Detido suspeito de planear atentado contra Marcelo Rebelo de Sousa

Mário Cruz / Lusa

Em causa está um envelope que chegou a Belém com uma bala e uma ameaça que exigia o pagamento de um milhão de euros.

Um homem suspeito de planear um atentado contra Marcelo Rebelo de Sousa foi esta manhã detido pela Polícia Judiciária. As investigações que culminaram na detenção iniciaram-se em dezembro do ano passado, depois de terem chegado a Belém ameaças que exigiam o pagamento de um milhão de euros, sob pena de o Presidente da República ser morto a tiro.

Marcelo Rebelo de Sousa desvalorizou a situação, lembrando que, já quando era comentador televisivo, também recebia ameaças do género. “Quem anda nesta vida e eu ando há 30 anos tem disto enfim às dezenas (…). Acontece e eu não dou grande importância”.

Na altura, o Presidente da República também afirmou que as situações acontecem com alguma recorrência. “Isto acontece espaçadamente, nunca se veio a confirmar qualquer gravidade da situação. Estando fora, os serviços entenderam comunicar à Polícia Judiciária“, esclareceu.

A carta, que continha uma bala e onde era exigido o pagamento de um milhão de euros, chegou a Belém quando Marcelo Rebelo de Sousa não se encontrava ali. De acordo com o Correio da Manhã, no pacote encontrava-se ainda um telemóvel e o número de uma conta bancária.

O detido já era conhecido das autoridades por agressões, tendo também cadastro por crimes de extorsão. A operação que culminou com a sua detenção aconteceu com elevadas medidas de segurança.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.