//

Tesouro milionário escondido há 10 anos foi finalmente encontrado. E foi um poema que ajudou

O colecionador de arte norte-americano Forrest Fenn, que escondeu um tesouro avaliado em mais de um milhão de dólares em 2010 nas montanhas do Novo México, anunciou que o cofre foi finalmente encontrado.

Em 2010, Forrest Fenn, colecionador de arte norte-americano, anunciou que tinha enterrado um cofre com peças de ouro, jóias e outros objetos valiosos nas Montanhas Rochosas, no condado de Santa Fe.

No seu livro de memórias (“The Thrill of the Chase”), Forrest Fenn publicou um poema que continha pistas sobre a localização exata do tesouro, informação que facilitou a descoberta.  As pistas para encontrar o cofre foram partilhadas na Internet e através do poema de 24 linhas.

Agora com 89 anos, Fenn afirmou, em comunicado, que o caçador de tesouros que encontrou o seu cofre prefere permanecer em anonimato, mas enviou-lhe fotografias e detalhes sobre a descoberta.

“Estava debaixo de um dossel de estrelas na exuberante vegetação arborizada das Montanhas Rochosas e não tinha sido movido do lugar onde foi escondido há mais de 10 anos. Não conheço a pessoa que encontrou, porém o poema do meu livro levou-o ao lugar exato”, escreveu Fenn.

Fenn afirmou que tem diferentes sentimentos em relação à descoberta do cofre. “Não sei, sinto-me meio feliz, meio triste pela busca ter terminado”, disse.

O colecionador de arte projetou originalmente a caça ao tesouro como uma forma de deixar um legado depois de ter sido diagnosticado com cancro em 1989. Porém, conseguiu recuperar.

Segundo Fenn, o valioso tesouro foi escondido como uma forma de tentar fazer com que as pessoas vivenciassem a natureza, além de dar a oportunidade de participar numa aventura inesquecível, que seria a busca pelo tesouro.

Em 2017, Fenn partilhou detalhes do tesouro, informando que o cofre de bronze pesava nove quilogramas, enquanto o conteúdo pesava dez quilogramas. O tesouro conta com moedas raras e pepitas de ouro, estátuas de animais pré-colombianas, “espelhos” pré-históricos de ouro martelado, antigas esculturas chinesas esculpidas em jade e jóias antigas com rubis e esmeraldas.

De acordo com os meios locais, cerca de 350 mil pessoas aventuraram-se em busca do misterioso baú e pelo menos cinco perderam a vida a tentar encontrá-lo. Diversas pessoas chegaram a abandonar o seu emprego para se dedicar exclusivamente à caça ao tesouro.

No entanto, alguns mostraram-se céticos quanto à verdadeira existência de tal tesouro e consideram que foi tudo uma farsa, por isso entraram com ações judiciais contra Fenn.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.