/

Presidente da Relação de Lisboa: “Não recebi convite do Benfica. Nessa lista há juízes que já morreram”

O Presidente da Relação de Lisboa, Orlando Nascimento, negou ter recebido convites do Benfica, rejeitando assim qualquer envolvimento com o clube da Luz.

“Não recebi qualquer convite para jogos de futebol do Benfica ou de qualquer outro clube”, garante o magistrado, citado pelo Tribuna Expresso. Orlando Nascimento é um dos 44 citados numa lista que circula nas redes sociais com vários nomes de juízes supostamente convidados pelo Benfica para assistir a jogos de futebol.

“A última vez que fui ao futebol foi nos anos 70, um jogo de juniores, e como havia pancada nunca mais voltei”, disse Orlando Nascimento.

O Presidente da Relação de Lisboa garante ainda que Nascimento Adriano, desembargador que rejeitou recentemente um recurso de Rui Pinto para anular a medida de prisão preventiva e cujo nome também consta da referida lista, “não recebeu, nem aceitou qualquer convite do Benfica”, garante. “Não é homem de futebóis”.

Há juízes que estão nessa lista e já morreram“, diz ainda Orlando Nascimento, dizendo haver “outros estão jubilados há mais de dez anos, esse documento só descredibiliza o combate à corrupção e quem se diz preocupar com ele”.

As declarações de Orlando Nascimento surgem depois de o presidente do Supremo Tribunal de Justiça, António Joaquim Piçarra, ter esclarecido que nunca aceitou convites de qualquer clube de futebol para assistir a jogos.

“Esclareço que nunca aceitei convites de qualquer clube de futebol para assistir a jogos”, declarou à agência Lusa António Joaquim Piçarra, acrescentando: “Repudio, em nome pessoal e como presidente do STJ e do Conselho Superior da Magistratura [CSM], insinuações gerais de parcialidade da justiça que têm surgido a este propósito”.

Em declarações à SIC, a antiga eurodeputada Ana Gomes referiu-se ao caso de um juiz que pediu escusa por ser sócio de um clube de futebol (Benfica) e cujo pedido não foi aceite, dizendo que isso é “estranho”, tanto mais quando “circula por aí [nas redes sociais], por exemplo, uma lista, que até hoje não viu ser desmentida por ninguém, de 44 juízes portugueses que recebiam bilhetes “grátis” do Benfica”.

Segundo disse Ana Gomes, essa lista tem um membro do atual Governo que até fez parte de um coletivo de juízes, que determinou a prisão preventiva de Rui Pinto (Antero Luís), e tem o próprio presidente do STJ e do CSM.

  ZAP //

 

 

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.