Polícia britânica à procura de três jovens que estarão nas fileiras jihadistas

Metropolitan Police

As três jovens britânicas desaparecidas: Shamima Begum, de 15 anos, Kadiza Sultana, de 17 anos, e uma terceira rapariga de 15 anos, cujo nome não foi divulgado a pedido da família.

A unidade antiterrorismo da polícia britânica lançou hoje um apelo para tentar encontrar três raparigas que terão possivelmente viajado para a Síria para integrar as fileiras “jihadistas”.

Richard Walton, chefe da unidade de antiterrorismo da polícia metropolitana britânica, afirmou que estas movimentações de jovens são “uma tendência crescente”, acrescentando estar “extremamente preocupado” com o bem-estar das raparigas.

A polícia britânica divulgou imagens de Shamima Begum, de 15 anos, Kadiza Sultana, de 17 anos, e de uma terceira rapariga de 15 anos, cujo nome não foi divulgado a pedido da família, que deixaram as suas casas em Londres na terça-feira e embarcaram num voo com destino à cidade turca de Istambul.

A polícia acredita que as três amigas, que frequentam uma instituição de ensino na zona leste de Londres, terão seguido o exemplo de um dos seus amigos, que fugiu em dezembro passado para ingressar no grupo ‘jihadista’ Estado Islâmico.

“Existe claramente uma vaga de encorajamento por parte de vários grupos na Síria para atrair a atenção e seduzir jovens, tanto rapazes como raparigas”, afirmou Walton, em declarações à agência francesa AFP.

“Por definição, são os mais vulneráveis que estão a ser atraídos, mas estas raparigas não eram, obviamente, vulneráveis. Alguma coisa, em algum lugar, aconteceu para terem pensado que era uma boa ideia irem para a Síria“, reforçou.

As autoridades britânicas acreditam que as três raparigas terão recebido algum apoio para planear a viagem, mas não sabem a extensão desse mesmo apoio, como por exemplo se terão recebido apoio financeiro.

Um relatório lançado em finais de janeiro referiu que 550 mulheres ocidentais terão viajado para integrar as fileiras ‘jihadistas’ no Iraque e na Síria.

O documento, da responsabilidade do Instituto para o Diálogo Estratégico (ISD), com sede em Londres, indicou que as mulheres ocidentais que se juntam ao EI são atraídas pela mesma paixão ideológica que muitos dos homens recrutados e que devem ser vistas como “chefes de claque” potencialmente perigosas e não vítimas.

Estas mulheres viajam para o Iraque e Síria para se casar, serem donas-de-casa e ter filhos, mas também acabam por assumir outro papel de grande influência.

Apesar de serem impedidas de combater, muitas destas mulheres são ativas propagandistas da causa nas redes sociais, celebrando a brutal violência dos militantes do EI e agindo como sargentos recrutadores e mesmo encorajando ataques no estrangeiro, indica o relatório.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Uma tonelada de chocolate invadiu as ruas de uma cidade alemã

Um "rio" de chocolate invadiu as ruas de Werl, na Alemanha, nesta segunda-feira. Um tanque de uma fábrica local produtora de chocolate transbordou, derramando cerca de uma tonelada de chocolate nas ruas da cidade que …

Formações rochosas ancestrais destruídas no Utah. Vandalismo ou fraude?

Misteriosos vídeos apareceram recentemente na Internet que mostram formações rochosas antigas protegidas no deserto do Utah a ser destruídas com explosivos. Os vídeos levantam mais perguntas do que dão respostas. Num primeiro, vê-se um arco rochoso …

Bruno de Carvalho foi a personalidade portuguesa mais pesquisada no Google em 2018

O futebol liderou as pesquisas no Google em 2018. Bruno de Carvalho, ex-presidente do Sporting, foi a personalidade portuguesa mais pesquisada. Entretanto, a palavra mais pesquisada por portugueses foi "Mundial". Destituído da liderança do Sporting e …

McDonalds vai reduzir uso de antibióticos na produção da carne

A resistência aos antibióticos representa uma ameaça à saúde global e à segurança alimentar. Quanto mais antibióticos são dados ao gado, mais rapidamente as bactérias podem adaptar-se e tornar-se resistentes. Quando se trata de reduzir o …

Além de Amália e Eusébio, quem está afinal sepultado no Panteão Nacional?

Do fado de Amália Rodrigues ao espetáculo futebolístico de Eusébio, o Panteão Nacional é morada última de vários talentos nacionais, que marcaram a História de Portugal e levaram a imagem do país além fronteiras. Mas …

Espanha anuncia aumento do salário mínimo para 900 euros

O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, anunciou a subida de 22% no salário mínimo - de 735,90 para 900 euros. Num discurso no parlamento espanhol, Pedro Sánchez sublinhou que a subida será de 22%, a maior desde …

Ex-advogado de Trump condenado a três anos de prisão

Michael Cohen, antigo advogado do Presidente norte-americano, foi esta quarta-feira condenado a três anos de prisão. Esta é a sentença mais pesada já atribuída nos processos saídos das investigações sobre as suspeitas de interferência da …

Demissão em bloco dos chefes de equipa de urgência do hospital D. Estefânia

Os chefes de equipa de urgência do hospital D. Estefânia, em Lisboa, consideram que houve "quebra do compromisso" feito pela instituição de contratar mais médicos. O anúncio, feito esta quarta-feira, refere que os médicos consideram que …

Lidl aumenta salário mínimo para 670 euros

O Lidl decidiu aumentar “para 670 euros o valor do ordenado de entrada” no primeiro ano na empresa, acima do salário mínimo nacional, que é de 600 euros. O Lidl Portugal anunciou esta terça-feira que …

Sindicato dos estivadores prolonga greve até 2019

O Sindicato Nacional dos Estivadores e Atividade Logística (SEAL) vai avançar com o pré-aviso para que a greve às horas extraordinárias dos estivadores do Porto de Setúbal continue em 2019 por tempo indeterminado. A greve às …