Três etapas para o novo normal: eis os prazos da reabertura do país

Mário Cruz / Lusa

Maio é o mês de transição para a nova normalidade em Portugal. Depois de um fim de semana com restrições à circulação, começa na segunda-feira a primeira etapa do futuro da economia do país no pós-pandemia.

A reabertura dos espaços comerciais e dos serviços será feita de forma gradual, a cada 15 dias, mas o Governo não hesitará em voltar atrás nas decisões se se começar a registar uma segunda vaga da pandemia de covid-19.

O plano de desconfinamento tem três fases e a primeira começa já na próxima segunda-feira, dia 4 de maio. Assim sendo, reabre na próxima semana o pequeno comércio de rua, lojas e espaços comerciais com menos de 200 metros quadrados, cabeleireiros e barbeiros (só por marcação), stands automóveis, livrarias, desportos individuais e repartições de finanças.

O Expresso adianta que, nesta fase, o teletrabalho manter-se-á sempre que possível, mas não se sabe se como obrigatório. Todos os serviços terão de manter regras de distanciamento restritas, como máscaras e garantia de desinfeção, mas são detalhes que estão ainda a ser afinados.

A segunda fase da reabertura do país começa a 18 de maio, ainda que António Costa tenha avisado que fica em aberto a hipótese de congelar todos os planos se houver descontrolo.

Neste dia será dado o primeiro passo nas creches, que começarão a reabrir com limites, e as aulas presenciais dos 11.º e 12.º anos serão retomadas. Reabrirão ainda restaurantes (com lotação a metade), cafés e pastelarias, estabelecimentos comerciais com 400 metros quadrados e alguns espaços culturais de espetáculos.

Com a terceira fase, a 1 de junho, reabrem as restantes lojas e retoma-se o ensino pré-escolar e atividades de tempos livres (ATL). Neste dia reabrem também os centros comerciais, ainda que com regras restritas, e as lojas do cidadão.

O teletrabalho começará a ser levantado progressivamente nesta terceira fase, com indicações para que as empresas dividam os funcionários por turnos. Deverão também voltar os jogos de futebol, provavelmente sem espectadores, uma informação avançada esta quarta-feira pela SIC.

Ao que o Expresso apurou, entre 30 e 31 de maio será eventualmente retomado o campeonato de futebol e marcada a data para a Final da Taça.

Abertura de bares, discotecas e ginásios permanece em aberto. De igual forma, ainda não está definida uma data de abertura para as igrejas e hotéis e alojamentos não foram abordados na reunião desta quarta-feira, uma vez que estão a ser alvo de regulação específica com a Confederação do turismo.

Os detalhes das fases para a reabertura do país foram adiantados por parceiros sociais e partidos da oposição, esta quarta-feira, depois de se terem reunido em São Bento com os membros do Governo.

Esta quinta-feira, o primeiro-ministro anuncia o plano do Governo para o levantamento gradual das restrições à atividade social e económica até 1 de junho. António Costa deverá comunicar este conjunto de medidas, assim como a substituição do atual estado de emergência pela declaração de calamidade pública, no final da reunião do Conselho de Ministros.

Com a retoma progressiva da atividade económica, o Governo antecipa algum aumento dos contágios. Neste ponto, porém, Costa já fez saber que o executivo “não hesitará em dar passos atrás” na estratégia de desconfinamento caso o país registe um aumento em termos de infetados que seja ameaçador para a capacidade de resposta do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

O governante tem também insistido que a progressiva abertura da atividade económica e social terá de continuar a ser acompanhada pelo cumprimento do distanciamento social e por normas de higienização.

Para esse efeito, o Governo tem prometido que o material de proteção individual, como máscaras ou luvas, não vai faltar no circuito comercial já no mês de maio.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Tenho más notícias para o Costa e o seu otimismo,nem daqui por um ano as coisas vão estar normais,o dano na economia das empresas,famílias e os nossos parceiros na generalidade não vão permitir que haja otimismo.

  2. Mesmo que deixe de haver contágio em Portugal, só se poderá reabrir fronteiras com países nas mesmas condições. Depois, há que esperar que tudo vá passando em todo o mundo. Porque vai, com mais ou menos estragos.

  3. Não sei porque motivo a minha opinião, com mais de 36 horas de envio, não foi publicada. Agradecia que o ZAP me indicasse o que escrevi que fosse contra o vosso regulamento, só assim poderei emendar-me e corrigir os comentários que poderão estar em conflito com o dito regulamento.

  4. 18 meses após Março 2020 e com reservas pois se as pessoas coletivamente não assumirem um comportamento diferente podem vir mais quarentenas … eles só querem saber se as UCIs nos hospitais estão sobrelotadas ou não e estes episódios https://www.cmjornal.pt/sociedade/detalhe/138-infetados-com-coronavirus-em-hostel-de-lisboa-presidente-da-junta-de-arroios-pede-fiscalizacao-da-asae ,,,, são inadmissíveis se querem controlar a pandemia .

RESPONDER

Certificados de vacinação emitidos por países terceiros reconhecidos para viagens aéreas

Os certificados de vacinação e de recuperação emitidos por países terceiros passam a ser reconhecidos para viagens aéreas, deixando de ser exigido teste negativo e quarentena quando esta seja aplicável em função da respetiva origem, …

Rui Costa, Benfica

Acções do Benfica com comissão milionária a Carlos Janela. Em AG muito quente, sócios gritaram, mas não puderam votar

A Assembleia-Geral (AG) Extraordinária do Benfica de sexta-feira à noite foi muito quente, com cânticos, protestos e pedidos de demissão dos sócios. Enquanto isso há novos dados sobre o negócio de venda das acções do …

"Não tem passado de figurante". Fenprof diz que sistema educativo bloqueava se dependesse do ministro

O secretário-geral da Federação Nacional dos Professores (Fenprof), Mário Nogueira, considerou, esta sexta-feira, que sistema educativo em Portugal já tinha bloqueado se dependesse do trabalho do ministro da Educação e do Governo, realçando que o …

País "esqueceu-se de que existe engenharia". Especialistas criticam recomendação da DGS para ventilação nas escolas

Recomendações da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a ventilação nas escolas ficam aquém do que seria necessário, dizem especialistas. Tendo em conta que a covid-19 se transmite por aerossóis, é importante que exista uma boa ventilação …

O "ar salazarento" dos ministros na campanha do PS. Temido usou carro do Governo e pode ter cometido crime

A presença de ministros na campanha dos candidatos socialistas às autárquicas está a causar polémica, sobretudo no Porto, com Rui Moreira a criticar "o ar salazarento de chapelada" do PS. Marta Temido, ministra da Saúde, …

Ataques aéreos dos EUA mataram até 48 mil civis em 20 anos. Pentágono admite morte de civis em Cabul

Uma investigação independente concluiu que entre 22 mil e 48 mil civis morreram vítimas de ataques aéreos das forças dos EUA desde o 11 de Setembro. O Pentágono admitiu também que o ataque a um …

Fernando Pimenta é campeão do mundo em K1 1.000 (e aponta a "mais medalhas" do que os golos de Ronaldo)

O canoísta Fernando Pimenta sagrou-se campeão mundial de K1 1.000 metros, ao bater o húngaro Balint Kopasz na final, nos Mundiais de Copenhaga, aumentando para dois os pódios de Portugal na Dinamarca. Na pista quatro, Pimenta …

MNE garante que todos os afegãos que trabalharam com o Exército português foram retirados do país

O ministro dos Negócios Estrangeiros garantiu esta sexta-feira que o Governo apoiou a retirada de todos os afegãos que trabalharam com as forças portuguesas no Afeganistão, reconhecendo ser "provável" alguns não terem respondido aos contactos. "Nós …

"Não quero ser arrogante: o melhor médio da Premier League sou eu"

Yves Bissouma joga no Brighton e tem despertado o interesse de clubes ingleses de outro nível. Cresceu no Mali ao serviço do Majestic SC, passou pelo AS Real Bamako antes de rumar à Europa. Começou por …

Tratamento inovador para cancro pesa nos orçamentos do IPO de Porto e Lisboa

Os custos associados ao tratamento de cancros do sangue com células CAR-T estão a ser suportados apenas pelos hospitais autorizados a aplicá-la, no caso, os IPO do Porto e de Lisboa. De acordo com o Jornal …