Passos anuncia Rangel como cabeça de lista do PSD/CDS-PP às europeias

PSD / Flickr

Pedro Passos Coelho com Paulo Rangel e José Pedro Aguiar Branco

Paulo Rangel com José Pedro Aguiar Branco e Pedro Passos Coelho

O presidente dos sociais-democratas, Pedro Passos Coelho, confirmou hoje perante o Congresso deste partido que o eurodeputado Paulo Rangel vai encabeçar a lista conjunta PSD/CDS-PP às eleições europeias de 25 de maio.

O presidente do PSD justificou a escolha com o facto de Rangel ser “um elemento extraordinário na representação de Portugal no Parlamento Europeu”.

“É o nome que vamos levar as europeias com o espírito de as ganharmos”, afirmou o líder do PSD.

Pedro Passos Coelho referiu ter acertado essa escolha com o presidente do CDS-PP, Paulo Portas.

“Juntamente com o doutor Paulo Portas, acertei que proporia ao Conselho Nacional do PSD que o cabeça de lista dessa lista conjunta que vamos levar para às eleições europeias com o espírito de as ganharmos é o nosso companheiro Paulo Rangel“, afirmou Passos Coelho, no palco do Coliseu dos Recreios de Lisboa, onde decorre o Congresso dos sociais-democratas.

Passos escolhe Miguel Relvas para encabeçar lista ao Conselho Nacional

O presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, anunciou o nome de Miguel Relvas para encabeçar a sua lista ao Conselho Nacional do partido, lugar que nos dois anteriores congressos foi ocupado pelo eurodeputado Paulo Rangel.

Perante o XXXV Congresso do PSD, que decorre no Coliseu dos Recreios de Lisboa, Pedro Passos Coelho adiantou que Nilza Silva, Hélder Silva, Cancela de Moura, Vítor Martins são os nomes seguintes da sua lista ao Conselho Nacional, órgão máximo entre congressos.

Miguel Relvas foi o “braço direito” de Pedro Passos Coelho nas suas candidaturas à liderança do PSD em 2008 e 2010, a segunda das quais vitoriosa, assumindo em seguida o cargo de secretário-geral e porta-voz da direção nacional social-democrata.

Na sequência das legislativas de 05 de junho de 2011, assumiu o cargo de ministro adjunto e dos Assuntos Parlamentares, responsável pela coordenação política do executivo e pela reforma da Administração Local e com a tutela da comunicação social, que abandonou a 4 abril de 2013, invocando falta de “condições anímicas” para continuar nessas funções.

No tempo em que exerceu essas funções, Miguel Relvas esteve envolvido em várias polémicas, relacionadas com a sua licenciatura, com as suas relações com o antigo diretor do Serviço de Informações Estratégicas de Defesa Jorge Silva Carvalho e com alegadas pressões a jornalistas.

Ao fim de 22 meses, declarou que saía do Governo por “vontade própria” e por falta de “condições anímicas” para continuar em funções.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Totalmente depauperado". Bruno de Carvalho pede dispensa das sessões de julgamento

O ex-presidente do Sporting, que disse ser comentador desportivo, pediu dispensa das sessões, alegando não ter meio de transporte e estar completamente "depauperado". Arrancou, esta segunda-feira, no Tribunal de Monsanto, em Lisboa, o julgamento de 44 …

Nike deixa de vender produtos através da Amazon

A marca desportiva Nike vai deixar de vender as suas peças de roupa e calçado diretamente através da Amazon, acabando com um contrato firmado em 2017, no qual concordava em vender uma variedade limitada de produtos …

Marco António Costa apoia Pinto Luz. Cavaco também era “improvável e desconhecido”

O antigo vice-presidente do PSD declarou, esta segunda-feira, o seu apoio ao candidato Miguel Pinto Luz, afirmando que, em 1985, Cavaco Silva também foi um vencedor "improvável e desconhecido". "Em maio de 1985, o Governo de …

Veneza com "centenas de milhões" de euros de prejuízo por causa das cheias

A cidade de Veneza, com inundações nos últimos dias, voltou este domingo a registar uma maré alta, mas de menor magnitude, tendo as chuvas intensas que afetam Itália levado a alertas para as cidades de …

Vila Galé abandona projeto que ameaçava reserva indígena no Brasil

O Vila Galé anunciou que vai abandonar o projeto para a instalação de um resort na região da Bahia, que tem estado debaixo de críticas por estar previsto para um local de potencial reserva indígena. Em …

Depois de ter sido expulsa da Hungria, universidade criada por George Soros reabre na Áustria

A Universidade da Europa Central, criada pelo bilionário George Soros em Budapeste, na Hungria, em 1991, foi expulsa do país depois que o primeiro-ministro Viktor Orbán a acusou de promover valores liberais no país, incluindo …

Bloco defende fim de portagens nas ex-Scut do interior

A coordenadora do BE defendeu esta segunda-feira, no Porto, o fim das portagens nas ex-Scut do interior do país e a necessidade de "rever" as parcerias público-privadas rodoviárias por serem "absolutamente lesivas para os cofres …

Jovem muçulmana de Tavira já tem equipamento para jogar basquetebol

A jovem atleta do Clube de Basquetebol de Tavira, impedida de alinhar num jogo no passado domingo, já possui o equipamento que lhe permite jogar segundo as regras da modalidade e da religião muçulmana. Fátima Habib …

Presidente da Catalunha começa a ser julgado por desobediência

O presidente do Governo regional da Catalunha reconheceu, esta segunda-feira, que não cumpriu a ordem da comissão nacional de eleições espanhola de remover os símbolos separatistas alegando ser "ilegal" e de cumprimento "impossível". "Sim, eu desobedeci", …

Um restaurante acabou de abrir a um quarteirão da Casa Branca. Chama-se "Comida de Imigrante"

Um restaurante chamado "Immigrant Food" ("Comida de Imigrante") abriu a um quarteirão da Casa Branca. O local quer fazer com que ajudar imigrantes seja tão fácil como pedir comida de um menu. Assim, além de comida, …