Polónia recua na decisão de abandonar tratado contra violência sobre mulheres

senatrp / Flickr

Zbigniew Ziobro, ministro da Justiça polaco

A Polónia pode, afinal, manter-se na Convenção de Istambul. O partido no poder desautorizou o ministro que anunciou esta decisão, depois do desagrado manifestado pelas instituições europeias.

Apesar de o ministro da Justiça polaco, Zbigniew Ziobro, ter anunciado, este fim-de-semana, que ia formalizar a saída da Convenção de Istambul, um tratado europeu para prevenção e combate à violência contra as mulheres, isso poderá, afinal, não acontecer.

De acordo com o jornal Público, o partido no poder Partido Lei e Justiça (PiS) desautorizou o ministro em público, dizendo que ainda não foi tomada nenhuma decisão.

Não foram tomadas decisões. Esta não é a nossa posição comum. O ministro tem uma ideia. Se a submeter, vamos analisá-la”, disse à agência Reuters Anita Czerwinska, porta-voz do PiS.

Segundo o semanário Expresso, para passar a legislação, a proposta avançada por Ziobro teria de ser levada ao Parlamento e assinada, depois, pelo Presidente polaco recentemente eleito, Andrezj Duda.

Segundo o Público, este recuo terá acontecido por causa da pressão e do desagrado exercidos pelas instituições europeias, nomeadamente a Comissão Europeia. Um porta-voz do executivo comunitário lamentou que “uma questão tão importante tenha sido deturpada por argumentos enganadores de alguns Estados membros”.

“Abandonar a Convenção de Istambul seria muito lamentável e um enorme passo atrás na proteção das mulheres na Europa”, disse também Marija Pejcinovic Buric, secretária-geral do Conselho da Europa.

Ziobro disse, no domingo, que o documento é “nocivo” porque exige que as escolas ensinem às crianças sobre o género, pelo que viola os direitos dos pais e “contém elementos de natureza ideológica”.

No passado, o ministro já tinha tecido críticas ao conteúdo do tratado, chamando-lhe “uma invenção e criação feminista cujo objetivo é justificar a ideologia gay“.

O tratado europeu foi ratificado por 45 países e pela União Europeia, sendo considerado o primeiro instrumento legal vinculativo que enquadra e obriga à prevenção e combate coordenado dos países contra a violência sobre mulheres, que pode abranger da violação conjugal à mutilação genital feminina.

A Polónia assinou a Convenção de Istambul em 2012 e ratificou-a em 2015, pouco antes de o Partido Lei e Justiça chegar ao poder com maioria.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Veneno de tarântula pode ser benéfico no tratamento de dores viscerais

Uma equipa de investigadores australianos identificou dois peptídeos do veneno da tarântula, que podem ajudar a aliviar dores em órgãos do sistema digestivo. Há algum tempo que os cientistas investigam a funcionalidade do veneno em doenças, …

Cientistas propõem reciclar beatas de cigarro para fazer tijolos

Os cientistas afirmam que se apenas 2,5% dos tijolos produzidos em todo o mundo, anualmente, incluíssem 1% de beatas, seria possível reciclar todas as pontas de cigarro a nível global. Um grupo de investigadores da Escola …

Taxa de natalidade desce quase um terço em cidade chinesa

As autoridades chinesas reconheceram oficialmente que a taxa de nascimentos em Xinjiang, cidade situada no noroeste da China, desceu quase um terço em 2018, comparada com o ano anterior. De acordo com a CNN, o governo …

Dynetics revela o módulo lunar do programa Artemis (incluindo o interior)

A empresa norte-americana Dynetics revelou, no dia 15 de setembro, um modelo em escala real do módulo lunar especialmente projetado para levar os astronautas da NASA à Lua já em 2024, como parte do programa …

Polícia de Nova Iorque de origem tibetana acusado de espiar ao serviço da China

Um polícia nova-iorquino originário do Tibete foi acusado de espionagem pelas autoridades norte-americanas por, supostamente, ter recolhido para o Governo chinês informações sobre a comunidade tibetana em Nova Iorque. De acordo com a acusação das autoridades …

Football Leaks. PJ desconhecia acesso das autoridades francesas às provas

O inspetor da PJ, José Amador, revelou, esta terça-feira, que esta polícia não teve conhecimento do acesso das autoridades francesas às provas apreendidas a Rui Pinto durante a sua detenção na Hungria. Na quinta sessão do …

Aldeões ajudam tropas indianas que enfrentam militares chineses nos Himalaias

Cerca de 100 residentes da vila de Chushul atravessam o território indiano de Ladakh para chegar a um pico dos Himalaias conhecido como Black Top, a uma altitude de mais de 4500 metros, levando suprimentos …

Detido na Rússia líder religioso que diz ser a reencarnação de Jesus

O líder religioso, que diz ser a reencarnação de Jesus, foi detido, na Rússia, esta terça-feira, durante uma operação especial. De acordo com as imagens divulgadas pelo jornal The Guardian, vários agentes da polícia, armados e …

Covid-19: Universidade de Coimbra tem novo programa de rastreio aleatório para alunos e docentes

A Universidade de Coimbra (UC) preparou um Plano de Prevenção e Protocolo de Atuação para garantir o regresso às aulas em segurança para alunos, professores, docentes e comunidade. "Tendo em conta a situação pandémica que estamos …

Jogador substituído aos 14 segundos

Substituição insólita foi realizada na primeira divisão da Estónia. Jovem nem tocou na bola. Jogo da 21.ª jornada do campeonato nacional da Estónia, primeira divisão. O FCI Levadia recebe o JK Nõmme Kalju e vence por …