Cientistas portugueses criam teste de diagnóstico rápido a partir da saliva

Uma equipa de cientistas portugueses criou um teste de saliva que permite detetar ao fim de meia-hora ou uma hora, através de uma alteração de cor, se uma pessoa está infetada pelo novo coronavírus, foi hoje anunciado.

O teste de diagnóstico da covid-19 com base na recolha de saliva foi desenvolvido por uma equipa do Instituto de Tecnologia Química e Biológica (ITQB) António Xavier da Universidade Nova de Lisboa, em colaboração com o Laboratório de Bromatologia e Defesa Biológica do Exército e o Hospital das Forças Armadas.

Um primeiro rastreio-piloto com este teste será feito esta sexta-feira com voluntários do ITQB, anunciou a instituição numa nota de imprensa.

O teste, aplicado diretamente em amostras de saliva, utiliza uma tecnologia que permite, através de uma mudança de cor visível a olho nu, saber em 30 a 60 minutos se uma pessoa está ou não infetada com o SARS-CoV-2, o coronavírus que provoca a covid-19.

“Se a reação tiver resultado rosa, o teste é negativo. Se for amarelo, é positivo“, refere a nota do ITQB, assinalando que o teste é “particularmente adequado” ao despiste da covid-19 em aeroportos, lares ou escolas, dada a sua “rapidez, sensibilidade, facilidade de colheita e custo reduzido“.

A recolha é feita pela pessoa, que cospe a saliva para um recipiente, dispensando o uso de zaragatoas e o recurso a pessoal especializado.

A testagem direta das amostras de saliva possibilita detetar, em cada teste, “menos de 100 cópias do vírus”, com “uma sensibilidade de 85%“, permitindo “avaliar a infeciosidade da pessoa no momento”.

Optando-se por extrair, em complemento, material genético do SARS-CoV-2 da saliva, a sensibilidade do teste aumenta para 100%, assegura o ITQB.

O teste, que assenta numa tecnologia que amplifica o material genético do coronavírus a uma “temperatura constante”, pode ser realizado com recursos básicos, como uma placa elétrica ou um banho-maria a 65ºC.

Para que possa ser usado pela população, o teste terá ainda de ser validado e aprovado pelas entidades competentes.

O projeto foi financiado em 35 mil euros pela Fundação para a Ciência e Tecnologia, ao abrigo do concurso direcionado para a investigação da covid-19 “Research4COVID-19”.

A utilização da saliva como meio de diagnóstico da covid-19 está também a ser estudada pelo Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC), em colaboração com os hospitais Dona Estefânia, em Lisboa, e Amadora-Sintra.

O estudo prevê testar 300 pessoas, 33% das quais infetadas, de todas as faixas etárias.

Até ao momento, o procedimento “foi validado em cerca de 80 pessoas hospitalizadas onde, entre outros, se comparou a eficácia da saliva face à amostra nasofaríngea, tendo sido obtidos resultados muito promissores“, segundo um comunicado do IGC divulgado na sexta-feira.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

FC Porto 1-0 Guimarães | Dragão já vê Sporting no horizonte

O Porto venceu no fecho da 28ª jornada da Liga NOS pela margem mínima, na recepção ao Vitória SC, e conseguiu o principal objectivo, que passava por somar os três pontos e reduzir para quatro …

Italiano faltou ao trabalho durante 15 anos, mas ganhou quase 600 mil euros

Um funcionário de um hospital no sul de Itália recebeu o salário durante 15 anos, apesar de nunca ter aparecido para trabalhar. De acordo com a polícia italiana, citada pela cadeia televisiva CNN, Salvatore Scumace está …

Google ficou sem o domínio na Argentina (e Nicolás achou que ia ser o novo dono)

Na última quarta-feira, um jovem argentino achou que ia ficar rico à custa da distração da Google no seu país. Acabou por não acontecer e tudo ficou resolvido. "Que pague a dívida externa", "que compre vacinas", …

Lola, a robô humanóide, dá "passos de bebé" (e equilibra-se com as mãos)

Uma equipa de cientistas está a ensinar a robô humanóide Lola a dar "passos de bebé", equilibrando-se com as suas mãos em vários pontos de contacto. Há muito tempo que os investigadores estudam a locomoção de …

Presidente da República veta decreto sobre inseminação post mortem

O Presidente da República vetou, esta quinta-feira, o decreto do Parlamento sobre inseminação post mortem, considerando que suscita dúvidas no plano do direito sucessório e questionando a sua aplicação retroativa. Na mensagem dirigida à Assembleia da …

Primeiro-ministro francês está a receber centenas de peças de lingerie no correio

O primeiro-ministro francês tem estado a receber roupa interior feminina na sua caixa de correio. Foi a forma encontrada pelas lojas de lingerie para protestarem contra as restrições da pandemia que as obrigam a estar …

Inteligência artificial "identifica" autores dos Manuscritos do Mar Morto

Investigadores da Universidade de Groningen, nos Países Baixos, recorreram à inteligência artificial para concluir que os Manuscritos do Mar Morto foram redigidos por vários escribas, o que abre uma "nova janela" para o estudo do …

Inteligência Artificial vai ajudar a identificar fontes de poluição no Bangladesh

A produção de tijolos é uma fonte de poluição que ameaça a saúde da população e do planeta, mas regular esta indústria pode ser uma tarefa difícil para as autoridades. Para resolver o problema, uma …

Portimonense 1-5 Benfica | "Águia" arrasa em solo algarvio

O Benfica regressou aos triunfos depois de ter vencido o Portimonense por 5-1, numa partida relativa à 28.ª jornada da Liga NOS, após o desaire registado na recepção ao Gil Vicente.  Porém, não foi um duelo …

Vigaristas burlaram mulher de 90 anos em 32 milhões de dólares

Uma mulher de Hong Kong, de 90 anos, foi defraudada em 32 milhões de dólares por burlões que se fizeram passar por agentes policiais chineses, via chamada telefónica. A Agence France-Presse (AFP) escreve que um jovem …