Pessoas com alergias graves não devem receber vacina da Pfizer, alerta Reino Unido

Duas pessoas que foram vacinadas na terça-feira com a vacina contra a covid-19 da Pfizer/BioNTech desenvolveram uma reação alérgica pelo que os reguladores britânicos recomendam que esta deve ser evitada em pessoas com histórico clínico de alergias graves.

O Departamento de Saúde Pública (NHS, em inglês) confirmou hoje que dois profissionais de saúde sofreram uma reação após receberem a primeira das duas doses da vacina, na terça-feira, no primeiro dia do programa de vacinação britânico contra a covid-19.

A Agência Reguladora de Medicamentos e Produtos de Saúde (MHRA, na sigla em inglês) emitiu o alerta para todos aqueles que já tiveram reações alérgicas graves a medicamentos, alguns alimentos ou outra vacina no passado.

O NHS declarou que todos os hospitais ingleses participantes neste programa foram informados.

Os reguladores britânicos da saúde e medicamento pedem também que os centros onde as vacinas estão a ser administradas tenham instalações adequadas para atender aos afetados em caso de algum tipo de reação.

Aparentemente, esses dois profissionais de saúde têm histórico clínico de alergias graves ao transportarem auto-injetores de adrenalina, de acordo com a imprensa britânica.

Pouco depois de serem vacinados, os dois profissionais de saúde sofreram um “choque anafilático”, mas recuperaram ao receber o tratamento adequado, de acordo com as autoridades sanitárias.

Este tipo de reações alergias são repentinas e generalizadas, começando geralmente com uma sensação de formigueiro e tontura.

A vacinação começou na terça-feira em cinquenta grandes hospitais do Reino Unido, no que o Governo chamou de “Dia V” (dia do V ou vacinação).

As primeiras doses destinam-se a pessoas com mais de 80 anos e funcionários do setor de saúde e lares de idosos.

A primeira pessoa do Reino Unido a receber a vacina contra a covid-19, desenvolvida pela farmacêutica norte-americana Pfizer e a sua associada alemã BioNTech, foi uma mulher de 90 anos.

Margaret Keenan foi filmada enquanto lhe era administrada a vacina no Hospital Universitário de Coventry, no centro de Inglaterra. O Reino Unido comprou milhões de doses a sete produtores diferentes.

  // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Há alunos ainda sem manuais devido a atrasos na impressão e distribuição

A Associação Portuguesa de Editores e Livreiros justifica os atrasos com o fim mais tardio do ano lectivo anterior, o que levou a que todo o processo ficasse atrasado. Segundo avança o Público, cerca de um …

O Twitter foi palco de troca de acusações entre os primeiros-ministros da Eslovénia e dos Países Baixos

Troca de palavras decorreu na rede social com acusações pouco habituais entre chefes de Governo e principais figuras das instituições europeias. Foi num tom pouco habitual e num cenário igualmente pouco expectável — pelo seu nível …

Enfermeira com uma vacina na mão

Dose única da vacina. Portugueses recuperados travados por países que exigem vacinação completa

Os portugueses recuperados da covid-19 só receberam uma dose da vacina. Agora, estão a ter dificuldades em viajar para alguns países, como o Reino Unido ou o Canadá. Segundo o Jornal de Notícias, há portugueses recuperados …

Menos de metade dos novos médicos é que vai para o SNS

Nos últimos seis anos, menos de metade dos novos profissionais que se inscreveram na Ordem dos Médicos, ingressam no Serviço Nacional de Saúde (SNS). Segundo o Correio da Manhã, o número de inscritos na Ordem dos …

Miguel Pinto Luz: "O grande vencedor deste Orçamento chama-se Pedro Nuno Santos"

O vice-presidente da Câmara Municipal de Cascais considera que o "grande vencedor" deste Orçamento do Estado é Pedro Nuno Santos e que o ministro "aumentou o seu capital político". Em entrevista ao Diário de Notícias e …

Médicos libaneses ajudam a retirar pessoas depois dos confrontos durante uma manifestação em Beirute

Líbano decreta dia de luto nacional depois de tiroteio durante manifestação causar seis mortos

Confrontos durante uma manifestação convocada pelo Hezbollah na manhã de ontem causaram seis vítimas mortais. O protesto era contra o juiz que lidera o inquérito à explosão no porto de Beirute no ano passado. O Líbano …

Argentina ganhou: os números de Emiliano e a crítica de Messi

Resultado positivo diante do Peru não impediu uma "boca" do número 10 ao árbitro. Mais um jogo em que Emiliano Martínez não sofreu golos. A Argentina está cada vez mais perto de assegurar a presença na …

Leão promete "boa notícia" para as empresas sobre o preço da electricidade

Com as negociações em torno do Orçamento do Estado para 2022 ao rubro, o ministro das Finanças, João Leão, acredita num entendimento à esquerda e revela que o próximo ano vai trazer "uma boa notícia" …

"Não tenho problema em ir para casa" - e foi mesmo, no dia seguinte

Eduardo Berizzo, seleccionador do Paraguai, disse que não teria que receber qualquer indemnização, se fosse demitido. E foi. O percurso de qualificação para a fase final do Mundial 2022 não está propriamente famoso para os lados …

Revolta contra os preços dos combustíveis. Greves, ameaças de bloqueio e transporte escolar em risco

A contínua subida dos preços dos combustíveis está a gerar uma onda de contestação, com cidadãos a apelarem à greve ao abastecimento, os camionistas a ameaçarem com protestos, alertas de aumento de bens essenciais, como …