“Parada Ku Klux Klan” à frente da SOS Racismo. Associação faz queixa

A associação SOS Racismo apresentou uma queixa ao Ministério Público (MP) depois de, no passado sábado, um grupo de nacionalistas intitulado “Resistência Nacional” se ter juntado em frente da sua sede com máscaras brancas e tochas para protestar contra o “racismo anti-nacional”

De acordo com o jornal Público, os participantes, que serão membros da “Resistência Nacional”, um grupo que reúne antigos militantes da Nova Ordem Social, Partido Nacional Renovador e dos Portugal Hammer Skins, juntaram-se à frente da sede da associação SOS Racismo.

Segundo uma publicação no Facebook de uma página chamada “Resistência Nacional”, o grupo visitou a sede da SOS Racismo com máscaras brancas e munidos de tochas numa manifestação contra o “racismo anti-nacional” e numa “homenagem aos polícias mortos em serviço”.

Na calada da noite, duas dezenas de militantes de extrema-direita organizaram este domingo um protesto em frente à sede…

Publicado por Ricardo Cabral Fernandes em Segunda-feira, 10 de agosto de 2020

A SOS Racismo chamou à manifestação de “parada Ku Klux Klan”, numa comparação com o grupo norte-americano de supremacia branca devido aos ornamentos utilizados pelos participantes.

Esta manifestação é o mais recente episódio contra a SOS Racismo. Em julho, a fachada da sede da organização anti-racista foi vandalizada com frases inscritas em spray preto que diziam: “Guerra aos inimigos da minha terra”.

Em declarações ao Público, Mamadou Ba, um dos dirigentes do SOS Racismo, disse que os episódios deste fim de semana e o vandalismo de que a instituição foi vítima em julho estarão relacionados.

“Isto é uma escalada. Uma coisa é fazerem uma manifestação no espaço público em que assumem uma posição política contra o anti-racismo, o que é inaceitável em democracia, mas elegerem uma organização anti-racista como alvo a abater, fazer ameaças de morte e, não contentes, fazerem uma parada militar à moda de Ku Klux Klan ultrapassa todos os limites do confronto ideológico”, afirmou.

Ba contou que chegam centenas de ameaças de elementos da extrema-direita à página do SOS Racismo.

A associação vai avançar para uma queixa no Ministério Público, por ofensa à integridade física, ofensas morais, danos patrimoniais e incitamento ao ódio e violência.

ZAP //

PARTILHAR

32 COMENTÁRIOS

  1. A manifestações anti racismo é no que dão. A visita do Marcelo ao Seixal a apoiar “foras da lei”. Ainda vai ser pior. O Mamadou hoje na TV já estava mais meigo.

  2. Ofensa à integridade física? Ainda o resto… Racismo? Racismo é ter-se no cartão de cidadão um campo em que é identificada a raça do indivíduo. Os angolanos que se queixam do racismo português, seguramente sabem ao que me refiro!!!
    Racismo são as algumas posições e intervenções públicas dos dirigentes dessa associação. Isso depois leva a que grupos de arruaceiros tomem estas atitudes. Enfim, censurável de um lado e do outro…

    • Continua a nivelar por baixo, que vais longe. Para gente como tu nunca nada é racismo enquanto houver alguém a fazer pior nalguma parte do mundo. O que importa é procurar bem, que haverá sempre alguém a fazer pior que nós, para nos podermos deculpar. Se eu fosse racista a tua raça é que nem pensar no meu país.

      Já agora… Enganaste-te a escrever o teu próprio nome de utilizador, ò Skylander…. Enfim, nada de novo.

      • Caro MMQ,
        1 – Começo pelo fim. Se não sabe quem foi Sykander, estamos conversados.
        2 – Em segundo lugar: de onde nos conhecemos para se permitir a veleidade de me tratar por tu. Respeitinho é bonito. E eu gosto!
        3 – “meu país”!?!?! Está apresentado! No mínimo o país é tanto meu, como seu e dos demais 10 milhões.
        4 – Não sou racista. Nunca fui. Cheguei a bater em familiares por comentários racistas. O que não admito é que um racista como o Sr. da SOS Racismo, venha falar em racismo.
        5 – Se não entendeu o meu comentário, tem duas soluções: a) peça a alguém que faça o favor de lho explicar; b) volte para a escola. Acredito que com os professores certos e na escola certa talvez venha a adquirir as competências necessárias para o efeito.
        6 – Agora sim, num registo de nivelar por baixo, rasteiro, rasteiro ao nível do seu comentário: reduza-se à sua insignificância parvo ignorante (se ignora o conceito etimológico de parvo, sugiro a consulta de um bom dicionário).
        7 – A próxima vez que se me dirigir, recomendo que primeiro leia antes de regurgitar disparates e hipocrisias do politicamente correcto.

          • Nem sempre estamos de acordo. Mas mesmo quando discordamos, há respeito mútuo. Algo que o outro Sr. parece incapaz de compreender. Aquele comentário é típico de uma certa tipologia de democratas: democracia, sim, desde que concordem comigo.
            De todo o modo, bem-haja pelo apoio.

          • Quais disparates. Importa-se de evitar o ad hominem e de refutar concretamente os meus argumentos?

            @Sykander: O absurdo do seu comentário sobre a democracia nem merece o menor comentário mas… O que é isso da “tipologia de democratas”? Você é a favor das ditaduras como todo o bom amante do chega e do Escudo Identitário, por isso como tal a sua embirração com qualquer forma de democracia, é um reflexo condicionado.

            • Refiro-me aos democratas que evitam as consultas populares (vulgo referendo, previsto na CRP, art.º 115.º) quando as sondagens não são favoráveis ao que pretendem impor e, portanto, “cozinham as coisas no Parlamento.
              Refiro-me também aos democratas que procuraram criar uma lei que, na prática, impossibilitava o instituto da iniciativa popular.
              Por acaso não sou adepto do Chega. Mas, e se fosse? Não tinha esse direito? Ou só tenho o direito de pensar pela minha cabeça e escolher entre o BE, o PCP, o PAN, o PEV, o PS, o o partido que elege deputados que comemoram a eleição ostentando a bandeira de um outro país?
              A sua frase, diz tudo: se sou a favor de ditaduras ou do Chega? Pois então a democracia não é justamente isso, o direito à livre opinião e expressão, por mais idiota que nos possa parecer? Vê, como numa única frase o Sr. se revelou?
              Passe bem!

            • “Se eu fosse racista a tua raça é que nem pensar no meu país.”
              Será que este chega??
              .
              Ainda não entendeste o comentário do Sykander…
              .
              Longe de mim ser apoiante do Chega (ou dessa carneirada que se diz nacionalista), mas, para mim, a SOS Racismo é a maior organização racista de Portugal!!
              Nunca os vi a dizer ou a fazer nada de útil e, só servem dramatizar situações e para criticar o país e os portugueses brancos!
              Os outros – nomeadamente os africanos (que são os únicos que essa associação defende!) são sempre os coitadinhos e “vítimas da sociedade”!…

        • Hoje em dia qualquer energúmeno sabe o que é tudo, bastando para tal ir ao Google. Não é o meu caso pois sou demasiado old school e já tinha a maioria do meu conhecimento formado, já que tive excelente educação num dos melhores colégios do país e tive um Pai que me levou a conhecer o mundo ainda nem eu era adulto.

          Sikandar sei o que é. Sykander além de ser um nome próprio, desconheço e não me sinto minimamente mal por isso, uma vez que não tenho qualquer espécie de investimento na sua opinião sobre a minha pessoa.

          Você não deve estar bem para vir marrar com o “meu” país. Qualquer cidadão diz “o meu país”. Qualquer pessoa… Só você é que deve ter algum problema e quando fala de Portugal diz “o nosso país”. Mas se for para marrar comigo, sugiro-lhe que vá antes marrar de frente contra um comboio.

          Você não deve saber o que é racismo. Se repreendeu pessoas de família por serem racistas, tiro-lhe o meu chapéu. Mas isso não explica o “complexo” conceito de racista que você parece estar a querer improvisar à pressão para embirrar com o SOS racismo. Ele é racista porquê? Porque não defende mais os brancos? Mas os brancos são minoria étnica em Portugal?.. Você não deve saber nem o que é racismo, nem o que é o SOS Racismo.

          “Políticamente correcto” é decididamente um termo que não se aplica a uma pessoa que manda as pedras no charco que eu mando, começando pela forma (admito) grosseira como me dirigi a si. Retiro o “Tu” se isso o faz sentir mais respeitado (???)… Enfim.

          • 1 – Começo pelo primeiro parágrafo: não há expressão em português para designar old school? Desculpe-me. Sou demasiado limitado para entender isso…

            2 – Parabéns por ter tido um papá que lhe pagou os estudos e mostrou o mundo. Se quis estudar, tive de trabalhar para tal. E, parte significativa do mundo permanece por conhecer. Não tive um papá que me proporcionasse tal….

            3 – Se o Sr. teve então a oportunidade de estudar num dos melhores colégios do país, teve um pai que lhe deu a conhecer o mundo e já é “maduro” como deixa entender, pela lógica dedutiva, sou levado a pensar que o Sr. e a sua família beneficiaram do sistema anterior que agora tanto asco lhe causa. Deve o Sr. pertencer ao grupo dos louçãs, mortáguas, amarais, dragos, e afins…

            4 – Se teve essa educação tão erudita como sugere, “num dos melhores colégios do país” explique-me lá onde está o i no alfabeto grego antigo…. E deixe lá o Google que não é para aqui chamado…

            5 – Como bom ribatejano, até oriundo de povoação com tradições nas artes da lide, apenas posso recomendar-lhe calma. E, descendo ao nível reptílico que nos vem habituando, cumpre-me lembrar-lhe que por muito avantajado que seja o marfim que lhe adorna a testa, seguramente, se for marrar de frente contra um comboio, o comboio vencerá. Por mim, prefiro vê-los passar…

            6 – O Sr. não sabe quem é o Sr. do SOS Racismo. E, seguramente, ignora muitas das intervenções públicas do respeitável cavalheiro. Por fim, desconhece, como a maioria, o outro lado da história. Poderá ver aqui: https://diariodistrito.pt/movimento-resistencia-nacional-esclarece-manifestacao-frente-a-sede-do-sos-racismo/.

            7 – Combaterei todas as formas de racismo. Reforço: todas as formas de racismo. Isso pressupõe a) todas (não apenas as de brancos dirigidas a pretos, mas também as de pretos dirigidas a brancos); e b) formas de racismo (não declarações estéreis e inflamadas para a Comunicação Social e para as redes sociais);

            8 – Daquilo que a outra parte diz (tem tanto crédito como a versão dos acusadores) e das imagens que apareceram na comunicação social e redes sociais, a SOS Racismo vai apresentar uma queixa que em nada dará. Não se encontram, dos elementos que existem publicamente disponíveis, preenchidos os tipos penais que são aludidos. E isto é uma questão factual, de direito, e não umas quaisquer atoardas para entreter a populaça e os extremistas, hoje finos senhores e senhoras que se passeiam em S. Bento, mas cujos progenitores ou foram destacados membros do Estado Novo, ou foram bombistas de Abril!

            9 – Claro que os brancos não são minoria étnica em Portugal. Mas, parecem. Parecem condenados a ser assaltados e agredidos pelas mesmas minorias étnicas cujos impostos financiam os RSI e análogos, parecem uma minoria quando têm de aceitar a exibição de países que só são irmãos quando lhes convém, por eleitos para o “nosso” parlamento, parecem uma minoria quando são obrigados a ficar em casa, em confinamento, mas depois outros podem vir para a rua protestar e debitar alarvidades por factos ocorridos noutros países, parecem minoria, quando cumprem e ai de quem bater num polícia, mas bairros há de onde os polícias, quando conseguem entrar, saem com 21 buracos de balas (lembra-se?)… Podia ficar aqui o resto da semana e, sinceramente, o Sr. não vale o esforço.

            10 – A fechar: se a sua forma de afrontar o politicamente correcto é ofender os outros, ser mal educado, desrespeitoso e truculento, nas suas palavras, “enfim”, estamos conversados…

            Passe bem!

          • “…já que tive excelente educação num dos melhores colégios do país…”
            Hahahahaaaa… o que eu me ri com esta “pérola”!…
            Decididamente tu não andas muito bem…
            O Salgado, o rei de Espanha, o Kim da Coreia, etc, etc, também tiveram uma “excelente educação num dos melhores colégios” e, o resultado disso está à vista!…

            • Plenamente de acordo!
              Quer em relação a este, quer em relação ao que deixou mais acima e que já não admite resposta.

          • @Sykander:

            1. Não percebe estrangeiro, ou estamos perante mais uma birra nacionalista do Escudo Identitário?

            2. Escusa de me dar os parabéns porque ter sorte de nascer com um Pai que sente que o melhor investimento é a educação dos filhos, não é mérito próprio para ninguém. Mas aceito um singelo “bem-haja”. Isto claro, se a sua congratulação for sincera, e não mero discurso de “orgulho de pobre.

            3. Não tenho problemas em revelar aspectos biográficos familiares e pessoais para lhe mostrar quão equivocado está. Colégio de S. João de Brito. 49 anos de idade. Nascido em 1970, pouco me recordo do regime anterior, como deve calcular (graças a Deus). O meu Avô era filho de famílias abastadas do Douro. Por discordar politicamente dom Pai que era monárquico, ele como Republicano liberal, virou as costas ao Pai e foi viver com uma Tia em Lisboa. Foi dando explicações de matemática para pagar os estudos, que ele tirou dois cursos superiores no IST: Matemática e Engenharia Química. Depois foi co-fundador da Oliva em S. J da Madeira e finalmente fundou empresa de Engenharia em Lisboa. Sempre com o fruto do seu trabalho e esforço pessoal, construi uma casa na Av. do Restelo, que hoje é embaixada da Argélia e foi embaixada do Japão nos anos 70/80. O meu Pai continuou com a empresa e além disso foi fundador da Sociedade Portuiguesa de Energia Solar e presidente da APIRAC. Venho de uma família de pessoas com ideias liberais. Todos detestamos as ditaduras e todos somos de ideias Sociais Democratas. Não há comunistas nem bloquistas na família. Sugiro-lhe que deixe de ver o mundo a preto e branco. Mal de nós se quem não for do Chega, for considerado logo comunista. Eu próprio uma vez adulto, trabalhei para pagar o meu mestrado, até porque o meu Pai já tinha falecido. Vivo do meu trabalho como professor de Artes Marciais homologado pelo IDP e como Realizador de Cinema. Mas claro que quando era criança aproveitei a sorte de ter um Pai que me poude apoiar finaceiramente. Não me diga que você recusaria…

            4. Agora já é a favor de escrever em estrangeiro? Caramba, você não é lá muito coerente. Mas compreendo que essa falta de coluna vertebral seja condição necessária e suficiente para se acompanhar ideológicamente alhguém como André Ventura: um gajo que escreve na tese de doutoramento que urge defender as minorias e reduzir poderes policiais, para chegar à política a defender o contrário. Um gajo que falsifica assinaturas no registo do partido e que antes de ser deputado criticava a acumulação de outros cargos e chegou ao Parlamento recusando-se a deixar os tachos na Cofina. Percebo que um gebo destes atraia gente igualmente incoerente.

            5. Eu sei que já o assegurei de que não tenho qualquer investimento na sua opinião sobre mim. Mas também não era preciso ser tão pouco criativo nos insultos (e depois eu é que sou insultuoso). Foi um desavergonhado copy-paste do que eu disse.

            6. É claro que toda a gente sabe que é o Mamadou. Desculpe mas você é impagável. Vai-me dar como exemplo dos defeitos do Mamadou, um jornal de extrema direita como o Diário. O nível dos artigos é de ir às lágrimas e até estou admirado de não ter encontrado nenhum a defender que a Terra é plana, como faz o Bolsonazi e seu “conselheiro” Olavo de Carvalho.

            7. Isso. Continue a combater que faz muito bem.

            8. Sim… Se calhar isto também não tem crédito. É tudo mentira: https://zap.aeiou.pt/pj-investiga-ameacas-3-deputadas-sos-racismo-aos-familiares-48-horas-sair-portugal-340356

            9. Você só me faz lembrar aqueles miúdos que quando o Pai defende o irmão mais pequeno, eles batem no irmão a seguir, em vez de reclamar com o Pai. É verdade que não se compreende os benefícios dados aos ciganos, quando pouco contribuem para a economia e causam problemas. Mas a culpa sendo do Governo, vai-se hostilizar os ciganos por isso, como faz Ventura? Sim claro que há ciganos criminosos, mas conheço mais ciganos honestos do que criminosos. E não há brancos criminosos? Vamois correr com os brancos de Portugal lá porque há brancos criminosos? Ou vai-se seguir os tramites legais e prender quem comete crimes caso a caso, independentemente de etnia? Calma, sugiro-lhe eu.

            9. Sim, não vale o esforço de estar selectivamente a escolher os case-studies (perdão: casos de estudo) que mais lhe convêm. Por cada exemplo que você der eu poderei arranjar 10 exemplos do contrário. Mais ou menos a proporção de militantes entre o Chega e o PSD está a ver? Chega: menos de 10 mil. PSD: Mais de 100 mil.

            10. Aquilo do não-investimento na sua opinião sobre mim… Lembra-se? Ok, estamos mesmo conversados, como diz.

            Saúde.

            • 1 – Claro que percebo estrangeiro. Inglês, Francês, Castelhano. Muito básico em Alemão e Italiano. Mas se sou português e tenho uma língua tão rica, para quê usar estrangeirismos. Se é para isso, passemos já a falar Inglês e enterre-se o português (se for o do Aborto Ortográfico, pois que se faça já);

              2 – A congratulação era sincera. Os meus pais também valorizam tal. Não nasci, nem eles, numa família abastada. Logo, tive de trabalhar…

              3 – Onde é que alguma vez referi que sou do Chega? Retribuo: não veja o mundo a preto e branco. Lá porque há uma ou outra ideia do Chega que merece a minha simpatia (prisão perpétua, redução de deputados, por exemplo) não quer dizer que seja do Chega. Por essa ordem de ideias, sou de todos e de nenhum. Parabéns pela sua formação. Mas também a possuo: 2 licenciaturas, 2 pós-graduações, 1 mestrado, 1 doutoramento. Só que, ao contrário de si, a partir do 12.º tive de trabalhar. Embora, valha a verdade, trabalho desde os 14 anos…

              4 – Sou muito coerente. Não vou explicar-lhe o porquê da escolha. Mas, além do acima referido, também sei um pouco de Latim e de Grego. Vantagens da escola pública de outros tempos. Não a farsa que é agora. Quanto ao Ventura, a única qualidade que lhe reconheço é ser benfiquista. Em todo o caso, se tem um Mestrado saberá, seguramente, que é perfeitamente possível termos uma posição académica e outra pessoal. Além de que, também podemos mudar de opinião, ou será que não?

              5 – Usei deliberadamente o que disse. Retórica Socrática (a do original, não do aprendiz de filósofo, vulgo, 44), conhece? Apenas procurei usar uma linguagem com a qual parece estar amplamente familiarizado.

              6 – Leia o que escrevi. Claramente não percebeu. E a respeito de interpretação já anteriormente lhe deixei duas sugestões. Talvez fosse avisado segui-las…

              7 – Decerto continuarei.

              8 – Leia o comentário que lá deixei.

              9 – Tomo boa nota de que afinal sabe usar a língua portuguesa sem recorrer a estrangeirismos. Como vê, não é difícil, pois não? Já disse e repito: Não sou do Chega. No entanto, se o PSD não mudar, rapidamente, a proporção de que agora se ri, não tardará em mudar. O CDS vai reduzir-se à lambreta do Mota Soares e o PSD a continuar neste trilho em breve será reduzido a um mini-bus (alerto já que mini-bus não é um estrangeirismo, não vá o Sr. vir outra vez com a história da incoerência).

              10 – Idem, ibidem.

              Saúde (sem sarcasmos).

  3. Ainda uma “aChega” ao meu comentário anterior. Enviou-me o meu amigo GM, igualmente apreciador da hipocrisia do politicamente correcto como eu, a seguinte questão: mas alguém se deu ao trabalho de procurar a versão do outro lado?
    Pois não! Nem eu o fiz. Mas, felizmente, houve quem tivesse procurado, na tradição daquilo que mandam os manuais de jornalismo (o verdadeiro, não o de sarjeta, como aquele que fizeram os senhores do ZAP, que se limitaram a reproduzir as atoardas de um sujeito que não perde oportunidade, de em cada segundo de mediatização manifestar a sua mesquinhez e preconceito racista) a versão do outro lado. Aqui fica: https://diariodistrito.pt/movimento-resistencia-nacional-esclarece-manifestacao-frente-a-sede-do-sos-racismo/.
    Uma história, qualquer que ela seja, tem sempre dois lados. Seria bom que jamais esquecêssemos isso…

  4. A SÓ Racismo vai fazer queixa de quê afinal? Já todos sabemos que as queixinhas e a vitimização são basilares no seu modus operandi, mas com tanta afronta aos portugueses e racismo vindo desta associação, acaba por ser natural que surjam estes anticorpos.

  5. Conceito de racismo usado em Portugal: Policia prende o preto e dá-lhe um empurrão para o acalmar! O policia é racista!!! O preto bate no polícia e resiste à detenção – não é racismo, mas sim agressão! Ora porra temos dois pesos e duas medidas. Os portugueses de uma forma geral não são racistas, mas quem não é cego sabe bem que o preto não respeita as leis do país que o acolheu, é arrogante e mal-educado! Não paga transportes na sua grande maioria, recebe o subsídio de Reintegração Social e acaba por ter uma casa sem custos e não se lhe conhecem impostos pagos para além de dormir de dia para se divertir à grande durante todos os dias da semana. O que acabo de dizer não tem nada de racista. É a constatação de factos concretos de quem habita perto de uma comunidade cabo-verdiana há muito anos. Por último resta-me dizer que a SO RACISMO nunca se pronunciou contra os frequentes abusos dos seus protegidos. Alguma coisa está mal quando mantém o silêncio sobre desacatos organizados em certos bairros de Lisboa como seja o apedrejamento de policias que apenas se limitam a repor e manter a ordem e o cumprimento das leis da República Portuguesa. Portugal não pode ser uma república de bananas. Respeito exige-se!!!

  6. Eu pecador me confesso! Esta madrugada cometi dois “actos racistas”! O primeiro foi ligar para a PSP às 01,30 da madrugada a pedir a sua intervenção para que cerca de dez pessoas de raça africana fossem chamados à atenção pelo barulho que estavam a produzir no terraço da andar que ocupam, e que não permitiam que ninguém dormisse naquele prédio, apesar de haver moradores a pedirem de viva voz que baixassem o tom de voz! Cada um falava mais alto do que o outro! Uma verdadeira algazarra. Confesso que não esperava a vinda da policia, mas às 02 horas da madrugada o barulho parou subitamente e apercebi-me do som emitido pelos rádios dos carros da policia. A policia estava lá!! O negro informou a policia que estavam “apenas a conversar”! A seguir cometi o 2º acto racista. Da janela do meu andar disse aos agentes que aquela era uma prática comum desde que os referidos africanos ocuparam o andar, que era uma vergonha e que não havia respeito pela lei nem pela vizinhança. Identifiquei-me e disse qual o andar que ocupava. O agente só me disse que se “voltasse a haver alguma ocorrência par voltar a telefonar. Era necessário chamar a policia? Não, desde que as pessoas respeitassem o próximo, o que não acontece!! O SO Racista já pensou em fazer acções de sensibilização junto dos seus seguidores ou limita-se a criticar os actos em que estejam envolvidos pretos e brancos e classifica-los de “motivação racista” porque é isso que lhes convém? Quando 3 guineenses mataram um jovem engenheiro no Campo Grande, filho de um ex-inspetor da Judiciária, ninguém fez uma manifestação, nem se ouviram vozes do BE ou outros partidos, nem de actores que têm vergonha de estar em Portugal a criticar o acto racista praticado. Neste caso foi homicídio, no caso de Moscavide foi acto racista! Ora ninguém mata outrem sem haver uma razão extrema que leve à prática desse tipo de actos. Essa história está muito mal contada!!! Mas convém que esteja!

RESPONDER

Cientistas medem temperatura a 4 mil borboletas (e revelam a influência do clima no seu habitat)

Um grupo de cientistas do Reino Unido recolheu 4 mil borboletas selvagens para medir a sua temperaturas, alertando que algumas das espécies mais reconhecidas do país estão em ameaça de colapso, e em risco de …

Teia da morte. Cientistas desenvolvem nova forma de matar células cancerígenas

Um novo estudo sugere que, através de uma interrupção direcionada e localizada da estrutura das células cancerígenas, o seu mecanismo de autodestruição pode ser ativado. As células cancerígenas multiplicam-se de forma incontrolável, levando a um crescimento …

Boavista 2-0 Porto | “Manita” em 45 minutos demolidores

Goleada do “dragão” no Bessa. No dérbi portuense entre Boavista e FC Porto, os campeões nacionais sentiram dificuldades na primeira parte, não conseguiram sequer enquadrar qualquer um dos seus remates, mas na segunda parte tudo …

Magawa, o rato que deteta minas, ganhou uma medalha de ouro

Magawa, um rato gigante africano, foi treinado para descobrir minas terrestres e tem estado ao serviço no Camboja. O animal foi agora proclamado herói e premiado por salvar vidas naquele país. A instituição de caridade britânica …

Cientistas descobrem nova espécie de crustáceo no lugar mais quente da Terra

Uma equipa de cientistas descobriu uma nova espécie de crustáceo de água doce durante uma expedição ao deserto de Lute, no Irão, também conhecido como o lugar mais quente do planeta. Hossein Rajaei, do Museu Estadual …

Furacão Sally fragmentou parte de uma ilha da Florida em três

A passagem do furacão Sally fragmentou parte de uma ilha na costa da Florida, no Estados Unidos, criando assim três pequenas porções de terra. Na prática, tal como explica o portal USA Today, o furação abriu …

Benfica 2-0 Moreirense | “Águia” vence e convence cónegos

Após ter perdido e empatado nas duas últimas recepções ao Moreirense, o Benfica voltou a vencer o emblema de Moreira de Cónegos na Luz. Este sábado, em duelo relativo à segunda jornada do campeonato, as “águias” …

"Surpreendente e fascinante". Descoberta pela primeira vez uma aurora sobre um cometa

A nave Rosetta da Agência Espacial Europeia (ESA) detetou uma aurora boreal sobre o cometa 67P / Churyumov-Gerasimenko (67P / C-G). Em comunicado, os cientistas envolvidos na deteção frisam que esta é a primeira vez quem …

Austrália não quer que turistas caminhem na famosa rocha sagrada Uluru (nem no Google Maps)

A Austrália pediu ao Google que remova do seu serviço Maps fotografias tiradas do topo de Uluru, o monólito aborígine sagrado que os visitantes estão proibidos de escalar desde o ano passado. De acordo com a …

NASA vai procurar aquíferos nos desertos com tecnologia já usada em Marte

Uma parceria entre a NASA e a Fundação Qatar tem como objetivo procurar as cada vez mais escassas águas que estão enterradas nos desertos do Saara e da Península Arábica. Este processo deverá ser desenvolvido …