Portas diz que os portugueses já pagaram muito caro os erros do sistema financeiro

portugal.gov.pt

O líder do CDS/PP e vice-primeiro-ministro, Paulo Portas

O líder do CDS/PP e vice-primeiro-ministro, Paulo Portas

O líder do CDS-PP, Paulo Portas, considerou este sábado que “os portugueses já pagaram muito caro erros do sistema financeiro”, defendendo uma “economia de mercado com responsabilidade ética” e uma regulação forte e supervisão eficiente.

No discurso das comemorações dos 40 anos do partido, que decorreram sexta-feira à noite em Vila Nova de Gaia, Paulo Portas nunca se referiu ao caso BES mas enfatizou que “os portugueses já pagaram muito caro erros do sistema financeiro”, recordando que o CDS-PP sempre acreditou “numa economia de mercado com responsabilidade ética”.

“Nós não acreditamos no Estado como produtor de riqueza e temos receio do Estado como produtor de dívida, mas queremos um Estado que seja um regulador forte e um supervisor eficiente”, declarou Portas.

Reafirmando a ideia defendida no arranque das comemorações do partido, que decorreram quinta-feira à noite em Lisboa, o vice-primeiro-ministro realçou que “o CDS nunca foi chamado a governar em tempos de bonança” e que “foi sempre convocado às responsabilidades em situações de emergência”.

“É muito difícil fazer história no condicional mas eu admito que se o CDS tivesse exercido responsabilidades em tempo de bonança – como se costuma dizer em tempo de vacas gordas – eu acho que o país seria mais sustentável, por um lado, e por outro teria havido mais justiça social”, sublinhou.

Portas reiterou ainda que o facto de o partido ter sido chamado em tempo de emergência não dispensa “a ambição de ser um partido maior e de ser um partido posto à prova” já que o CDS não cessa a vontade de “poder inspirar com mais determinação e mais influência uma certa ideia de país”.

“Nós não gostamos de ver o nosso país entregue a um sindicato de credores estrangeiros porque houve em Portugal governos irresponsáveis que não souberam controlar o défice nem a dívida”, condenou.

“Nós não temos aquela caricatura de coragem dos partidos de protesto que são tão corajosos, tão corajosos que a única coisa que fazem é protestar, tornam-se profissionais do protesto mas nunca dizem às pessoas o que é que fariam se fossem chamados a governar”, criticou.

Paulo Portas aproveitou ainda o discurso para prestar homenagem aos portugueses pelos sacrifícios dos últimos tempos, considerando que o país é hoje “mais livre do que era há um ano”.

/Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Nos bolsos de Duarte Lima, Dias Loureiro, Oliveira e Costa, Venda do BPN, da ANA, da EDP, dos ESTALEIROS DE VIANA , etc, etc, quem deu? Quem vendeu? Dou um prémio a quem adivinhar? E preciso ter lata!….

RESPONDER

Défice desce para 5,3% do PIB no 2.º trimestre do ano

O défice orçamental do primeiro semestre deste ano é de 5,5% do PIB. A meta do ministro das Finanças para o ano de 2021 é de 4,5%.  O défice orçamental fixou-se em 5,3% do PIB no …

É a maior contração desde 1995. INE revê queda do PIB para 8,4%

A queda foi pior do que se esperava: o Produto Interno Bruto (PIB) recuou 8,4% e não 7,6%, indicam os recentes dados do Instituto Nacional de Estatística (INE). O Produto Interno Bruto (PIB) caiu 8,4% em …

EUA aprovam terceira dose da Pfizer para maiores de 65 anos e grupos de risco

A Food and Drugs Adminustration (FDA) anunciou, na noite de quarta-feira, ter dado luz verde à administração de uma terceira dose da vacina da Pfizer em alguns casos. O organismo que regula a comercialização de medicamentos …

Estabelecimentos de Santos vão encerrar mais cedo. Psicólogos alertam que fim de restrições pode levar a excessos

Redução do horário é a solução encontrada pelos empresários para dar resposta à recente onda de criminalidade que se tem registado na zona de Santos. Especialistas em psicologia apontam o levantar das medidas de restrição, …

885 novos casos e cinco mortes. Internamentos continuam em queda

Portugal registou 885 novos casos e cinco mortes na sequência da infeção por covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde. Segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde, Portugal registou, nas últimas …

Número de professores de informática é insuficiente para responder à procura

Aquela que poderia ser uma notícia positiva tem, na realidade, um contexto negativo, já que evidencia uma falha estrutural do sistema de ensino português. De acordo com as informações veiculadas pela Direção-Geral da Administração Escolar (DGAE), …

De olhos postos em Almada e com a aposta em Joana Mortágua, o Bloco volta a prometer passes a 20 euros

Em campanha em Almada com Joana Mortágua, a habitação e os passes sociais foram os temas em cima da mesa do Bloco de Esquerda. Depois de andar em campanha no Norte, o Bloco de Esquerda foi …

Brasil, EUA e Canadá. TAP prevê aumento de voos entre outubro e março

A TAP já está de olhos postos em novos voos para recuperar a sua operação no segundo semestre do ano e no inverno IATA – entre outubro e março. A empresa “espera progressos em termos de …

Vulcão, La Palma

Uma tragédia anunciada em Janeiro. Cinzas do vulcão de La Palma a caminho de Portugal

A lava do vulcão Cumbre Vieja continua a cobrir La Palma, nas Canárias, e já destruiu mais de 300 casas. Enquanto as cinzas vulcânicas se estão a deslocar para a Península Ibérica, surge a notícia …

Líder parlamentar do BE diz que Costa "transformou eleições numa caricatura"

O líder parlamentar do BE, Pedro Filipe Soares, afirmou na quarta-feira que António Costa transformou as eleições autárquicas de 26 de setembro numa “caricatura”, considerando que o primeiro-ministro “vai a todo o lado prometer tudo”. O …