Praias vão ter lotação máxima com fuzileiros a vigiar e torniquetes à entrada

hoomygumb / Flickr

Praia do Tamariz, Estoril

Está a ser preparado um manual para o regresso das pessoas às praias, a partir do momento em que se comecem a aliviar as medidas de confinamento, e é certo que a entrada dos banhistas vai ser controlada. A Polícia Marítima deverá contar com o apoio dos fuzileiros da Marinha na supervisão das regras e poderá haver torniquetes à entrada para impedir o excesso de pessoas.

O regresso ao novo normal está a ser preparado em diversos sectores da sociedade e da economia portuguesa. E quando se aproxima o Verão, a forma como se vai controlar o regresso das pessoas às praias está a preocupar as autoridades, fruto dos desafios que oferece.

A coordenadora nacional do programa Bandeira Azul da Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE), Catarina Gonçalves, avança, desde já, em entrevista à Rádio Observador, que as praias vão ter uma lotação máxima, salientando que as pessoas terão que cumprir as normas da Direcção-Geral da Saúde (DGS) quanto ao distanciamento social.

O uso de máscaras pelos banhistas “vai ter de ser regulamentado”, refere ainda a responsável, notando que deverá ser obrigatório no âmbito da frequência de restaurantes e bares de praia.

As autoridades estão ainda a discutir como será feito o controlo das pessoas às praias. Em cima da mesa está a analisar-se a possibilidade de “colocação de torniquetes” à entrada para contar o número de pessoas no areal, impondo uma lotação máxima, como apurou o Correio da Manhã (CM) junto de fonte conhecedora do processo.

O CM acrescenta que GNR, PSP e Polícia Municipal também deverão controlar os acessos dos carros às praias, com o bloqueio de estradas e/ou de estacionamentos, bem como com o controlo dos transportes públicos, designadamente comboios e autocarros, que são usados por muitas pessoas para se deslocarem às zonas balneares.

A situação pode colocar diversos constrangimentos a quem quer deslocar-se à praia, bem como às autoridades, não sendo de fácil controlo, como admite a fonte referida ao CM.

“Podemos estabelecer um número máximo de pessoas em determinada praia, calculando pela sua área segura [longe das arribas e acima da maré alta]. Mas e se as pessoas, como costume no Algarve, nadarem de uma praia para outra? Não podemos ter um polícia e uma lancha em cada praia”, questiona esta fonte conhecedora do processo.

Especula-se ainda a possibilidade de implementar medidas para os cidadãos saberem, antes de saírem de casa, para que praias podem deslocar-se, em função de eventuais lotações esgotadas.

Entretanto, o Governo deverá autorizar a Polícia Marítima a reforçar as suas patrulhas com mais fuzileiros da Marinha para fiscalizar os paredões e os areais. Os fuzileiros já participam no patrulhamento das praias através do projecto Sea Watch.

Outra preocupação são os nadadores-salvadores que vão ter um papel muito importante, indo para além da habitual intervenção de socorro. Não se sabe se vão usar máscaras ou não, nem como devem intervir numa emergência. Os responsáveis da área estão preocupados com as suas próprias condições de segurança.

Os concessionários deverão ter de reduzir o número de camas, chapéus e toldos que disponibilizam aos banhistas, de modo a promover maior distanciamento entre eles.

Mas perante tantas medidas de controlo, muitas pessoas poderão acabar por procurar praias não vigiadas, o que aumentará os riscos de segurança.

O processo é, em si, complexo, como admite a coordenadora nacional do programa Bandeira Azul. “A praia é gerida por várias entidades. Estamos a falar de um local em que temos de sensibilizar todos os utentes para serem aliados destes esforços. Caso contrário, não vamos conseguir”, sustenta Catarina Gonçalves na Rádio Observador.

ZAP //

PARTILHAR

13 COMENTÁRIOS

  1. Chegará a altura em que teremos de pagar para podermos dar um mergulho de mar.
    Triste infancia terão as próximas gerações, pricipalmente as mais desfavorecidas, pois não terão embarcações para poderem ir ao largo dar um mergulho

  2. Devagarinho nos vão controlando!
    Depois virá o pagamento!
    Só não percebo (percebendo) porque o 25 de Abril e 1º de Maio não colocam torniquetes

    • pq em portugal existe unsmontesdemerda chamados politicos que sao mais parasitas que o COVID: vao para comicios bater palmas a essa corja

  3. Acho que isto é tudo em exagero e hà até “Zandingas” que preveem o que irá acontecer nos próximos meses se a vida alguma coisas nos ensina é que as previsões são quase sempre erradas.
    Vamos com calma e deixem-se de péssimos bacocos.

  4. Eu espero poder ir à praia mas se não for, paciência. Eu preocupo-me é se há saúde, hospitais a funcionar, emprego e comida na mesa. Quando isto passar, a praia vai estar no mesmo sitio. Se adoecermos ou morrermos, nem praia nem coisa nenhuma interessa.

    • Isso é o que você pensa não os ponha à prova…aliás os FZE não vão para atirar em ninguém vão estar para manter a ordem e zelar por todos os estorninhos que tentam sair da linha…..

  5. De que adianta estas medidas higiénico-sanitárias restritivas, se depois vamos ter os cães dos banhistas a chafurdar, urinar e defecar por todo lado. Ou os fuzileiros, (ao contrário da policia marítima), vão garantir o cumprimento da Lei e impedir a entrada de animais nas praias?!

RESPONDER

Portugal é o primeiro país europeu a receber o selo "Safe Travels"

Portugal foi o primeiro país europeu a receber o selo "Safe Travels", que reconhece um compromisso com a segurança, informou esta quinta-feira o Governo. A distinção, atribuída pelo World Travel & Tourism Council (WTTC), pretende certificar …

Ventura reforça poder no Chega. Direção pode suspender militantes

No dia 30 de maio, foram aprovados dois regulamentos que dão poder à direção do Chega para suspender militantes do partido. Segundo avança a revista Sábado, no passado fim de semana, o Conselho Nacional do partido …

Egípcio submeteu as três filhas a mutilação genital feminina. Agora, vai ser julgado

Um pai terá dito às três filhas que iam ser vacinadas contra a covid-19, mas, quando acordaram, tinham sido mutiladas. Um cidadão egípcio vai ser julgado por, alegadamente, ter forçado as três filhas menores a serem …

Vacina da Universidade de Oxford para a covid-19 será testada no Brasil

A vacina contra a covid-19 em que trabalham os cientistas da Universidade de Oxford será testada no Brasil, pelo nível de infeção naquele país, revelou esta sexta-feira o Times. Com o declínio nos casos de coronavírus …

Esta noite há um eclipse penumbral da Lua

Esta noite tem bons motivos para atrasar o jantar: ao início da noite desta sexta-feira, haverá um eclipse penumbral da Lua. A Lua vai ficar na penumbra na noite desta sexta-feira. Pouco antes das 21h, em …

Depois de Latifa e Haya, mais uma princesa pediu ajuda para fugir do Dubai (e está desaparecida)

Depois da fuga da princesa Latifa e da princesa Haya do Dubai, outra jovem gravou um vídeo a pedir ajuda para escapar dos seus pais. Agora, está desaparecida. De acordo com o jornal espanhol El País, …

Caso Maddie. Suspeito alemão alvo de nova investigação por crime semelhante na Alemanha

Christian B., de 43 anos, poderá estar associado ao desaparecimento de uma menina de cinco anos, em 2015, na Alemanha. De acordo com a agência DPA, o Ministério Público alemão abriu uma nova investigação sobre o …

À espera de propostas concretas, Jerónimo quer salário pago a 100%

Jerónimo de Sousa admite que só tomará uma posição quanto ao Orçamento Suplementar quando souber as "propostas concretas". Esta sexta-feira, o secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, disse que só tomará uma posição quanto ao Orçamento …

Do ruído à reciclagem. No Dia Mundial do Ambiente, associação Zero divulga dados preocupantes

As principais preocupações da associação ambientalista Zero em Portugal são ao nível do desperdício de água, do ruído e da reciclagem. Do excesso de lixo produzido por cada habitante ao ruído em excesso provocado pelo …

Esferográfica pessoal e máscara obrigatórios nas eleições do FC Porto

As eleições do FC Porto estão agendadas para este fim de semana e os sócios que quiserem exercer o seu direito de voto terão de levar uma máscara de proteção individual e uma esferográfica. No comunicado …