Depois da demissão do presidente da McDonald’s, há mais uma baixa na empresa

O diretor de recursos humanos da McDonald’s saiu esta segunda-feira da multinacional, na sequência da polémica em torno do afastamento do CEO da empresa devido a um relacionamento consensual com uma colega.

De acordo com um comunicado interno da empresa citado pela Bloomberg, o diretor de recursos humanos, David Fairhurst, trabalhava na McDonald’s há 15 anos e ocupava a posição de topo na liderança da empresa desde 2015. A nota da administração, assinada pelo novo CEO, Chris Kempczinski, não apresenta mais detalhes sobre a saída do responsável dos recursos humanos da empresa.

A polémica começou no domingo, quando a McDonald’s anunciou o afastamento do CEO, Steve Easterbrook, do conselho de administração. Segundo explicou a administração, Easterbrook “violou as regras da companhia” e “demonstrou fraco discernimento” — porque se envolveu num relacionamento consensual com uma pessoa que trabalha na empresa.

O presidente e diretor executivo, que estava no cargo desde 2015, admitiu o relacionamento e lamentou-o, dizendo que foi um erro.

“Envolvi-me recentemente numa relação consensual com uma pessoa que trabalha na empresa, o que viola as regras da McDonald’s. Isto foi um erro. Devido aos valores da empresa, concordei com o Conselho de Administração que é altura de seguir em frente. Além disso, espero que possam respeitar o meu desejo de manter a privacidade”, assumiu o próprio Steve Easterbrook numa mensagem enviada a todos os funcionários da McDonald’s Corporation.

Um dia depois, chega a notícia da saída do responsável pelos recursos humanos, embora a empresa recuse esclarecer os motivos do afastamento de David Fairhurst. Um dos vice-presidentes da McDonald’s, Mason Smoot, irá ocupar o lugar de forma provisória.

A empresa tem sido alvo de críticas de grupos ativistas, que acusam a McDonald’s de inação perante casos de assédio sexual cometidos por superiores hierárquicos em vários restaurantes da empresa, escreve o Observador. A multinacional, tem apostado recentemente na criação de uma linha telefónica interna para denúncias de abusos e na formação dos funcionários.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Infetado detido em Miranda do Douro por desrespeitar confinamento obrigatório

A GNR deteve em Miranda do Douro um homem, de 26 anos, por não respeitar o confinamento obrigatório que lhe foi decretado pela autoridade de saúde pública naquele concelho do distrito de Bragança. "O homem encontrava-se …

Sudão aprova criminalização da mutilação genital feminina

O Conselho Soberano, a mais alta autoridade do Sudão, aprovou a criminalização da mutilação genital feminina (MGF), uma prática muito antiga que continua generalizada no país, anunciou o Ministério da Justiça. O Conselho Soberano, composto por …

Andrzej Duda reeleito Presidente da Polónia

O chefe de Estado polaco venceu a segunda volta das eleições Presidenciais com 51,21% dos votos, derrotando o liberal Rafal Trzaskowski, anunciou, esta segunda-feira, a Comissão Eleitoral. Segundo a Comissão Eleitoral, Andrzej Duda conseguiu a reeleição …

Manifestantes criticam escolha de Macron para o Ministério do Interior. Ministro é acusado de violação

Ativistas dos direitos das mulheres protestaram, em França e no estrangeiro, contra a nomeação do novo ministro do Interior, acusado de violação, e do ministro da Justiça, que ridicularizou o movimento #MeToo. Ativistas dos direitos das …

Cinco meses depois, chefes de diplomacia da UE voltam a reunir-se em Bruxelas

A reunião contempla temas como o impacto da pandemia, a situação na Líbia, Hong Kong e na Venezuela, as relação da União Europeia com a Índia e África e o Processo de Paz do Médio …

Há 12 países que conseguiram escapar à pandemia

Tendo em conta os casos registados e comunicados oficialmente pelas autoridades, há 12 países no mundo que não registam qualquer caso de infeção. Segundo a universidade norte-americana Johns Hopkins, a covid-19 chegou a 188 países, mas, …

"Prisioneira em casa" há 4 meses. Algarvia já fez 14 testes e não se livra do coronavírus

A algarvia Tânia Poço está infectada com o novo coronavírus há quatro meses. Nesta altura, já não tem sintomas de covid-19, mas os testes que tem feito continuam a assinalar a presença do vírus naquele …

Mais duas mortes e 306 novos casos em Portugal

Portugal regista, esta segunda-feira, mais duas mortes e 306 novos casos de infeção por covid-19 em relação a domingo. Segundo o boletim diário da Direção-Geral de Saúde (DGS), dos 306 novos casos (aumento de 0,7%), 254 são …

15.299 casos num só dia. Florida bate recorde

Este domingo, o estado norte-americano registou 15.299 casos no espaço de 24 horas. Se a Florida fosse um país, seria o quarto com mais casos de covid-19 em todo o mundo. O estado da Florida, nos …

Partidos de Direita vencem eleições na Galiza e País Basco

As eleições regionais disputadas hoje em Espanha fortaleceram os partidos no poder, com o Partido Popular (direita) a alcançar a quarta maioria absoluta consecutiva na Galiza e o Partido Nacionalista Basco (PNV-centro-direita) a triunfar no …