Políticos podem ser responsabilizados criminalmente pelos incêndios de Outubro

Paulo Cunha / Lusa

Os vários inquéritos-crime abertos no âmbito dos incêndios de 2017 ainda não têm arguidos constituídos, mas é possível que alguns políticos, bem como operacionais da Protecção Civil, venham a ser responsabilizados criminalmente pelas mortes.

Esta hipótese é avançada no jornal Público que cita uma “fonte ligada às investigações”. A análise ao relatório da Comissão Técnica Independente (CTI) sobre os incêndios que abalaram a região Centro, entre 14 e 16 de Outubro de 2017, e que vitimaram 48 pessoas, vai ter especial relevância para avançar com eventuais acusações contra políticos e operacionais da Protecção Civil, de acordo com a mesma fonte.

A Procuradoria-Geral da República já admitiu que este relatório técnico “será considerado no âmbito das investigações em curso”.

Em causa poderão estar eventuais acusações de crimes de “homicídio por negligência devido à recusa de reforço de meios de combate ou à omissão em pré-posicionar recursos humanos e materiais, medidas que poderiam ter minimizado o impacto dos incêndios”, conforme constata o Público.

Este relatório da CTI imputa, ainda, responsabilidades à EDP, considerando a negligência da empresa de energia, nomeadamente pelo alegado incumprimento do regulamento de segurança das linhas eléctricas, pode ter causado o fogo da Lousã, em Outubro de 2017.

Actualmente, há dez inquéritos-crime abertos, em várias cidades do país, no âmbito dos incêndios do ano passado. Em Coimbra, está sediada a principal investigação. O Ministério Público estará a avaliar a possibilidade de “juntar alguns dos inquéritos”, até porque os fogos daquele fatídico mês também acabaram por se juntar, como refere o Público.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

15 COMENTÁRIOS

  1. ESpero bem que estes processos crime vão para a frente e que ressoltem em penalizações p/ quem teve responsabilidades. Espero que sejam os POLITICOS bem como EDP os responsabilizados e não o Estado, já que os Politicos são quem nos governam, por isso devem ser responsabilizados como qualquer trabalhador que trabalhe numa empresa.
    Porque se for o Estado quem é responsabilizados são os Portugueses, ora os Portugueses pagam IMPOSTOS´, os SALARIOS e Todas as Benesses dos Politicos. Não pode ser o EStado o responsável, mas sim quem para o EStado trabalha…

  2. Espero que quem teve o Ministério da Agricultura durante 4 anos e que não fez nada pela floresta, seja tb responsabilizada. È um facto que os incêndios ocorreram em 2017, mas se não existisse tanto mato para arder
    teria um maior controlo, os meios existentes seriam os suficientes, e a tragédia não seria tão grande

    • Quatro anos… e meio (graças á teimosia do Cavaco)! Mas, infelizmente, isto não de há quatro anos… Vem muito detrás… Mesmo muito!

  3. O ZAP enganou-se na data ! Ainda não estamos no 1º de Abril !
    Os políticos serem responsabilizados seja pelo que for, só para nos fazer rir.
    Os políticos são mais inimputáveis que um atrasado mental !
    Responsável é o zé ninguém que não limpou a mata.

    • É… Tenho de lhe dar alguma razão. Não há políticos responsáveis… Mas, infelizmente, esse zé ninguém tem nome! São (mesmo!) os donos que não limparam o seu terreno. Os que se conhecem, os que não se conhecem e… O Estado! Mas é preciso ser-se correcto. Não foram só os zé ninguéns…

      • Está enganado/a. O zé ninguém são mais aqueles que não têm terreno para limpar, como eu, mas que estão esmifrados com impostos para tudo e mais alguma coisa. Aqueles que só são vistos para pagar os ditos ou para votar quando os políticos querem!!

        • Leu o comentário? Não! Então leia-o novamente! Só pare até entender o que lá está escrito! Quando finalmente entender, faça a sua crítica (ou apoio) e eu responder-lhe-ei. Caso contrário, não me faça perder tempo!

  4. O problema é que para responsabilizar os politicos, tinhamos que responsabilizar os ministros que tutelaram a area desde 1974. Incendios sempre houveram, sempre houveram mortes, porque agora??? E já agora porque nao processar também o Sao Pedro, porque a grande intensidade dos fogos, tiveram a ver com fenomenos extraordinarios da natureza.

  5. TOTALMENTE DE ACORDO.

    Estes governantes são totalmente responsáveis porque nomearam profundos incompetentes para gerirem a Proteção Civil apenas para dar tachos aos amigos. Esta gente deveria ser toda presa. Para mim são totalmente responsáveis pelos mais de 100 mortos de 2017.

  6. bom dia zap, gostaria de saber se estamos numa ditadura? de uns dias para ca deixei de poder comentar as noticias, será que o zap é controlado por algo ou entidade que se sentiu amiassado? triste ver que estamos numa ditadura, quando se diz que estamos numa democracia, meu nome +é paulo e meu imail é [email protected], é bom que se saiba que pode ser que aja controlo no zap nos nossos comentarios, porque outra coisa não posso dedusir.. já que tive que usar um outro imail para fazer chegar este imail..

RESPONDER

França acaba com máscara no exterior (e Espanha vai pelo mesmo caminho)

Em França, o uso de máscara na rua deixa de ser obrigatório a partir de quinta-feira. Espanha deverá seguir o mesmo caminho "em breve". O uso de máscara no exterior deixa de ser obrigatório em França …

Swissport em Lisboa para tentar comprar a Groundforce

O acionista maioritário da Groundforce, que está a tentar vender a sua participação na empresa de handling, encontra-se agora a negociar com os suíços da Swissport. Depois de o fundo espanhol Atitlan se ter afastado e …

BdP prevê taxa de desemprego de 7,2% e crescimento económico de 4,8%

O Banco de Portugal (BdP) prevê que a taxa de desemprego atinja 7,2% em 2021, recuando para 7,1% em 2022 e 6,8% em 2023, e que o emprego cresça 1,3% este ano. No Boletim Económico de …

Finlândia 0-1 Rússia | Miranchuk recoloca russos na corrida

A anfitriã Rússia conseguiu hoje uma determinante vitória na luta pelo apuramento para os oitavos de final do Euro2020 de futebol, ao bater a Finlândia por 1-0, em São Petersburgo. No primeiro jogo da segunda jornada …

Nove militares da GNR acusados de tortura

O Ministério Público (MP) do Porto acusou nove militares da GNR dos crimes de tortura e outros tratamentos cruéis, degradantes ou desumanos e sequestro agravado. O Ministério Público (MP) do Porto acusou nove militares da GNR, …

Costa garante que Lisboa terá o mesmo tratamento que os outros concelhos

Esta quarta-feira, num dia em que Portugal registou 1.350 novos casos ( 928 dos quais na região de Lisboa e Vale do Tejo), o primeiro-ministro afirmou que a capital terá o mesmo tratamento que os …

Salgado disposto a pagar à massa falida do GES para ficar isento de cumprir pena

Ricardo Salgado está disposto a pagar à massa falida do GES para ser dispensado de cumprir pena no processo que o irá julgar por três crimes de abuso de confiança, segundo a contestação da defesa …

PJ detém 12 pessoas por suspeitas de corrupção na Câmara de Loures

Entre os detidos pela Polícia Judiciária (PJ) estão dois empreiteiros, um arquiteto, um empresário ligado a uma obra particular e oito fiscais. Através da Unidade Nacional de Combate à Corrupção e no âmbito de inquérito dirigido …

Casos disparam: 1350 novas infeções e seis óbitos

Nas últimas 24 horas, houve 1.350 novos casos positivos de covid-19 e morreram seis pessoas, segundo os dados do boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS). Portugal registou 1.350 novos casos e seis óbitos por covid-19 …

Parlamento vai ouvir Medina e ministro dos Negócios Estrangeiros

Fernando Medina e Augusto Santos Silva vão ser ouvidos no Parlamento sobre o caso da partilha de dados pessoais de ativistas russos. O presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, e o ministro dos Negócios …