Três etapas para o novo normal: eis os prazos da reabertura do país

Mário Cruz / Lusa

Maio é o mês de transição para a nova normalidade em Portugal. Depois de um fim de semana com restrições à circulação, começa na segunda-feira a primeira etapa do futuro da economia do país no pós-pandemia.

A reabertura dos espaços comerciais e dos serviços será feita de forma gradual, a cada 15 dias, mas o Governo não hesitará em voltar atrás nas decisões se se começar a registar uma segunda vaga da pandemia de covid-19.

O plano de desconfinamento tem três fases e a primeira começa já na próxima segunda-feira, dia 4 de maio. Assim sendo, reabre na próxima semana o pequeno comércio de rua, lojas e espaços comerciais com menos de 200 metros quadrados, cabeleireiros e barbeiros (só por marcação), stands automóveis, livrarias, desportos individuais e repartições de finanças.

O Expresso adianta que, nesta fase, o teletrabalho manter-se-á sempre que possível, mas não se sabe se como obrigatório. Todos os serviços terão de manter regras de distanciamento restritas, como máscaras e garantia de desinfeção, mas são detalhes que estão ainda a ser afinados.

A segunda fase da reabertura do país começa a 18 de maio, ainda que António Costa tenha avisado que fica em aberto a hipótese de congelar todos os planos se houver descontrolo.

Neste dia será dado o primeiro passo nas creches, que começarão a reabrir com limites, e as aulas presenciais dos 11.º e 12.º anos serão retomadas. Reabrirão ainda restaurantes (com lotação a metade), cafés e pastelarias, estabelecimentos comerciais com 400 metros quadrados e alguns espaços culturais de espetáculos.

Com a terceira fase, a 1 de junho, reabrem as restantes lojas e retoma-se o ensino pré-escolar e atividades de tempos livres (ATL). Neste dia reabrem também os centros comerciais, ainda que com regras restritas, e as lojas do cidadão.

O teletrabalho começará a ser levantado progressivamente nesta terceira fase, com indicações para que as empresas dividam os funcionários por turnos. Deverão também voltar os jogos de futebol, provavelmente sem espectadores, uma informação avançada esta quarta-feira pela SIC.

Ao que o Expresso apurou, entre 30 e 31 de maio será eventualmente retomado o campeonato de futebol e marcada a data para a Final da Taça.

Abertura de bares, discotecas e ginásios permanece em aberto. De igual forma, ainda não está definida uma data de abertura para as igrejas e hotéis e alojamentos não foram abordados na reunião desta quarta-feira, uma vez que estão a ser alvo de regulação específica com a Confederação do turismo.

Os detalhes das fases para a reabertura do país foram adiantados por parceiros sociais e partidos da oposição, esta quarta-feira, depois de se terem reunido em São Bento com os membros do Governo.

Esta quinta-feira, o primeiro-ministro anuncia o plano do Governo para o levantamento gradual das restrições à atividade social e económica até 1 de junho. António Costa deverá comunicar este conjunto de medidas, assim como a substituição do atual estado de emergência pela declaração de calamidade pública, no final da reunião do Conselho de Ministros.

Com a retoma progressiva da atividade económica, o Governo antecipa algum aumento dos contágios. Neste ponto, porém, Costa já fez saber que o executivo “não hesitará em dar passos atrás” na estratégia de desconfinamento caso o país registe um aumento em termos de infetados que seja ameaçador para a capacidade de resposta do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

O governante tem também insistido que a progressiva abertura da atividade económica e social terá de continuar a ser acompanhada pelo cumprimento do distanciamento social e por normas de higienização.

Para esse efeito, o Governo tem prometido que o material de proteção individual, como máscaras ou luvas, não vai faltar no circuito comercial já no mês de maio.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Tenho más notícias para o Costa e o seu otimismo,nem daqui por um ano as coisas vão estar normais,o dano na economia das empresas,famílias e os nossos parceiros na generalidade não vão permitir que haja otimismo.

  2. Mesmo que deixe de haver contágio em Portugal, só se poderá reabrir fronteiras com países nas mesmas condições. Depois, há que esperar que tudo vá passando em todo o mundo. Porque vai, com mais ou menos estragos.

  3. Não sei porque motivo a minha opinião, com mais de 36 horas de envio, não foi publicada. Agradecia que o ZAP me indicasse o que escrevi que fosse contra o vosso regulamento, só assim poderei emendar-me e corrigir os comentários que poderão estar em conflito com o dito regulamento.

  4. 18 meses após Março 2020 e com reservas pois se as pessoas coletivamente não assumirem um comportamento diferente podem vir mais quarentenas … eles só querem saber se as UCIs nos hospitais estão sobrelotadas ou não e estes episódios https://www.cmjornal.pt/sociedade/detalhe/138-infetados-com-coronavirus-em-hostel-de-lisboa-presidente-da-junta-de-arroios-pede-fiscalizacao-da-asae ,,,, são inadmissíveis se querem controlar a pandemia .

RESPONDER

Pena de morte diminuiu. Execuções globais atingem o número mais baixo numa década

Globalmente, foram executadas 483 pessoas em 2020, o número mais baixo registado pela Amnistia Internacional (AI) numa década, marcando uma redução de 26% em relação a 2019 e 70% comparativamente a 2015. Segundo um artigo da …

Putin avisa que quem ameaçar a Rússia "se irá arrepender como nunca"

O presidente Vladimir Putin emitiu um alerta durante o seu discurso anual ao Governo. O líder frisou que qualquer membro da comunidade internacional que ameace a Rússia "se irá arrepender como nunca se arrependeu antes". O …

Nove anos depois, Bruxelas deixa de monitorizar atividade da CGD

A Direção-Geral da Concorrência da Comissão Europeia (DG Comp) encerrou o processo de monitorização do plano estratégico da Caixa Geral de Depósitos (CGD). "A Caixa Geral de Depósitos, S.A. (CGD) informa que recebeu comunicação da Direção …

Se não fosse o vídeo de Darnella Frazier, "Derek Chauvin ainda seria polícia"

Darnella Frazier, na altura com 17 anos, foi a responsável pelo vídeo que mostra o ex-agente da polícia Derek Chauvin a prender o afro-americano George Floyd, que acabou por não resistir. Esta terça-feira foi um dia …

Eutanásia. Jurisdição do PSD considera haver matéria para processo disciplinar a Rio e Adão Silva

O Conselho Nacional de Jurisdição do PSD considerou que existe "matéria bastante para abertura de processo disciplinar" ao presidente do partido e ao líder parlamentar por violação de uma decisão do Congresso sobre eutanásia, faltando …

"Um charro para uma vacina." Ativistas oferecem canábis a nova-iorquinos vacinados

"Um charro para uma vacina." Este é o mote dos ativistas pela legalização da canábis que, esta terça-feira, ofereceram um charro às pessoas que receberam pelo menos a primeira dose da vacina contra a covid-19 …

Recurso de Amorim arquivado. Sporting avança para a "impugnação judicial"

O Sporting anunciou, esta quarta-feira, que o seu treinador vai avançar com uma "impugnação judicial" do castigo aplicado pelo Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Portuguesa (FPF). Num comunicado, o clube de Alvalade lamentou …

Casa Branca exige que Congresso aprove reformas de práticas policiais

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden, quer que o Congresso aprove reformas relativas às práticas policiais para fazer justiça ao legado do afro-americano George Floyd, depois de o ex-polícia Derek Chauvin ter sido …

Fernando Santos abre a porta da seleção a Otávio

O selecionador nacional admitiu a possibilidade de vir a convocar o médio do FC Porto ainda antes do Europeu, que acontece em junho deste ano. Em entrevista à "Bola Branca", da rádio Renascença, Fernando Santos não …

"Comissão de acompanhamento do PRR deve poder travar projetos", diz Costa Silva

António Costa Silva, que presidirá a comissão de acompanhamento do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), quer ter poderes para travar projetos ou para corrigi-los, quando necessário. "Pode haver projetos que são executados, depois faz-se o …