/

Portugal tem a 7.ª mortalidade por covid-19 mais alta da União Europeia

Giuseppe Lami / EPA

Em plena pandemia de covid-19, Portugal conta com a sétima taxa mais alta de mortes por milhão de habitantes na União Europeia. Apenas República Checa, Lituânia, Eslováquia, Eslovénia, Letónia e Hungria estão pior.

O número de mortes por covid-19 em Portugal não dá indícios de diminuir e, nos últimos dias, tem frequentemente ultrapassado a barreira dos 100 óbitos e batido recordes diários. A situação é tão grave que, no início desta semana, adianta o semanário Expresso, Portugal tinha a 7.ª taxa mais alta de óbitos por milhão de habitantes na União Europeia (UE).

Pode-se considerar que o Natal é o verdadeiro culpado. A 28 de dezembro, Portugal acompanhava a média da UE, com 6,8 mortes por milhão de habitantes. No entanto, após a primeira semana de janeiro, os valores começaram a disparar.

Esta terça-feira, Portugal apresentava uma média diária de 11,1 mortes por milhão de habitantes, enquanto a média europeia rondava 7,6. Apenas República Checa, Lituânia, Eslováquia, Eslovénia, Letónia e Hungria estão pior do que Portugal.

Todavia, se olharmos para os números desde o início da pandemia, a situação portuguesa ganha uma nova cor. Portugal passa para o meio da tabela europeia, com um total de pouco mais de 8 mil óbitos, que equivale a 792,4 mortes por milhão de habitantes. A Bélgica destaca-se pelas piores razões, com 1.742,4 mortes por milhão de habitantes.

Entre 5 e 10 de janeiro morreram mais de 500 pessoas por dia, com a covid-19 a estar na origem de cerca de um quinto dos óbitos. Nunca tinha havido registos tão negros pelo menos nos últimos 13 anos, escreve o Expresso.

  Daniel Costa, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.