Pelo menos 14 portugueses estavam no Nepal na altura do sismo

Narendra Shrestha / EPA

O secretário de Estado das Comunidades, José Cesário, informou que estavam pelo menos 14 portugueses no Nepal na altura em que ocorreu o sismo, que matou mais de três mil pessoas, adiantando que alguns já terão saído do país através da Índia.

“Até ao momento, conseguimos identificar 14 portugueses. Ainda estamos a tentar confirmar a lista. Não sabemos se há uma outra pessoa duplicada na lista, temos de confirmar, mas tudo leva a crer que serão 14 e que algumas já terão saído do país através da Índia”, disse à Lusa José Cesário.

De acordo com o secretário de Estado, deste grupo de 14 pessoas, seis ou sete são portugueses que estavam no Nepal a trabalhar transitoriamente.

José Cesário adiantou também que dos 14 portugueses identificados, pelo menos quatro ou cinco fazem parte de uma expedição nas montanhas dos Himalaias.

“Ainda não sabemos se são quatro ou cinco os participantes nesta expedição”, disse o responsável, salientando que as vias de comunicação estão difíceis no terreno.

O sismo, de magnitude 7,9 na escala de Richter, foi registado no sábado e teve o epicentro a cerca de 80 quilómetros de Katmandu. O número oficial de mortos subiu para 3.218, de acordo com a atualização da divisão de gestão de emergências do país.

“O número de mortos chegou aos 3.218 e mais de 6.500 ficaram feridos”, disse Rameshwor Dangal, que lidera a divisão nacional de gestão de emergências.

O número oficial anterior apontava para 2.430 mortos. O abalo foi sentido noutros países, como Índia, Bangladesh e China, e provocou avalanchas nos Himalaias. Cerca de 90 pessoas morreram em países vizinhos.

Em declarações hoje à Lusa, o secretário de Estado das Comunidades disse que todos os portugueses estão bem, não havendo notícia de feridos.

“Estamos a tentar contactar todos os portugueses pelas vias possíveis. Estamos a tentar perceber se eles têm documentos. Se têm forma de sair e, em casos extremos, vamos apoiar a sua saída do país”, frisou.

A comunidade internacional já mobilizou equipas de resgate e ajuda humanitária para o Nepal.

Luís Almeida, um dos portugueses que estão nos Himalaias há uma semana numa expedição, disse hoje que “estão todos bem”, apesar das dificuldades causadas pelo sismo no Nepal, que causou até agora 3.218 mortos.

Numa mensagem escrita, enviada hoje à agência Lusa, Luís Almeida, que está a participar numa expedição organizada pela Espaços Naturais às montanhas dos Himalaias, garantiu que os portugueses “estão todos bem“.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Governo prometeu a Bruxelas reforma de serviços do Estado. Sindicatos não sabiam

O Governo prometeu a Bruxelas arrancar com uma “reforma funcional e orgânica da administração pública (AP)” sob pena de não receber os cheques da bazuca europeia. “A reforma iniciar-se-á no segundo trimestre de 2021, com a …

Implante neural permite que pessoas paralisadas escrevam. Basta imaginar as letras

Pela primeira vez, uma equipa de investigadores descodificou os sinais neurais associados à escrita de letras e, em seguida, exibiu versões digitadas dessas letras em tempo real. Quando uma lesão ou doença priva uma pessoa da …

Presidente do PSD Oeiras demite-se depois de Rio rejeitar apoiar Isaltino Morais

O presidente da Comissão Política do PSD de Oeiras, estrutura que declarou apoio à candidatura do independente Isaltino Morais à liderança do município, demitiu-se, conforme anunciou esta quinta-feira o próprio, depois de a Comissão Política …

Revolta nas Forças Armadas. Ramalho Eanes entre os 28 ex-chefes militares contra reforma Cravinho

Vinte e oito ex-chefes de Estado-Maior dos três ramos, incluindo o general Ramalho Eanes, assinaram uma carta a contestar o processo da reforma das Forças Armadas em curso e apelaram a um debate alargado à …

Israel reforça presença militar na fronteira com Gaza. "Última palavra ainda não foi dita"

O Exército israelita tinha anunciado, esta quinta-feira à noite, que os seus soldados tinham entrado na Faixa de Gaza. Depois veio negar essa informação, atribuindo a confusão a um problema de "comunicação interna". Na noite desta …

Carta de 1949 revela que Einstein já suspeitava do "super sentido" dos pássaros

Muitas décadas antes de sabermos que alguns animais têm "super sentidos", como é o caso dos pássaros, já o Nobel da Física discutia esse assunto com outros investigadores. Embora não se conheça o conteúdo da primeira …

Ferro empossa comissão de revisão constitucional por três meses. Iniciativa Liberal retira projeto

O presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, deu esta quinta-feira posse à comissão de revisão constitucional por três meses (90 dias), desejando “votos de muito bom trabalho”, na sala do Senado do Palácio de …

Serena Williams: "A prioridade é a minha filha, não os Jogos Olímpicos"

Recordista do ténis feminino deixa a entender de que não vai a Tóquio. Naomi Osaka coloca dúvidas à volta do próprio evento. "Sou atleta e, por isso, é claro que o meu pensamento imediato é: quero …

A Cidade do México está a afundar a um ritmo incontrolável

Um novo estudo mostra que a Cidade do México, a metrópole mais populosa da América do Norte, afundou tanto que será impossível salvá-la. Depois de séculos de drenagem dos aquíferos subterrâneos, o leito do lago no …

Micróbios podem já estar a comunicar com espécies alienígenas

Os micróbios podem já estar a comunicar com espécies alienígenas, algo semelhante ao que tentamos fazer através do projeto SETI desde 1959. Estaremos sozinhos no Universo? O famoso programa SETI (Search for Extraterrestrial Intelligence) tem tentado …