Prémio para profissionais do SNS é “uma esmola”. “Mais valia terem estado quietos”

Tiago Petinga / Lusa

Ana Rita Cavaco, Bastonária da Ordem dos Enfermeiros

Ana Rita Cavaco, bastonária da Ordem dos Enfermeiros, diz que a proposta que prevê prémios e mais férias para os profissionais de saúde é uma “afronta” para enfermeiros.

Para a bastonária da Ordem dos Enfermeiros, a proposta aprovada pelo PSD, que prevê prémios e mais férias para os profissionais de saúde, é uma ofensa, principalmente para os enfermeiros. A medida exclui a maioria dos profissionais e alerta para a necessidade de uma mudança de mentalidade da classe partidária, considera Ana Rita Cavaco.

“Esta proposta abrange o mínimo de profissionais de saúde, arrisco-me a dizer que exclui 80% dos profissionais de saúde“, disse a bastonária ao Observador, acrescentando que, “no caso dos enfermeiros, é de facto uma afronta muito grande”.

“Todos os outros países deram prémios a todos os profissionais de saúde, porque foi com o esforço de todos que chegámos até aqui”, sublinhou ainda a responsável, destacando o exemplo da Holanda, Espanha e Alemanha que ofereceram aos enfermeiros “ordenados na base do triplo daquilo que Portugal oferece”.

“Acho que as pessoas têm de começar a questionar se nós agora somos governados pelo centrão, porque não tenho dúvidas de que isto é combinado entre o PS e o PSD“, frisou.

Esta quarta-feira, os deputados aprovaram por unanimidade uma proposta do PSD que atribui um prémio de desempenho equivalente a 50% da remuneração e mais dias de férias para os trabalhadores diretamente envolvidos no combate à epidemia durante o estado de emergência.

Mais valia terem estado quietos. Os profissionais de saúde não estão sobrecarregados só no combate à covid-19. Estiveram em toda a linha. Eu gostava de saber o que vão dar aos restantes profissionais que estiveram nos lares e noutros locais que ajudaram no combate à covid”, atirou a bastonária, em declarações à TSF.

A representante dos enfermeiros considera que esta é mais uma forma de “destratar” o setor, lembrando as palavras de António Costa, quando afirmou que a final da Liga dos Campeões em Lisboa era um prémio para os profissionais de saúde.

ZAP //

PARTILHAR

11 COMENTÁRIOS

  1. Mas quê? Querem os salários igual a países como a Alemanha? haja paciência…
    Já agora porque não fazer o mesmo com as restantes classes, que apesar de não serem da área da saúde, também trabalharam durante este período para garantir o funcionamento do pais.

  2. Pois, nunca nada serve, pode ser pouco mas não se pode esperar fortunas no estado em que se está e no país que é, mas por outro lado quando se vê situações como o novo banco e a tap se calhar até têm razão!

  3. Esta “gaja” é um escroque de pessoa. Tem “tiques” de grandeza.
    Com o dinheiro dos outros eu também sou grande e magnanime.
    Se fossemos um pais rico (muita gente pensa que sim) mas não somos.

  4. Os profissionais de saúde devem ser valorizados. Não podem receber menos ou igual a uma empregada de limpeza. Andaram a estudar anos p/ quê? Para isso não estudavam, não perdiam tempo nem dinheiro, iam p/ limpezas ou p/ caixas de supermercados.
    Esta gente fala mt mas quando lhe chega ao respetivo é que vem o que deve e não deve ser. É de lamentar a mentalidade pequenina.
    Deviam era de RECLAMAR o que os politicos ganham e ROUBAM.

    • Por acaso os profissionais de saude ganham o mesmo que uma empregada de limpeza?
      E atenção que a empregada de limpeza também merecer ganhar mais do que o salário mínimo. E também corre riscos com o COVID e outras doenças (pelo menos os que trabalham nos hospitais).
      Todos merecemos ganhar mais do que ganhamos.
      A questão é que quem paga os funcionários públicos são os nossos impostos. E só uma maneira de aumentar a despesa com pessoal, endividar ou aumentar impostos.

  5. Eis um exemplo nítido da tentativa da sr.ª Bastonária da ordem dos Enfermeiros em atacar e maldizer do “bónus” só para se mostrar como defensora dos direitos dos enfermeiros. A senhora bastonária mais uma vez mostrou o que pretende, lançar a confusão na classe.

  6. 50% da remuneração e mais dias de férias
    É pouco? … e mais valia estarem queitos???
    Talvez possa fazer com os enfermeiros o que fez com ela propria aumentando-se logo que chegou ao cargo…
    Acho que os enfermeiros sao destratados mas desta vez a Sra Bastonaria perdeu uma boa hipotes de ficar calada.

  7. Concordo que os profissionais de saúde fizeram e estão a fazer um grande esforço, faz parte da sua profissão.
    Também aqueles que tiveram que ficar confinados (comerciantes, feirantes, artistas e muitos outros) fizeram um grande esforço, têm visto os seu bens desaparecerem por ordem do estado, não tendo alternativas para trabalhar, nem sequer salário tiveram.
    Muitas mais classes sociais fizeram grandes esforços e nem por isso tiveram aplausos ou outras regalias, alguns estão a passar fome.
    Nesta altura em que o estado gastou imenso com a pandemia e coisas estúpidas que fizeram, quando tem que haver um orçamento complementar ou rectificativo, o que se pensa primeiro é em gastar mais dinheiro, alguém (povo) irá pagar isso tudo…
    Chamo a isso uma “contenção de despesas negativa”.

RESPONDER

Costa descarta confinamento ou cercas sanitárias em Paços de Ferreira, Lousada e Felgueiras

O primeiro-ministro, António Costa, disse esta quarta-feira que não estão em cima da mesa cercas sanitárias ou confinamentos em Paços de Ferreira, Lousada ou Felgueiras, concelhos do distrito do Porto onde o número de novas …

Espanha supera um milhão de infetados. França pondera estado de emergência até fevereiro

Espanha ultrapassou esta quarta-feira um milhão de infetados por covid-19, no mesmo dia em que o Governo francês admitiu estar a ponderar manter o estado de emergência até fevereiro e algumas medidas até abril. Espanha …

Há 49 escolas com surtos ativos de covid-19

Cerca de meia centena de escolas têm surtos ativos de covid-19, avançou esta quarta-feira a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, que fez um balanço positivo das primeiras semanas de aulas. "Neste momento, estão ativos 49 surtos …

Índia pode atingir os 600 milhões de casos de covid-19 em fevereiro, dizem especialistas

Mais de 600 milhões de indianos, mais da metade da população do país, provavelmente serão infetados com o novo coronavírus até fevereiro de 2021, segundo um painel de especialistas que aconselha o Governo do país. Segundo …

Ficheiro apreendido a Rui Pinto tinha número de telemóvel da procuradora

Um ficheiro de um dos dispositivos apreendidos ao criador do ‘Football Leaks’, Rui Pinto, contém o número de telemóvel da procuradora do Ministério Público (MP) envolvida no julgamento, Marta Viegas, confirmou a própria na 15.ª …

Rio anuncia vota contra no OE. "O PSD é mais responsável na oposição do que o PS no Governo"

O presidente do PSD anunciou esta quarta-feira o voto contra do partido na proposta de Orçamento do Estado para 2021, dizendo que esse é “o único voto coerente” e porque outra votação nem sequer “evitaria …

"A pandemia derrubou-me." "Pepe" Mujica, ex-Presidente do Uruguai, abandona a política

O ex-presidente uruguaio José "Pepe" Mujica disse que continuará a ser "conselheiro" dos companheiros de partido. José "Pepe" Mujica, ex-Presidente do Uruguai, renunciou esta terça-feira ao seu lugar no Senado e abandonou definitivamente a política ativa. …

Milhares de reclusos na Nigéria fugiram depois de invasões a prisões

De acordo com as autoridades nigerianas, cerca de 2000 presos fugiram de prisões na Nigéria, após os locais terem sido invadidos por multidões. Foi imposto um recolher obrigatório em resposta à agitação resultante de duas …

Manuel Maria Carrilho absolvido pela terceira vez do crime de violência doméstica

O ex-ministro Manuel Maria Carrilho foi esta quarta-feira novamente absolvido do caso de violência doméstica em que era suspeito de ter agredido a apresentadora de televisão Bárbara Guimarães. Em comunicado Manuel Maria Carrilho explica que o …

Maiores construtoras portuguesas juntam-se contra a "armada espanhola"

As duas maiores construtoras portuguesas, Mota-Engil e Teixeira Duarte, aliaram-se num consórcio, no âmbito de um concurso público lançado pela Infraestruturas de Portugal (IP), para tentar derrotar a concorrência espanhola. Habitualmente concorrentes na disputa pelas grandes …