Caso Marega. PGR tinha brigada anti-racismo no jogo de Guimarães

Marega abandona o campo após insultos racistas

A equipa do Ministério Público estava de serviço, no jogo entre V. Guimarães e FC Porto, quando o jogador maliano decidiu abandonar o campo na sequência de cânticos racistas.

De acordo com o semanário Expresso, a pequena equipa de procuradores do Ministério Público (MP) especializada no combate à violência no futebol estava de serviço, no último domingo, no estádio D. Afonso Henriques, no jogo entre V. Guimarães e FC Porto.

Recorde-se que, aos 71 minutos da partida, o avançado maliano dos azuis-e-brancos, Moussa Marega, decidiu abandonar o campo na sequência de cânticos racistas que ouviu das bancadas vimaranenses.

Segundo apurou o jornal, esta equipa do MP já tinha vigiado de perto a claque do Vitória de Guimarães (White Angels), assim como outros adeptos do clube, durante o jogo com o Benfica, que se realizou no início do ano.

O Expresso avança que este grupo de magistrados faz parte de um projeto-piloto, criado há cinco meses pela Procuradoria-Geral da República (PGR) e pela Polícia de Segurança Pública (PSP), que tem como objetivo preparar a aplicação da nova lei contra a violência no desporto e expulsar dos recintos desportivos os adeptos violentos e racistas.

Para já, funciona apenas nos estádios do Guimarães e do Sporting de Braga nos jogos considerados mais sensíveis, mas, de acordo com a PGR, será “replicado a nível nacional, de forma faseada”.

Na terça-feira, soube-se que a PSP já identificou alguns dos adeptos que estiveram envolvidos nos insultos racistas ao jogador maliano, arriscando penas de prisão até cinco anos. Além disso, podem também ter de pagar uma multa que vai de mil a 10 mil euros.

O caso Marega foi inédito em Portugal, uma vez que nunca nenhum jogador da liga portuguesa tinha abandonado o campo devido a racismo. O caso levou a intervenções do Presidente da República e do primeiro-ministro, bem como de figuras conhecidas de vários quadrantes da vida política e social nacional.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Primeira nota para esclarecer que não há nenhum clube chamado “Guimarães”. Há o Vitória Sport Clube com sede em Guimarães o que é muito diferente.
    Segunda, e ultima nota, para realçar o estranhissimo facto de essa brigada apenas operar em Guimarães e em Braga duas cidades vizinhas do mesmo distrito. Será que os problemas do futebol se concentram apenas aí ou não dá jeito acompanhar o que se passa na Luz, Dragão e Alvalade?
    É por isso que cada vez há menos pessoas a acreditar na Justiça.
    É que ela não é cega mas apenas vesga.

    • A Sra. PGR disse que é um projeto piloto, um sistema em fase de testes (em Braga e Guimarães) que, se correr bem, será alargado ao resto do País. Aliás, o artigo diz isso mesmo, no parágrafo onde se chama Guimarães ao Vitória SC.

  2. ZAP, não existe esse clube “Guimarães”. Queriam referir-se ao Vitória Sport Clube ou, de forma simplificada, Vitória de Guimarães (para não se confundir com o Vitória de Setúbal – VFC)

CGTP volta à rua com concentrações nos distritos e greves e plenários nas empresas

A CGTP vai voltar à rua pela valorização dos salários e do emprego e o respeito pelos direitos individuais e coletivos. A CGTP volta à rua com uma Jornada Nacional de Luta descentralizada para exigir melhores …

27 reúnem-se numa videocimeira para discutir restrições e a aceleração do processo de vacinação

Esta quinta-feira, os 27 reúnem-se virtualmente, numa cimeira coordenada, a partir de Bruxelas, pelo presidente do Conselho Europeu Charles Michel.  Segundo apurou a TSF, na videocimeira desta quinta-feira, os governos deverão reconhecer que a situação epidemiológica …

Em risco de perder a imunidade, Puigdemont fala em "pressão espanhola"

Carles Puigdemont, Toni Comín e Clara Ponsati estão em risco de perder imunidade. O ex-presidente do governo da Catalunha fala em "pressão espanhola" no Parlamento Europeu. O levantamento da imunidade de Carles Puigdemont e de dois …

Plano de desconfinamento a circular nas redes sociais é falso. Governo faz denúncia ao Ministério Público

Esta quinta-feira, começou a circular nas redes sociais um alegado plano de desconfinamento que teria início já no mês de março. O Governo já veio avisar que o documento é falso e vai fazer uma …

Carlos Carreiras diz que "Passos Coelho não é passado, é presente"

O presidente da Câmara de Cascais voltou a criticar a liderança do líder do PSD e, em sentido contrário, deixou rasgados elogios ao seu antecessor. Numa entrevista ao jornal Público e à rádio Renascença, Carlos Carreiras …

PSP diz que jovem que se gabou de violação no Instagram pode ter "fantasiado"

A Polícia de Segurança Pública (PSP) de Viseu afirma que "tudo leva a crer" que o jovem que assumiu, em direto no Instagram, ter violado uma rapariga estivesse a fantasiar. A PSP de Viseu identificou o …

Termina hoje o prazo para validar faturas para apresentar no IRS

Os contribuintes têm até esta quinta-feira para validar e verificar as faturas de 2020 no Portal e-fatura e que vão servir de base no cálculo das deduções no IRS. Há já vários anos que as deduções …

“Foi torturada”. Princesa Latifa escreve carta à polícia a pedir que investigue desaparecimento da irmã

Latifa escreveu à polícia britânica em 2019. O caso da sua irmã Shamsa, raptada em Inglaterra há mais de vinte anos, tem muitas semelhanças com o drama agora vivido pela princesa. A princesa Latifa, filha do …

Pelo menos oito mortos após golpe de Estado em Myanmar. ONG pedem embargo ao fornecimento de armas

Pelo menos oito pessoas morreram em Myanmar, como resultado da violência desencadeada após o golpe de Estado realizado pelos militares a 1 de fevereiro, segundo a Associação de Assistência aos Prisioneiros Políticos (AAPP). Até agora, o …

24 mil milhões até 2025 e 100% renovável até 2030. Eis o novo plano estratégico da EDP

A EDP apresenta esta quinta-feira o seu novo plano estratégico, comprometendo-se a investir 24 mil milhões de euros até 2025 na transição energética e anunciando o objetivo de até 2030 se tornar 100% verde. Na nota …