PCP e Governo acordam 50% de progressões nas carreiras já em 2018

Tiago Petinga / Lusa

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa

O Governo chegou a acordo com o PCP para garantir que 50% das progressões nas carreiras dos funcionários públicos avançam já em 2018.

Ontem, a imprensa avançou que os funcionários públicos iam receber no próximo ano um terço do valor da progressão na carreira, sendo o restante acréscimo remuneratório pago em dois momentos em 2019.

Agora, segundo informações avançadas ao Expresso, o Governo chegou a acordo com o PCP e recuou assim na intenção de descongelar apenas 33% da verba em 2018 e os restantes 67% em 2019.

O calendário que ficou acordado prevê agora que 25% das atualizações ocorram logo em janeiro de 2018 e mais 25% em setembro.Os restantes 50% de atualizações ficam agendadas para 2019, ocorrendo 25% em maio e a restante parcela em dezembro.

De acordo com o Público, a data em que os funcionários públicos chegam ao pagamento total é igual à que o Governo propunha – 1 de dezembro de 2019 – porém, esta nova distribuição permite que tanto em setembro como em maio os trabalhadores já estejam a receber mais do que na proposta anterior.

A proposta do Orçamento do Estado 2018 foi aprovada por volta da meia-noite desta quinta-feira em Conselho de Ministros, depois de mais de 14 horas de reunião, no entanto, estes ajustes referentes às progressões nas carreiras foram acertados com os comunistas já durante a madrugada.

O jornal escreve que, tal como nos dois últimos orçamentos, é possível que haja acordos noutras matérias com os partidos de esquerda ainda durante esta sexta-feira, dia em que será entregue na Assembleia da República.

A votação final do global do OE2018 está prevista para 28 de novembro, um mês depois do debate na especialidade e da votação na generalidade, a 3 de novembro.

ZAP //

3 COMENTÁRIOS

  1. Durante estes últimos anos, em toda a administração publica houve milhares de contratações por via de serviços externos pagos a peso de ouro, milhares de aumentos de salários por promoções excecionais e de comissões de serviço e missão inventados, atribuição de complementos por funções, e principalmente dos quadros que já estavam bem posicionados nas hierarquias ou próximos do poder politico que assim continuaram a ver os seus vencimentos a engordar. Agora com o descongelamento de carreiras, esses mesmos voltam a ter mais aumentos e continuam a viver como lordes, com horários das 10h as 16h, sem pressão para vender ou prestar serviço com qualidade e sem responsabilidades. É um fartar vilanagem!!! Com as atuais taxas de abstenção, os votos do setor publico são suficientes para qualquer partido com uma geringonça se manter no poder muitos anos, até à bancarrota de novo, e que insistem em negar porque não ficaram sem trabalho e sem salário graças ao dinheiro comunitário e ao assalto do enorme aumento de impostos aos privados. Tenho dito.

RESPONDER

Além de um ícone da ciência, Marie Curie também foi uma heroína de guerra

Marie Curie foi, além de uma cientista conceituada, vencedora de dois prémios Nobel, uma filantropa que usou as suas competências na área da ciência para ajudar a salvar vidas na I Guerra Mundial. Se perguntarmos a …

Incêndios: Costa garante que "nada ficará como dantes", a ministra "não teve férias"

O primeiro-ministro pediu hoje consenso político para a aplicação das recomendações da comissão independente aos fogos de junho e prometeu que, no fim dos incêndios, o Governo assumirá totais responsabilidades na reconstrução do território e …

Mosteiro alemão com 900 anos vai fechar. Não há monges

Um antigo mosteiro na Alemanha, com quase nove séculos de actividade, está prestes a fechar as portas, devido a problemas financeiros e à escassez de monges. À medida que a Igreja Católica vê declinar significativamente o …

Furacão Ophelia com ventos de 150 Km/h faz três mortos na Irlanda

A Irlanda está em alerta vermelho com os ventos provocados pelo furacão a atingirem os 150 km/h. A tempestade provocada pelo furacão Ophelia causou esta segunda-feira a morte de três pessoas na Irlanda, segundo informações da …

Oposição venezuelana não aceita resultados das eleições regionais

O Conselho Nacional Eleitoral dá conta de que o PSUV, o partido no Governo, ganhou em 17 dos 23 Estados do país, nas eleições deste domingo. A aliança opositora venezuelana Mesa de Unidade Democrática (MUD) rejeitou, …

Número de mortos em atentado na Somália já ultrapassou os 300

O número de mortos do violento atentado terrorista registado no sábado em Mogadíscio, capital da Somália, já ultrapassou as três centenas, havendo, porém, a certeza que o total vítimas será ainda maior, indicou fonte médica …

Astrónomos detetam um novo tipo de ondas gravitacionais: "O princípio de uma nova era"

Segundo os cientistas, as novas emissões de radiação agora detetadas são consequência da fusão de duas estrelas de neutrões numa galáxia distante. Uma equipa internacional anunciou esta segunda-feira ter conseguido ver através da luz e das …

Sal no pão vai baixar ainda mais a partir de 2018

O teor de sal no pão vai baixar ainda mais a partir do próximo ano, de acordo com um protocolo que será assinado, esta segunda-feira, entre o Estado e a indústria da panificação e pastelaria. Segundo …

Falsos recibos verdes podem enfrentar "aumento de impostos desumano" em 2018

"Um aumento de impostos desumano", é o que antecipa o fiscalista Mendes da Silva sobre as mudanças no regime simplificado dos trabalhadores independentes, os chamados recibos verdes, que estão previstas no Orçamento de Estado para …

Bancos obrigados a comunicar mais cedo transferências para offshores

Os bancos serão obrigados a comunicar mais cedo à administração tributária a lista das transferências realizadas para contas sediadas em paraísos fiscais sempre que as movimentações ultrapassem os 15 mil euros. As declarações deveriam ser feitas …