Passos Coelho “sabia que devia mais 26 meses do que pagou”

PSD / Flickr

O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho

Passos Coelho pagou à Segurança Social menos do que aquilo que sabia dever. É o que garante o jornal Expresso, que especifica que o primeiro-ministro “sabia que devia mais 26 meses do que pagou”.

O semanário adianta na sua edição deste sábado que a “conta corrente da Segurança Social indicava 58 meses por regularizar em 2012” e que o “sistema informático só contabilizou 32”.

De acordo com o Expresso, na declaração que Passos Coelho recebeu da Segurança Social, em 2012, depois de ter solicitado essa informação, estarão inscritos 58 meses de dívida, relativos ao período entre 1999 e 2004, num total de 7.534,8 euros.

Mas, num documento que terá sido emitido pela Segurança Social em Janeiro de 2013, referia-se apenas 3.914,7 euros de dívida, o mesmo montante que terá sido anunciado a Passos Coelho no mês passado, quando o primeiro-ministro foi confrontado com as perguntas do Público sobre as contribuições em falta.

Os dados reportados pelo Expresso sustentam que foi com base nestes dois últimos documentos que Passos Coelho pagou apenas 3.900 euros da dívida, incluindo juros. A confirmar-se este facto, o primeiro-ministro terá pago apenas 32 meses, faltando ainda pagar 26 meses.

Contactado pelo Expresso, o Instituto da Segurança Social terá sublinhado não ter qualquer informação sobre o referido documento solicitado por Passos Coelho em 2012, onde estaria inscrita uma dívida superior a sete mil euros.

O jornal especula que esse facto poderá estar relacionado com problemas informáticos no controle da informação sobre os trabalhadores independentes. Esta base de dados foi criada em 2007 e só incluirá as contribuições em dívida a partir de 2002.

ZAP

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Quero dizer ao primeiro ministro que depois de não ter dado explicações sobre o caso tecnoforma, dívidas á Seg. Social e fuga ao fisco, deve imediatamente demitir-se e pagar o que deve ao Estado Português. De maus exemplos a começar por si e a terminar pelo presidente da República, que não desta, mas das bananas está o inferno cheio!!!!!!!!!!! Por favor deixe de se agarrar ao tacho e peça trabalho à sua madrinha merkel.

  2. Gostaria de deixar aqui um apelo que é o seguinte: Deve o Sr. Primeiro ministro pagar tudo quanto deixou em atraso e mandar investigar imediatamente todos os 105.000 que fizeram exatamente o mesmo que ele (não pagaram), o que deve representar muitos milhões de euros, em falta nos cofres da segurança social e se possível por também todos os políticos a pagar impostos, assim como (IMI), que o patrimônio dos partidos políticos está isento!!! (MAS PORQUE RAZÃO ESTES ESTÃO ISENTOS??), é uma barbaridade e ofensa a quem paga e cumpre com os seus deveres.

  3. gasto comentar o que eu sinto da minha opinião para mim ou para outros
    Eu penso se acontecesse a mesma coisa eu não tinha culpa de quem esta a trabalhar na função de que diz respeito, e sinceridade nos assuntos tanto para direitos como também para haveres eu fosse primeiro ministro usuárias mais fiscalização com dinheiros que estão ser usados sem qualquer fundamento há usar esses benefícios para termos um bom trabalho

  4. Quando não encontram nada melhor do que isto para arremesso politico, nem assunto melhor para discutir e esclarecer, ficamos entendidos quanto ás competencias e hipocrisia dos que pretendem a alternancia na governação deste lugar mal frequentado. É que este assunto, do se deve ou não deve, seja a quem for, é simples de resolver, aliás é para isso e muito mais que existem os tribunais com autoridade e competencia e a tal sua tão apregoada independencia, num regime tido como muito perfeito e conduzindo ao tal socialismo paradisiaco, pelo menos assim parece ser por alguns dos seus defensores e mentores!
    Não entendo pois aqui a celeuma pois se é devedor que pague, com os juros devidos e já agora que seja avisado também nos termos da lei o que pelos vistos ainda não aconteceu, aliás muito pelo contrário a instituição diz que nada deve! Em quem e no que é que devemos acreditar? Já agora não se perca de vista a relatividade e escala do que se trata aqui será com certaza de um descuido, já que me parece completamente irracional e demente imaginar sequer que alguém pudesse enrriquecer com semelhante valor em questão! importancias destas e falhas menores das instituições ou dos contribuintes confundidos com os verdadeiros crimes de enormes consequencias e planeados para defraudar o país em larga escala e que arrastaram todos para dividas a longo prazo.
    Será portanto que chegamos á loucura da hipocrisia descarada e irreflectida de nos preocuparmos mais com descuidos irrelevantes do que com os crimes de larga escala e a ruina de todo o país ?

RESPONDER

Suécia 1-0 Eslováquia | Isak carrega nórdicos às costas

A Suécia deu hoje um passo de ‘gigante’ rumo aos oitavos de final do Euro2020 de futebol, ao vencer a Eslováquia por 1-0, em encontro da segunda jornada do Grupo E, disputado em São Petersburgo. Depois …

Ex-CEO da Groundforce admite hipótese de comprar a empresa

O ex-CEO da Groundforce, afastado do cargo em abril por "violação grave dos deveres de lealdade", não exclui a hipótese de vir a comprar a empresa de handling. Em declarações ao jornal online ECO, Paulo Neto …

Viatura onde seguia Eduardo Cabrita atropela uma pessoa na A6

Esta sexta-feira, um homem morreu após ter sido atropelado pelo automóvel em que seguia o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, num acidente na autoestrada A6. Numa nota enviada às redações, o Ministério da Administração Interna …

Portugal com mais 1.298 casos e quatro mortes

Esta sexta-feira, Portugal registou 1.298 novos casos e quatro mortes na sequência da infeção por covid-19. Segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), foram registados, nas últimas 24 horas, mais 1.298 casos e …

Parlamento aprova prorrogação das moratórias bancárias até final do ano

O alargamento aplica-se aos "particulares e para as empresas que desenvolvem a sua atividade em setores especialmente afetados pela pandemia de covid-19". O Parlamento aprovou, esta sexta-feira ,a prorrogação e alargamento das moratórias bancárias, que terminavam …

Tribunal belga obriga AstraZeneca a entregar 50 mihões de doses de vacina à UE

A AstraZeneca vai ter que entregar 50 milhões de doses da vacina para a covid-19 à União Europeia. A entrega deve ser efetuada até 27 de setembro. A justiça belga ordenou, esta sexta-feira, à farmacêutica …

"Dois terços dos problemas estão na Área Metropolitana de Lisboa", justifica Costa

O primeiro-ministro, António Costa, justificou esta sexta-feira a necessidade de tomar medidas localizadas em Lisboa para evitar que o agravamento da situação epidemiológica se alastre.  Em Bruges, na Bélgica, à margem da sessão de encerramento do …

CDS critica “enorme infelicidade” do Presidente e "comunicação desastrosa" do Governo

O CDS-PP criticou hoje as declarações do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, quando disse que no que depender dele não haverá "volta atrás" no desconfinamento, considerando-as de “uma enorme infelicidade”, lamentando também a …

Astronautas entraram pela primeira vez na nova estação espacial chinesa

Três astronautas chineses começaram, esta sexta-feira, a fazer da nova estação espacial da China o seu lar, um dia depois de ali terem chegado, num lançamento bem-sucedido, que marcou um novo avanço no ambicioso programa …

Homicida de Bruno Candé tinha plena consciência dos seus atos. MP quer 22 anos de prisão

Evaristo Marinho, o homicida de Bruno Candé, tinha plena consciência dos seus atos quando cometeu o crime, lê-se no relatório do Instituto Nacional de Medicina Legal. O Ministério Público quer 22 anos de prisão. O Ministério …