Os Himalaias encolheram depois do terramoto no Nepal

Paul Hamilton / Wikimedia

Vista dos Himalaias

Geólogos norte-americanos e alemães afirmam que o forte terramoto que atingiu o Nepal terá diminuído o tamanho da cordilheira dos Himalaias em cerca de 1 metro.

Os investigadores alertam, no entanto que esta alteração, provocada pelo tremor de terra de 25 de abril, tem que ser confirmada por estudos no local, dados aéreos ou dados de GPS.

A investigação é anterior ao segundo terramoto no Nepal, ocorrido esta terça-feira, 12 de maio.

“A principal zona que viu a sua altura reduzida é um trecho de 80 a 100 km do Langtang Himal, a noroeste da capital, Katmandu”, diz o geólogo Richard Briggs, do Serviço Geológico dos Estados Unidos.

Langtang é uma região onde se encontram ainda desaparecidos muitos moradores e montanhistas, possivelmente mortos, após as avalanches e deslizamentos de terra desencadeados pelo terramoto de magnitude 7,8 ocorrido a 25 de abril.

Os geólogos acreditam que a altura de outros picos dos Himalaias também pode ter diminuído, incluindo o Ganesh Himal, a oeste de Langtang.

Ainda não foram analisadas as imagens de satélite do mais famoso pico dos Himalaias – o Everest.

A análise dos dados tem-se centrado na região central do Nepal, mais atingida pelo terremoto. O Everest localiza-se a leste desta área.

No entanto, antes do tremor de terra, já havia discussões sobre a altura do Everest.

“Mas o que vemos nos dados que avaliámos… é uma região em que claramente se identifica uma diminuição de até 1,5 m”, diz Christian Minet, geólogo do DLR, o Centro Aeroespacial Alemão, que processou os dados do terramoto no Nepal enviados pelo satélite Sentinel-1a.

United States Geological Survey / Wikimedia

As placas tectónicas da Terra. A placa da Índia (a vermelho) desliza lentamente para debaixo da placa da Eurásia (verde). Entre a Índia e a China, o Nepal (assinalado) está na linha que separa as placas

As placas tectónicas da Terra. A placa da Índia (a vermelho) desliza lentamente para debaixo da placa da Eurásia (verde). Entre a Índia e a China, o Nepal (assinalado) está na linha que separa as placas

Sobe e desce

Cientistas do Centro de Observação da Terra do DLR compararam duas imagens separadas de uma mesma região enviada pelo satélite, antes e depois do terremoto.

Segundo Minet, as imagens de satélite mostraram que a área da cordilheira diminuiu cerca de 0,7 m a 1,5 m, mas que “não é possível dizer que haja uma montanha específica que esteja menor”.

O estudo também descobriu que algumas áreas, incluindo a capital, Katmandu, e o sul das montanhas do Himalaia, ficaram mais altas depois do terramoto. Movimentos de abatimento e elevação são um comportamento geológico normal, depois de um terramoto desta magnitude.

Normalmente, a altura dos Himalaias está em ascensão, devido à colisão entre as placas tectónicas Indiana e Eurasiática. Mas durante grandes terremotos, o processo é invertido, dizem os geólogos.

Entretanto, as autoridades no Nepal dizem que ainda não avaliaram o impacto geológico do terremoto no Himalaia, já que ainda estão empenhados nas operações de resgate após o terremoto.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Vacina chinesa para o coronavírus pode começar a ser testada em menos de 40 dias

A equipa chinesa que trabalha no desenvolvimento de uma vacina para combater o coronavírus de Wuhan disse que espera poder começar os testes em menos de 40 dias, informou a agência estatal Xinhua. Pelo menos 106 …

Netanyahu anuncia retirada da sua imunidade parlamentar

Benjamin Netanyahu retirou o pedido de imunidade ao Parlamento israelita contras as três acusações de que foi alvo em novembro, que envolvem casos de corrupção, fraude e abuso de confiança. O primeiro-ministro de Israel disse, em …

Vitória já tem proposta por Tapsoba (e pode fazer encaixe histórico)

O Vitória de Guimarães recebeu uma proposta por Edmond Tapsoba que pode levar os vimaranenses a abrir mão do jogador. Sabe-se que a proposta recebida ronda os 20 milhões de euros. A notícia avançada esta terça-feira …

Livre exige que património das ex-colónias em museus portugueses seja devolvido

O Livre quer que todo o património das ex-colónias, presente em território português, possa ser restituído pelos países de origem de forma a “descolonizar” museus e monumentos estatais. O partido da papoila quer que o património …

Pedro Sánchez usou helicóptero que procurava homem desaparecido

O primeiro-ministro espanhol requisitou, na passada quinta-feira, um helicóptero que estava a ser utilizado nas operações de busca de um homem de 34 anos que estava desaparecido em Maiorca. De acordo com o jornal espanhol ABC, tratava-se …

Isabel dos Santos contrata advogados de Ronaldo, Meghan e J. K. Rowling

Isabel dos Santos decidiu esta segunda-feira processar o consórcio de jornalistas. Para tal, contratou a mesma firma de advogados que conta com clientes como Cristiano Ronaldo, Harry e Meghan Markle e J. K. Rowling. Depois de …

ERC dá parecer favorável à nova direção de informação da RTP

A Entidade Reguladora para a Comunicação (ERC) deu, esta segunda-feira, "parecer favorável à nova direção de informação da RTP", 20 dias depois de a equipa liderada por António José Teixeira ter sido indigitada. O Conselho Regulador …

OE2020. BE quer fim do regime "aberrante" dos vistos gold

O BE destacou, entre as cerca de 200 propostas de alteração que apresentou ao Orçamento do Estado, o fim do regime dos ‘vistos gold’ e a obrigação de qualquer injeção de capital no Novo Banco …

Após 20 anos de silêncio, sinos e carrilhões de Mafra voltam a tocar

Os sinos e os carrilhões do Palácio de Mafra vão tocar a partir de 1 de fevereiro, após obras de restauro, depois de os primeiros sinais de deterioração surgirem a 11 de setembro de 2001, …

Encontro secreto de bispos críticos do Papa Francisco em resort de luxo em Sintra

Uma centena de bispos de todo o mundo reuniu-se em Sintra, no resort de luxo Penha Longa, num encontro envolvido em secretismo que não contou com intervenientes portugueses. As razões ou o que se discutiu …