Pela primeira vez, Japão admite cancelar Jogos Olímpicos

Kimimasa Mayama / EPA

O Japão admitiu pela primeira vez esta quinta-feira que o cancelamento dos Jogos Olímpicos, adiados desde o verão passado e com arranque marcado para 23 de julho, continua a ser uma hipótese em cima da mesa.

De acordo com a Bloomberg, Toshihiro Nikai, secretário-geral do Partido Liberal Democrata do Japão, indicou que cancelar os Jogos Olímpicos de Tóquio era uma opção, uma vez que o país luta com um aumento de casos de covid-19 a menos de 100 dias do evento.

Toshihiro Nikai disse, em entrevista à emissora televisiva TBS, que, se for determinado que os Jogos Olímpicos não podem ser realizados, terão de ser cancelados.

“Qual seria o objetivo de Jogos Olímpicos que disseminassem a infecção?”, interrogou Nikai.

De acordo com a Kyodo News, esta quinta-feira, Taro Kono, o responsável das vacinas do Japão e ministro da reforma administrativa, sinalizou também a possibilidade de os Jogos Olímpicos se realizarem sem espectadores.

Na quarta-feira, o Comité Olímpico Internacional (COI) disse que os participantes nos Jogos Olímpicos serão submetidos a uma “quarentena adaptada” – e não aos habituais 14 dias obrigatórios à chegada ao Japão.

“Durante 14 dias, poderemos fazer algumas coisas e outras não. Não é uma isenção à quarentena geral, mas a submissão a regras restritas”, disse o diretor-executivo do COI para Tóquio2020, o suíço Christophe Dubi.

Dubi indicou que em 28 de abril será publicada a segunda e penúltima versão dos manuais com as regras a serem seguidas por cada grupo que deverá marcar presença em Tóquio2020, a decorrer de 23 de julho a 8 de agosto.

“Incluirá medidas mais precisas sobre a quarentena adaptada, como lidar com os contactos próximos, o que fazer em caso positivo, como será o regime de isolamento, a política de controlos e a lista de destinos e movimentos permitidos para os primeiros 14 dias no Japão”, referiu o diretor.

O COI sempre negou que os participantes nos Jogos Olímpicos tivessem que passar por um período de quarentena à chegada ao Japão, mas introduziu agora a variante da “quarentena adaptada”.

“Os atletas não ficarão isentos de quarentena. Serão verificados antes dos Jogos, à chegada e com frequência. Durante os Jogos, vão viver numa bolha entre a aldeia olímpica e os recintos de competição”, acrescentou o presidente da comissão de coordenação do COI para Tóquio2020, o australiano John Coates.

O responsável disse que os participantes “não vão ter as famílias nem os adeptos do seu país a apoiá-los e não vão poder festejar na cidade os seus sucessos, mas vai ser uma oportunidade para atletas de todo o mundo passarem mais tempo na aldeia olímpica”.

Em relação aos estudos que indicam que o desejo dos japoneses é que os Jogos sejam adiados ou cancelados por receio da pandemia de covid-19, Coates indicou que a presença de público a acompanhar o percurso da tocha olímpica “dá uma mostra do crescente apoio da população”.

Apenas japoneses e residentes poderão entrar no país e assistir aos Jogos, passando por regras reforçadas recentemente e que incluem três dias num hotel, se o teste for negativo para a covid-19, seguido de um período de quarentena em casa.

  Maria Campos, ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

O segredo da Coreia do Sul para combater a covid-19? Tecnologia de ponta e toque humano

O sucesso da Coreia do Sul a combater a pandemia de covid-19 não assentou apenas no recurso à tecnologia de ponta — também envolveu o tradicional toque humano. De acordo com um recente relatório da Câmara …

Governo: voto contra do Bloco é "definitivo". Marcelo diz que chumbo provoca dissolução

O Governo afirmou este domingo que entendeu o anúncio de voto contra por parte do BE como “uma posição definitiva”, remetendo eventuais novas negociações com este partido para a fase da especialidade do Orçamento do …

Soldados do exército chinês alinhados.

Chinesas querem "empregos de homem" — mas o sistema educacional corta-lhes as asas

Várias escolas, academia e universidades chinesas impõe cotas que limitam o acesso de estudantes do sexo feminino. Mulheres têm de tirar notas mais altas do que os homens para entrar. Um pouco por todo o mundo …

"A Escola de Atenas", quadro de Rafael Sanzio.

Ideias da filosofia grega podem ter-nos conduzido às alterações climáticas

Algumas das ideias defendidas por antigos filósofos gregos podem ter conduzido a civilização rumo às alterações climáticas. Incêndios florestais causados por ventos crescentes e um calor sem precedentes cercaram Atenas, Grécia, no verão passado, cobrindo os …

Vizela 0-1 Benfica | Milagre de São Rafa no último suspiro

A ressaca pós-goleada frente ao Bayern, na Liga dos Campeões, foi difícil para o Benfica. Os comandados de Jorge Jesus sentiram muitas dificuldades frente a um Vizela que sabia que o seu adversário iria patentear …

Otoniel, o camponês paramilitar (e criminoso mais procurado da Colômbia) foi capturado

O governo da Colômbia anunciou este sábado a captura do narcotraficante mais procurado do país, Dairo Antonio Úsuga (com a alcunha de 'Otoniel'), por quem os Estados Unidos ofereciam uma recompensa de cinco milhões de …

"Tratam as doentes como histéricas". O longo caminho da Medicina até levar a sério a dor feminina está a custar vidas

Muitos dos avanços na medicina tiveram apenas metade da população em conta. Para além da falta de representação das mulheres nos estudos médicos, a dor e os relatos das pacientes são muitas vezes desvalorizados nas …

Bloco faz ultimato: vota contra o OE se até 4ª feira o Governo "insistir em impor recusas"

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, avisou este domingo que o BE votará contra o orçamento se até quarta-feira “o Governo insistir em impor recusas onde a esquerda podia ter avanços”, mantendo, no …

Nova faca de madeira é três vezes mais afiada do que as de aço - e pode ser lavada após ser usada

Através do uso de métodos alternativos, uma equipa de cientistas criou uma nova forma endurecida da madeira que pode ser transformada em facas afiadas. A equipa da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, refere que as …

Áustria planeia confinar quem não estiver vacinado contra covid-19

O governo austríaco anunciou que, se ocupação de camas de Unidades de Cuidados Intensivos com pacientes covid-19 atingir nível crítico, pessoas não imunizadas poderão sair de casa apenas em casos excepcionais, como compras essenciais e …