Pedrogão Grande. 10 pessoas julgadas no processo que investiga responsabilidades pelo fogo

António José / Lusa

O presidente da Câmara Municipal de Pedrogão Grande, Valdemar Alves

Dez pessoas vão ser julgadas no processo que investiga as responsabilidades no incêndio de 2017 com início em Pedrógão Grande, que provocou 66 mortos.

Dos 13 arguidos do processo, seguem para julgamento os presidentes dos municípios de Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos e Pedrógão Grande em funções à data dos factos: Fernando Lopes, Jorge Abreu e Valdemar Alves, respetivamente.

Na sequência do debate instrutório, o tribunal decidiu ainda levar a julgamento a então engenheira florestal no município de Pedrógão Grande Margarida Gonçalves; o comandante dos Bombeiros Voluntários de Pedrógão Grande, Augusto Arnaut; o subdiretor da área comercial da EDP José Geria; o subdiretor da área de manutenção do Centro da mesma empresa, Casimiro Pedro; e três arguidos com cargos na Ascendi Pinhal Interior: José Revés, António Berardinelli e Rogério Mota.

O comandante distrital de operações de socorro de Leiria à data dos factos, Sérgio Gomes, o segundo comandante distrital, Mário Cerol, e José Graça, então vice-presidente do município de Pedrógão Grande, ficam de fora do julgamento.

A decisão sobre este processo esteve para ser tomada em meados de maio, mas “alterações não substanciais aos factos” obrigaram o tribunal a dar um prazo para que a defesa dos arguidos António Ugo Berardinelli, José Revés e Rogério Mota se pronunciasse.

Em causa está a queda de um pinheiro na estrada onde morreu a maioria das pessoas, “parando, desviando ao sentido contrário, ou, pelo menos, dificultando a marcha de quem passasse”.

Estão acusados de dezenas de crimes de homicídio por negligência e de ofensa à integridade física por negligência.

Irregularidades no apoio à reconstrução de casas

O incêndio de Pedrógão Grande deu origem a um outro inquérito, que investiga alegadas irregularidades no apoio à reconstrução de casas que arderam no fogo, e que tem 43 arguidos, anunciou a Procuradoria-Geral da República (PGR), no dia 7 de junho.

De acordo com a nota publicada, em setembro de 2018, pelo Departamento de Investigação e Ação Penal de Coimbra, estão em causa “factos suscetíveis de integrarem os crimes de corrupção, de participação económica em negócio, de burla qualificada e de falsificação de documento”.

Na origem do inquérito estiveram denúncias feitas por duas reportagens, uma da Visão e outra da TVI, que aludiam a situações eventualmente ilegais na atribuição de fundos para a reconstrução de habitações afetadas pelo incêndio.

As duas reportagens referiam que casas que não eram de primeira habitação foram contempladas com obras em detrimento de outras mais urgentes e também que casas que não arderam foram reconstruídas com fundos solidários.

À data, a presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, Ana Abrunhosa, disse não ter dúvidas sobre os procedimentos formais, mas, ainda assim, enviou para ao Ministério Público 21 processos para análise.

O presidente da Câmara de Pedrógão Grande também negou, nessa ocasião, estas acusações, mas enviou igualmente para análise um conjunto de processos.

O Conselho de Gestão do Fundo Revita revelou, em outubro de 2018, que, das 259 casas de primeira habitação selecionadas para reconstrução, sete processos vão ser alvo de “reavaliação por parte dos municípios”.

O incêndio que deflagrou em 17 de junho de 2017, em Escalos Fundeiros, concelho de Pedrógão Grande, e que alastrou depois a concelhos vizinhos, provocou 66 mortos e 253 feridos, sete deles com gravidade, tendo destruído cerca de 500 casas, 261 das quais eram habitações permanentes, e 50 empresas.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Vem aí um novo ecoponto (e vai ser castanho)

A partir de janeiro de 2024, todos os Estados-membros da União Europeia vão ser obrigados a ter um quarto contentor para a recolha seletiva do lixo. Desta vez, será castanho e passará a estar nas ilhas …

Federação Portuguesa de Futebol condena jogadores por viciação de resultados

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol condenou dois futebolistas e dois treinadores por manipulação de resultados no âmbito do caso "Jogo Duplo". O Público chama-lhe "uma decisão histórica". No âmbito do caso "Jogo …

Diferendo entre Galp/REN e ERSE pode custar 179 milhões de euros aos consumidores

As empresas de gás da Galp e da REN Portgás voltaram a impugnar as tarifas reguladas publicadas pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) e avançaram com o décimo processo judicial. Caso vençam, os clientes …

Salário mínimo de 700 euros "é perfeitamente razoável", diz líder da CIP

O presidente da Confederação Empresarial de Portugal (CIP), António Saraiva, considerou que é "perfeitamente razoável" que o salário mínimo nacional (SMN) alcance os 700 euros durante a próxima legislatura. “Parece-me tão razoável como pode parecer outro …

Descoberto caminho de peregrinos mandado construir por Pôncio Pilatos em Jerusalém

Um caminho em pedra que terá sido usado há cerca de 2000 anos por peregrinos e mandado construir por Pôncio Pilatos foi descoberto perto do Monte do Templo, em Jerusalém, com uma centena de moedas …

Canadá. Trudeau luta por segundo mandato depois de meses de casos polémicos

O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, corre o risco de perder a maioria nas legislativas de segunda-feira, tornando-se o primeiro chefe de governo canadiano apoiado por uma maioria parlamentar a falhar a reeleição desde 1935. Para …

Exumação de Francisco Franco já tem data marcada

Os restos mortais do ditador espanhol serão trasladados, esta quinta-feira, da Basílica do Vale dos Caídos, em Madrid, para o cemitério Pardo, nos subúrbios da capital espanhola. Em comunicado, o Governo espanhol adianta que, esta quinta-feira, …

"Sabe a muito pouco." Costa não tem "um Governo de combate"

No habitual espaço de comentário na SIC, Luís Marques Mendes disse que o novo Governo de António Costa não é novo, mas antes um "remodelação do anterior". "O primeiro erro político de António Costa" é, para …

A terceira eliminatória da Taça de Portugal deixou a sua "elite" ainda mais reduzida

Sete equipas da I Liga de futebol tombaram na terceira eliminatória da Taça de Portugal. A próxima ronda vai ter mais equipas do Campeonato de Portugal do que da "elite". A terceira eliminatória da Taça de …

Brexit volta a jogar-se no Parlamento. Presidente dos Comuns poderá travar nova votação

O Governo britânico, liderado pelo primeiro-ministro Boris Johnson, vai tentar aprovar o acordo alcançado para o Brexit no Parlamento esta segunda-feira, mas o Presidente da Câmara dos Comuns pode bloquear a nova votação. O sábado passado …