António Costa avisa TAP. Plano de rotas “não tem credibilidade”

Hugo Delgado / Lusa

O primeiro-ministro considera que a Comissão Executiva da TAP tem o dever legal de “gestão prudente” e “não tem credibilidade” um plano de rotas sem prévia informação sobre a estratégia de reabertura de fronteiras de Portugal.

Estas posições foram transmitidas por António Costa à agência Lusa, em reação ao anúncio feito pela Comissão Executiva da TAP sobre o plano de retoma de rotas a partir de junho.

O primeiro-ministro começou por frisar que “a gestão das fronteiras é responsabilidade soberana do Estado português” e que a presente pandemia “exigiu e exige por tempo ainda indeterminado a imposição de restrições na circulação nas fronteiras terrestre, marítima e aérea”.

Não tem credibilidade qualquer plano de rotas definido pela TAP, sem a prévia informação sobre a estratégia de reabertura de fronteiras definida pela República Portuguesa”, acentuou.

Costa disse mesmo ver-se “obrigado a recordar à Comissão Executiva da TAP os deveres legais de gestão prudente e responsável da companhia”.

Esse conjunto de deveres legais de gestão prudente e responsável na gestão da transportadora área nacionais, de acordo com o primeiro-ministro, “não é compatível com a definição, divulgação e promoção de planos de rotas cuja viabilidade depende da vontade soberana da República Portuguesa na gestão das suas fronteiras”.

No início da semana, a TAP publicou o seu plano de voos para os próximos dois meses, que prevê 27 ligações semanais em junho e 247 em julho, sendo a maioria de Lisboa.

De acordo com o jornal online ECO, os administradores indicados pelo Estado no conselho de administração da TAP manifestaram a sua discordância em relação a este plano nas reuniões que antecederam a sua divulgação, mas este acabou mesmo por ser adotado.

Os administradores terão proposto mais voos a partir do Aeroporto Francisco Sá Carneiro, como por exemplo Porto-Milão, tendo considerado que é particularmente relevante para a indústria de calçado e têxtil na região Norte. Mas as propostas foram rejeitadas, e o plano terá sido até divulgado sem aviso prévio no conselho, avança o jornal digital.

Segundo o ECO, a gestão executiva da companhia aérea justifica-se com o facto de não ter condições para operar rotas com prejuízo, sobretudo agora em que está a negociar com o Governo um plano de recapitalização.

“Se a TAP abdicar do Norte, Norte abdicará da TAP”

Este plano de voos está a originar críticas de vários quadrantes, nomeadamente do presidente da Área Metropolitana do Porto.

“A situação criada pela TAP é incompreensível e só vem agudizar o sentimento de hostilidade ao modelo de gestão que está a ser seguido”, afirmou Eduardo Vítor Rodrigues, numa declaração enviada à Lusa.

O presidente da AMP salienta que o Aeroporto Francisco Sá Carneiro não é um aeroporto apenas de voos low cost e defende que as populações do Norte “não mereciam este tratamento”.

“O assunto será de novo tratado no âmbito político com o primeiro-ministro, mas importa começar a ponderar uma estratégia alternativa para a região, com TAP ou sem TAP. Se a TAP acha que pode abdicar do Norte, seguramente o Norte abdicará da TAP”, conclui Eduardo Vítor Rodrigues, que também é presidente da Câmara Municipal de Gaia.

O presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, também já acusou a TAP de “impor um confinamento ao Porto e Norte” e de “abandonar o país” neste momento de pandemia, em que Portugal “mais precisa” da transportadora aérea.

O líder do PSD, Rui Rio, também acusou a TAP de ser uma “empresa regional” que “está confinada ao que era a antiga província da Estremadura”.

O grupo parlamentar do PS entregou, esta terça-feira, no Parlamento, um pedido de audição urgente do presidente da TAP, Miguel Frasquilho, para esclarecer a “desproporção grande” entre as rotas com origem em Lisboa e as que partem do Porto.

O Presidente da República, por sua vez, disse que “acompanha a preocupação manifestada por vários partidos políticos e autarcas relativamente ao plano de retoma de rotas da TAP, em particular no que respeita ao Porto”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. A TAP não está confinada à antiga Estremadura mas sim à actual província da Estrumadura tal a quantidade de estrume (para não dizer a palavra adequada) que se nota cada vez mais existir dentro das cabeças de quem por lá dá ordens e traça planos…

  2. Quiseram nacionalizar esta empresa…agora aguentem!
    Ponham a Easyjet, Transavia, Ryanair e outras companhias generalistas a substituir a TAP nas rotas que são sustentáveis. Eu também gostava de ir a Évora de avião, mas não posso…
    Isto de ter vôos para Abijan, Acra, Agadir, Banjul, Conacri, Dakar, mas quem é que vai para estes destinos???
    Será o contribuinte português que tanto dinheiro desconta para manter este buraco sem fundo???!!!

RESPONDER

A polícia holandesa achava que tinha em mãos o mafioso mais procurado da Europa. Afinal, era só um fã de F1

Um homem de Liverpool de 54 anos pensava que o grande evento da sua viagem aos Países Baixos seria assistir ao Grande Prémio de Fórmula 1, mas acabou detido numa prisão de alta segurança por …

Cobertura global de corais caiu para metade desde 1950, revela relatório

A cobertura global de recifes de coral caiu para metade desde 1950, cenário originado pelo aquecimento global, pesca excessiva, poluição e destruição de habitats naturais, revelou uma análise divulgada esta sexta-feira. Desde a Grande Barreira de …

O sonho de Christo concretizou-se, 60 anos depois. O Arco do Triunfo foi embrulhado como um presente

Já desde o início dos anos 60 que Christo imaginava como seria cobrir o Arco do Triunfo em tecido. A sua visão foi finalmente concretizada e pode ser visitada entre 18 de Setembro e 3 …

Holanda. Ministra da Defesa renuncia devido à crise de evacuação do Afeganistão

Após a ministra das Relações Externas holandesa, Sigrid Kaag, renunciar devido ao desastre da evacuação do Afeganistão, esta sexta-feira foi a vez da ministra da Defesa, Ank Bijleveld. Segundo relatou o Guardian, acredita-se que os ministros …

Tribunal da África do Sul recusa anular pena de prisão do ex-Presidente Jacob Zuma

O mais alto tribunal da África do Sul rejeitou o pedido do ex-Presidente Jacob Zuma para anular a sua sentença de 15 meses de prisão por não comparecer a uma sessão de inquérito por corrupção. Em …

EUA. Advogado planeou o próprio assassinato para o filho receber seguro. Foi detido por fraude

Um influente advogado norte-americano, cuja esposa e um dos filhos foram assassinados, foi acusado de fraude contra uma empresa de seguros e falso testemunho por organizar o seu próprio assassinato. Segundo avançou a agência France-Presse, …

Norberto Mourão conquista bronze nos Mundiais de canoagem adaptada

Norberto Mourão já tinha conquistado o bronze nos Jogos Paralímpicos de Tóquio e junta agora mais uma medalha à colecção, desta vez nos Mundiais de canoagem adaptada. O atleta de canoagem adaptada Norberto Mourão conquistou hoje …

Caso George Floyd. Polícia condenado a 22 anos de prisão pode ver a sentença revertida

A intervenção do Supremo Tribunal do Minnesota num outro caso de violência policial para reduzir a pena de um agente pode abrir um precedente para que haja alterações na sentença de Derek Chauvin. Segundo avança a …

Futebol português contra Campeonato do Mundo de dois em dois anos

O futebol português está contra a intenção da FIFA de aumentar a periodicidade do Campeonato do Mundo, passando de quatro para de dois em dois anos, refere um comunicado conjunto divulgado hoje. O documento, assinado pela …

Governo quer proibir empresas de recorrer ao 'outsourcing' após despedimento coletivo

O Governo quer proibir as empresas que façam despedimentos coletivos de recorrerem ao 'outsourcing' (contratação externa) durante os 12 meses seguintes, disse hoje a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. No final …