Polónia pondera pedir indemnização à Alemanha pela II Guerra

Silar / Wikipedia

O presidente da Polónia, Jaroslaw Kaczynski

Os conservadores no poder em Varsóvia criaram uma comissão parlamentar para analisar a dimensão das reparações ligadas à Segunda Guerra Mundial que querem exigir à Alemanha, anunciou hoje o presidente desta comissão.

“Queremos começar um trabalho no parlamento polaco que vai conduzir a uma análise do montante estimado que a Alemanha deve à Polónia”, declarou Arkadiusz Mularczyk, o presidente da comissão, à agência noticiosa polaca PAP.

O deputado, eleito pelo partido conservador Direito e Justiça, PiS, acrescentou que a análise não tinha prazo fixado para ser concluída.

A questão das reparações de guerra alemãs, consideradas encerradas desde há anos, foi relançada em 28 de julho pelo chefe do partido conservador nacionalista no poder, Jaroslaw Kaczynski. Antes, neste mês, a primeira-ministra polaca, Beata Szydlo, também do PiS, considerou que o seu país tinha direito a reparações.

O porta-voz do governo alemão, Steffen Seibert, respondeu então que a questão foi resolvida quando em 1953 a Polónia “tomou a decisão vinculativa de renunciar à exigência de novas indemnizações de guerra”. Mas o governo conservador polaco contesta a validado de acordo de 1953, que, contrapõe, lhe foi imposto pela União Soviética.

Os presidentes alemão e polaco, respetivamente Frank-Walter Steinmeier e Andrzej Duda, admitiram, em meados deste mês, que era necessária “uma discussão calma” sobre o assunto. Os ministros dos Negócios Estrangeiros e Interior polacos consideraram que as reparações potenciais poderiam chegar a 850 mil milhões de euros.

Durante a guerra, a Polónia foi entalada entre duas frentes, abertas respetivamente pela Alemanha nazi e a União Soviética. Seis milhões de polacos, dos quais três milhões de origem judia, foram assassinados durante a ocupação nazi, entre 1939 e 1945, e a capital Varsóvia praticamente arrasada.

Segundo uma sondagem recente, 51% dos polacos opõem-se a qualquer reclamação de reparações à Alemanha e 24% são favoráveis. Os padres católicos polacos dirigiram, no início do mês, um aviso ao governo conservador nacionalista, prevenindo-o para o risco de “aniquilar” a confiança e a reconciliação germano-polaca.

Em agosto deste ano, durante o seu discurso de comemoração do 71º aniversário da Revolta de Varsóvia, o ministro da Defesa da Polónia, Antoni Macierewicz, acusou a União Soviética de ter conspirado com a Alemanha Nazi para aniquilar o povo polaco.

“A história dos últimos 80 anos seria muito diferente se essa geração da Polónia independente não tivesse sido exterminada de forma terrível pelo gigante criminoso soviético e alemão. Varsóvia também seria diferente”, disse Macierewicz.

“Esta parte da história começou com a assinatura do pacto Molotov-Ribbentrop“, e a etapa seguinte foi “a infecção vermelha e as tropas soviéticas que estavam à espera de que Varsóvia fosse aniquilada pelos carrascos alemães”, concluiu.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Bem vistas as coisas ainda se poderão encher de dinheiro! Indemnização por parte dos alemães pela II guerra mundial e a seguir mais uma pipa de massa pedida aos russos pela ocupação!.

RESPONDER

Califórnia já tem uma estrada pavimentada com plástico

O que parece uma estrada comum é agora a mais recente novidade na cidade de Oroville, na Califórnia. A nova construção junta uma tecnologia que mistura garrafas de plástico com asfalto. Por cada quilómetro de …

Mais de mil operacionais combatem cinco grandes fogos em Portugal

Mais de 1100 operacionais e 16 meios aéreos estão a combater, esta quinta-feira, os cinco maiores incêndios rurais em território continental, concentrados sobretudo na região Centro, de acordo com dados da Proteção Civil. Segundo o site …

Coca-Cola financiou estudos científicos que minimizaram o papel das bebidas açucaradas na obesidade, revela investigação

A Coca-Cola terá financiado com milhões de dólares vários estudos científicos que minimizaram o impacto das bebidas açucaradas na obesidade. A conclusão é de uma investigação publicada na revista médica Public Health Nutrition, que conta …

André Ventura vai pedir suspensão temporária do mandato no Parlamento

O deputado do Chega vai pedir, em setembro, a suspensão do mandato parlamentar até fevereiro do próximo ano para se dedicar às campanhas eleitorais da região dos Açores e das Presidenciais. Em declarações à agência Lusa, …

Governo abre concursos para 800 novos técnicos especializados nas escolas

As escolas vão poder contratar mais de 800 novos técnicos especializados, um reforço de recursos humanos "englobado nas medidas excecionais de organização e funcionamento das escolas para o próximo ano letivo". "As escolas vão poder contratar …

Macron em Beirute: "Se não houver reformas, Líbano continuará a afundar-se"

O Presidente francês chegou, esta quinta-feira, a Beirute, no Líbano. É o primeiro chefe de Estado a visitar o país depois das explosões que destruíram parte da capital.  Emmanuel Macron aterrou no Líbano, esta quinta-feira, e …

"Eu disparei". Neonazi alemão confessa ter matado autarca Walter Lübcke

Um neonazi alemão confessou hoje em tribunal ter matado o autarca Walter Lübcke em 2019, homicídio que chocou o país e fez ressurgir o debate sobre a violência de extrema-direita na Alemanha. "Eu disparei" sobre Walter …

Há 16 anos que não havia tão pouca água na albufeira do Alqueva

É preciso recuar ao ano de 2004 para encontrar uma altura em que esta albufeira tenha tido menos água do que agora, que corresponde apenas a 63,8% do seu nível de pleno armazenamento. De acordo com …

CTT passam de lucros a prejuízos de dois milhões de euros

Os CTT registaram, no primeiro semestre deste ano, prejuízos de dois milhões de euros, o que compara com lucros de nove milhões de euros em igual período de 2019. "O resultado líquido foi de -2 milhões …

Equipa do ciclista em estado grave vai apresentar queixa-crime contra o rival

O diretor da equipa Deceuninck-Quick Step confirmou, esta quinta-feira, que vai apresentar uma queixa-crime contra o ciclista Dylan Groenewegen, face à sua responsabilidade na grave queda de Fabio Jakobsen no Tour da Polónia. "Confirmo as mensagens …