da Saúde este sábado. Num comunicado de balanço do processo de …

Pintura de Van Gogh de Paris nunca antes vista exibida pela primeira vez

Uma pintura de Vincent Van Gogh de uma rua de Paris foi exposta pela primeira vez depois de passar mais de 100 anos "escondida" pelos seus proprietários. Uma cena de rua em Montmartre, em Paris, pertenceu …