“Peço desculpa se os assustei”, responde João Soares

oscepa / Flickr

O ministro da Cultura, João Soares

O ministro da Cultura, João Soares

O ministro da Cultura João Soares reagiu à polémica que está a marcar esta quinta-feira, depois de ter ameaçado com “bofetadas” Augusto M. Seabra e Vasco Pulido Valente. O cronista também já se pronunciou: “Cá fico à espera das bofetadas”. 

Em declarações ao Expresso, através de uma SMS, o ministro da Cultura afirma:

Sou um homem pacífico, nunca bati em ninguém. Não reagi a opiniões, reagi a insultos. Peço desculpa se os assustei“.

A polémica acendeu-se esta manhã, quando João Soares escreveu no Facebook que gostaria de encontrar Augusto M. Seabra e Vasco Pulido Valente, cronistas do Público, para lhes dar “salutares bofetadas” pelos artigos de opinião que escreveram no jornal.

João Soares reagia assim a um artigo de Augusto M. Seabra publicado na quarta-feira no Público, com o título “‘Tempo velho’ na Cultura“.

Contactado pela agência Lusa, Augusto M. Seabra considerou “inqualificável que, para além da ameaça de agressão física, para mais vinda de um ministro, tenha usado as redes sociais para responder, dessa forma, àquilo que é um exercício legítimo de um texto de opinião”.

Para o colunista e fundador do Público, a reação de João Soares “atenta contra a liberdade de expressão e os direitos constitucionais dos cidadãos”.

Vasco Pulido Valente, por sua vez, afirmou apenas: “Cá fico à espera das bofetadas“.

No artigo de ontem, Augusto M. Seabra afirma que “a nomeação de João Soares para ministro da Cultura foi uma surpresa que permanece inexplicável já que passados quatro meses não afirmou uma linha de ação política, tão só um estilo de compadrio, prepotência e grosseria”.

O sociólogo e crítico considera ainda que o ministro de não tem “qualificações particulares para o cargo” e acrescenta que o gabinete de Soares não passa “de uma confraria de socialistas e maçons”.

Vasco Pulido Valente, por sua vez, tinha publicado no início de março um artigo muito crítico de João Soares, afirmando que não tem por ele “qualquer respeito nem como homem, nem como político”.

No artigo, o colunista abordava igualmente o caso da substituição de Lamas no Centro Cultural de Belém, considerando que o ministro “podia ter chamado discretamente o presidente do CCB para o demitir, alegando, como está no seu direito, falta de confiança política ou pessoal”.

Na reação desta manhã, João Soares escreveu no Facebook que “em 1999 prometi-lhe publicamente um par de bofetadas. Foi uma promessa que ainda não pude cumprir. Não me cruzei com a personagem, Augusto M. Seabra, ao longo de todos estes anos. Mas continuo a esperar ter essa sorte”.

“Estou a ver que tenho de o procurar, a ele e já agora ao Vasco Pulido Valente, para as salutares bofetadas”, concluiu na sua publicação.

Através de Hugo Soares, vice-presidente da bancada parlamentar social-democrata, o PSD disse que as declarações do ministro da Cultura demonstram que os socialistas se comportam como “donos disto tudo”, mas não exigiu a sua saída do governo, realçando que os membros do PSD que pediram a demissão de Soares atuaram apenas a título “pessoal” e “não vinculam” o partido.

O jornal i avança que o ministro não tem intenção de se demitir.

ZAP

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Islâmicos "têm o direito" de matar franceses. Twitter retira comentário de ex-primeiro-ministro da Malásia

A rede social Twitter retirou um comentário controverso do antigo primeiro-ministro malaio ​​​​​​​Mahathir Mohamad, relativo ao debate desencadeado pelas palavras do Presidente francês, Emmanuel Macron, sobre o islão. Numa série de mensagens, em que Mahathir Mohamad …

Governo pondera decretar recolher obrigatório e restrições em mais municípios

O Governo está a avaliar avançar com o recolhimento obrigatório e alargar as restrições impostas em Paços de Ferreira, Felgueiras e Lousada a mais municípios, recusando, no entanto, um novo confinamento geral, disse hoje o …

Gigante americana Walmart retira (temporariamente) armas e munições das prateleiras

A gigante de distribuição norte-americana Walmart decidiu retirar temporariamente armas e munições das prateleiras das suas lojas, anunciou na quinta-feira um porta-voz da cadeia. A medida preventiva foi tomada a cinco dias de uma eleição presidencial …

BE afasta para já estado de emergência e defende requisição civil na saúde

A coordenadora do BE afastou para já a necessidade de um novo estado de emergência e defendeu que o Governo utilize toda a capacidade instalada na saúde, se necessário recorrendo à requisição civil dos setores …

Sismo de magnitude 7 abala Turquia e Grécia e provoca mini-tsunami. Pelo menos 4 pessoas morreram

Quatro pessoas morreram no oeste da Turquia, depois de um forte terramoto de magnitude 7 atingir o Mar Egeu na tarde desta sexta-feira. O abalo derrubou edifícios em áreas costeiras e fez pelo menos 120 …

EDP desiste de processo contra o Estado, mas vai levar tarifa social a Bruxelas

A EDP desistiu da litigância judicial com o Estado sobre a contribuição extraordinária sobre o setor energético (CESE), mas vai pedir à Comissão Europeia uma análise sobre o mecanismo de financiamento da tarifa social a …

"Fora com os pretos". Universidades e escolas de Lisboa vandalizadas com mensagens racistas

Várias universidades e escolas secundárias da região de Lisboa foram vandalizadas com mensagens de teor racista e xenófobo. "Viva a Europa Branca" ou "Fora com os pretos" são algumas das frases escritas. Várias pessoas denunciaram esta …

Preços das casas não baixam porque há Fundos a comprar tudo

Apesar de estarmos em plena crise pandémica, os preços das casas não têm sofrido uma baixa significativa. Uma realidade que se pode explicar pelo interesse de alguns Fundos na aquisição de imóveis, com a perspectiva …

Infetados, mortes e internamentos. Portugal bate recordes diários de covid-19

Portugal bateu o recorde diário de infeções, mortes e internamentos de doentes com covid-19. Registam-se mais 4.656 casos positivos, 40 óbitos e 1.834 pacientes internados. Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais 4.656 casos positivos e …

CDS tem a "chave" da geringonça açoriana (mas ainda não sabe de que lado vai ficar)

Os Presidentes do PSD e do PS já se reuniram com o líder regional do CDS, Artur Lima. O dilema é entre suportar um executivo PS ou integrar uma coligação à direita. A decisão dos …