PJ rejeitou investigar Maddie com a polícia britânica

Crimewatch / BBC

http://www.bbc.co.uk/programmes/p01vtfjf

Maddie McCann

A Polícia Judiciária rejeitou uma investigação conjunta com a Scotland Yard ao desaparecimento de Madeleine McCann, mas a polícia britânica está “cautelosamente optimista” em avançar com diligências em Portugal em breve, adiantou o vice-comissário adjunto, Martin Hewitt.

“O ideal seria uma investigação conjunta, mas a polícia portuguesa entende não ser necessário”, disse hoje num encontro com jornalistas.

Martin Hewitt garantiu serem “normais dentro da estrutura europeia” este tipo de investigações conjuntas e referiu lembrar-se de “três ou quatro exemplos” no Reino Unido, entre a polícia britânica e forças policiais estrangeiras.

Ainda assim, Martin Hewitt, que é responsável pela divisão de Crime Organizado e Operações, mostrou-se “mais optimista do que antes” numa resposta às três cartas rogatórias internacionais com diligências que gostariam de fazer e a aprovação para agentes britânicos acompanharem os polícias portuguesas nestas ações.

As cartas foram enviadas para Portugal entre Outubro e Fevereiro à Procuradoria-Geral da República, a quem cabe analisar e aprovar os documentos antes de os passar à Polícia Judiciária.

Hewitt, que em Março se manifestou “frustrado” com a lentidão do processo, adiantou ter a noção de que alguns pedidos serão recusados, mas que estes “não são fatais” para a investigação.

“Estou cautelosamente optimista em conseguir avançar com as linhas de investigação em Portugal. Estou confiante de que até ao final da semana teremos uma resposta escrita e que a maior parte dos pedidos serão aceites”, adiantou.

O vice-comissário adjunto explicou que, após a formalização desde deferimento, será iniciado o planeamento e calendarização das diligências.

“Teremos actividade da polícia portuguesa num futuro não distante. A esperança é que estaremos envolvidos e trabalharemos de forma próxima”, vincou.

A investigação britânica começou em 2011, na sequência de um apelo público dos pais de Madeleine McCann, ao primeiro-ministro britânico, David Cameron, para lançar uma revisão “independente, transparente e completa” de toda a informação relativa ao desaparecimento da filha.

A 12 de Maio de 2011, a ministra do Interior, Theresa May, com o apoio de Cameron, pediu à Polícia Metropolitana para iniciar uma revisão ao caso, invocando o “elevado interesse público” e “dimensão internacional”.

Em Abril de 2012 a polícia britânica deu conta dos primeiros resultados da investigação, ao identificar “195 novas oportunidades de investigação” e a 4 de junho anunciou a abertura de um inquérito formal.

Martin Hewitt reiterou hoje que a Scotland Yard se mantém “em contacto permanente” com a ministra do Interior e com o primeiro-ministro, mas que não foi pedida nenhuma intervenção junto das autoridades portuguesas, apesar da disponibilidade de ambos para o fazer.

Madeleine McCann desapareceu poucos dias antes de fazer quatro anos, a 3 de Maio de 2007, do quarto onde dormia juntamente com os dois irmãos gémeos, mais novos, num apartamento de um aldeamento turístico na Praia da Luz, no Algarve.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Reino Unido em choque. Sabina Nessa pode ter sido assassinada por um estranho ainda em liberdade

Sabina Nessa, de 28 anos, terá sido assassinada enquanto caminhava pelo Cator Park, no sudeste de Londres, na passada sexta-feira. O percurso da sua casa até a um bar ia demorar apenas cinco minutos, mas …

A corrida a secretário-geral da UGT terá dois candidatos

É a primeira vez que a corrida à liderança da UGT conta com dois candidatos: além de José Abraão, atual dirigente da Federação de Sindicatos da Administração Pública (Fesap), Mário Mourão, presidente do Sindicato dos …

Colapso da Evergrande. China pede a governos regionais que se "preparem para a possível tempestade"

As autoridades chinesas estão a pedir aos governos regionais para se prepararem para um possível colapso da Evergrande. O The Wall Street Journal noticia, esta quinta-feira, que as autoridades chinesas estão a pedir aos governos regionais …

Governo vai testar 35 mil funcionários de creches e pré-escolar até 3 de outubro

Os funcionários das creches, do pré-escolar e a rede nacional de amas começaram esta quinta-feira a ser testados à covid-19, numa ação que até 3 de outubro abrangerá 35 mil pessoas em todo o país. O …

Bem-vindo à última fase do desconfinamento: fim do certificado em restaurantes, máscara em transportes e lares

"Estamos em condições para avançar para a terceira fase de desconfinamento." Foi com esta frase que António Costa deu início à conferência de imprensa após o Conselho de Ministros desta quinta-feira. Portugal vai avançar para a …

EUA reabrirá campo de detenção de migrantes perto da prisão de Guantánamo

A administração do Presidente dos Estados Unidos (EUA) Joe Biden se prepara para reabrir um campo de detenção de migrantes na Baía de Guantánamo, após um aumento de migrantes e requerentes de asilo no sul …

Défice desce para 5,3% do PIB no 2.º trimestre do ano

O défice orçamental do primeiro semestre deste ano é de 5,5% do PIB. A meta do ministro das Finanças para o ano de 2021 é de 4,5%.  O défice orçamental fixou-se em 5,3% do PIB no …

É a maior contração desde 1995. INE revê queda do PIB para 8,4%

A queda foi pior do que se esperava: o Produto Interno Bruto (PIB) recuou 8,4% e não 7,6%, indicam os recentes dados do Instituto Nacional de Estatística (INE). O Produto Interno Bruto (PIB) caiu 8,4% em …

EUA aprovam terceira dose da Pfizer para maiores de 65 anos e grupos de risco

A Food and Drugs Adminustration (FDA) anunciou, na noite de quarta-feira, ter dado luz verde à administração de uma terceira dose da vacina da Pfizer em alguns casos. O organismo que regula a comercialização de medicamentos …

Estabelecimentos de Santos vão encerrar mais cedo. Psicólogos alertam que fim de restrições pode levar a excessos

Redução do horário é a solução encontrada pelos empresários para dar resposta à recente onda de criminalidade que se tem registado na zona de Santos. Especialistas em psicologia apontam o levantar das medidas de restrição, …