Em plena pandemia, há um venezuelano que assegura os funerais no Peru

Alex Pazuello / Semcom

-Pandemia do Covid-19 : sepultamentos no Cemitério Nossa Senhora Aparecida, em Manaus, Brasil

Ronald Marín é a última esperança para os habitantes de Comas, em Lima. O venezuelano é o único que realiza funerais católicos num cemitério longe do centro da capital, em plena pandemia.

Vestido com uma túnica branca e calçado com uns sapatos já gastos pelo pó, o homem de 30 anos de idade caminha todos os dias por uma estrada de terra que está coberta de túmulos.

Quando as autoridades peruanas calculam que mais de um quarto da população do país esteja infetada com o novo coronavírus, Marín é um dos poucos representantes da igreja católica que permanece perto deste local.

“O que faço é tentar que as pessoas encontrem a esperança“, conta Ronald, que abandonou o seu país em 2018. Na Venezuela foi professor, administrou a sala de jantar de uma paróquia local e visitou doentes. Agora fez os votos de castidade, pobreza e obediência e sente que o dever, no país que o acolheu, o chama.

Segundo o “The Washington Post“, devido ao fecho das igrejas católicas no Peru, por receio de contágio, já não há a possibilidade de visitar locais de culto. Marín acredita que o seu dever é visitar os doentes, dar apoio aos cemitérios e rezar com os membros da família das vítimas.

Quando chegou a Lima, vendeu café nas ruas e dormia numa garagem de automóveis. Passado pouco tempo conheceu um padre que viria a encarrega-lo desta missão.

O seu telemóvel, quase uma antiguidade, toca todas as manhãs: são chamadas e mensagens de habitantes locais que procuram saber se estará presente no cemitério para realizar funerais a pessoas que partiram.

A simplicidade das palavras que outrora usava nas aulas que lecionava, aproximam-no agora dos moradores da cidade. No percurso não dispensa a companhia de um livro, uma cruz de prata e um aspersor de cobre que transporta água benta, instrumentos que usa durante o culto ao falecido.

Ronald Marín chega antes do meio dia e só sai do cemitério de Comas depois da meia noite. Este local, que se localiza entre duas colinas desertas, tem mais de um século de existência. Não tem luz elétrica, mas nem isso detém o jovem, que só abandona o local quando já não há mais corpos para enterrar.

No tempo em que não está a tratar dos mortos, Ronald dedica-se a ensinar catecismo a filhos de habitantes locais, para que estes possam ser batizados e fazer a comunhão.

O venezuelano deixou o seu país depois de mais de uma década a contestar o regime socialista. Em 2018, foi infetado com tuberculose e viu-se obrigado a emigrar com o objetivo de se alimentar melhor.

O destino de Ronald reflete-se também em mais de 800 mil migrantes que rumaram até ao Peru, em busca de melhores condições de vida.

O Peru tem a maior taxa de mortes por milhão de habitantes na América Latina, sendo superior à de países como o Brasil, Chile e EUA. Até ao momento, há 395 mil pessoas infetadas com coronavírus, e 18 mil pessoas morreram com a doença que este provoca.

AMM, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Encontrado o primeiro planeta que sobreviveu à morte da sua estrela

Uma equipa internacional de astrónomos relatou o que pode ser o primeiro planeta intacto encontrado a orbitar uma anã branca, as densas sobras de uma estrela semelhante ao Sol, apenas 40% maior do que Terra. O …

Os sinais de vida em Marte podem ter sido "apagados" por ácidos

Fluidos ácidos podem ter destruído há muito as evidências de vida biológica passada dentro da argila marciana - possivelmente explicando, assim, por que é tão difícil encontrar evidências de vida antiga no Planeta Vermelho. Em pouco …

Faca feita de fezes entre os vencedores deste ano dos prémios Ig Nobel

Uma faca feita com fezes congeladas e um jacaré a arrotar são alguns dos vencedores dos prémis Ig Nobel, que distinguem as invenções mais incomuns. Os prémios Ig Nobel – uma paródia dos prémios atribuídos pelas …

O hemisfério norte teve o verão mais quente de que há registo (e isso é um sinal de alerta para a Terra)

O hemisfério teve em 2020 o verão mais quente de que há registo. No geral, o Planeta Terra teve três dos meses mais quentes, e o mês de agosto foi o segundo mais quente que …

Há uma nova explicação para o naufrágio do Titanic: Uma fantástica Aurora Boreal

Todos conhecemos a história do Titanic. Também todos sabemos que o seu naufrágio aconteceu após o grande navio ter embatido num iceberg. Contudo, um investigador americano põe novas hipóteses em cima da mesa. E se …

Famalicão 1-5 Benfica | "Águia" faminta com nota artística

Após a desilusão de Salónica, que ditou um adeus precoce dos milhões da fase de grupos da Liga dos Campeões, o Benfica goleou na noite desta sexta-feira o Famalicão por 5-1, numa espécie de redenção. Neste …

O anonimato de Banksy teve um custo. Perdeu os direitos sobre uma das suas obras mais icónicas

O famoso artista de rua britânico Banksy perdeu uma longa batalha judicial pelos direitos autorais da obra "The Flower Thrower", contra a Full Colour Black, empresa que produz postais de felicitações. Banksy, o misterioso artista que, …

Reino Unido e Espanha aumentam restrições. Itália e Alemanha com quase dois mil casos

Madrid restringe movimentos de 850 mil pessoas, Itália regista um aumento dos casos de infeção nas últimas 24 horas, britânicos enfrentam novas restrições no país e Alemanha com dois mil novos casos de covid-19. A região …

Trump novamente acusado de assédio sexual. "Enfiou a língua na minha garganta", disse Amy Doris

O Presidente dos EUA, Donald Trump, foi acusado esta quinta-feira de agressão sexual por uma ex-modelo, num episódio que alegadamente terá ocorrido num torneio de ténis, em 1997. A ex-modelo Amy Dorris relatou ao jornal britânico …

Ventura pondera suspender mandato para se dedicar à campanha presidencial

O presidente do Chega afirmou hoje que o seu partido "está a analisar" no plano jurídico a questão da suspensão temporária do seu mandato de deputado para se dedicar às campanhas dos Açores e presidenciais. Em …