Crianças indianas pagas para usarem o WC

Attila con la cámara / Flickr

-

Na Índia, onde mais de 500 milhões de pessoas fazem as suas necessidades a céu aberto, as autoridades estão a pagar às crianças para incentivá-las a usar as casas de banho públicas.

Em todo o mundo, mais de mil milhões de pessoas defecam ao ar livre porque não têm acesso a saneamento adequado, mas na Índia o problema é particularmente grave.

As pessoas aliviam-se nas matas, espaços abertos e valas, o que representa uma grave ameaça para a saúde das crianças. Milhares morrem a cada ano devido a doenças transmitidas através de dejetos humanos – só a diarreia mata cerca de 200 mil crianças por ano.

Mais da metade da população do país faz as suas necessidades a céu aberto. Para muitos, é um ritual diário – que muitos cumprem mesmo quando há casas de banho públicas por perto.

Agora, a cidade de Ahmedabad lançou um projeto em que as crianças estão a ser pagas para usar as casas de banho públicas.

Trilhos urbanos

As pessoas que vivem nos bairros de lata de Chandoliy, em Ahmedabad, usam os carris dos comboios para fazer as suas necessidades, em especial no início da manhã, antes das multidões e do calor.

“Fizemos casas de banho públicas, mas as pessoas ainda não as usam”, afirmou Anil Prajapati, presidente da Organização para o Desenvolvimento Sanitário de Gujarat, à BBC.

“Alguns pensam que há bruxas dentro da casa de banho, ou receiam que os filhos sejam sequestrados”, diz ele. “Estas pessoas vêm de pequenas aldeias, e por isso não estão habituados a esta prática.”

Quando as pessoas defecam ao ar livre, as moscas alimentam-se das fezes e transportam pequenas quantidades nos seus corpos. Depois, ao entrar em contacto com os alimentos, infectam-nos.

As fezes humanas também podem ir parar em poços e valas, contaminando a água usada para beber ou tomar banho. As bactérias ingeridas e vermes transmitem doenças, causando mal-estar e desnutrição.

Nova abordagem

As infecções transmitidas pelas fezes são também a principal razão pela qual quase metade das crianças indianas menores de cinco anos tem desenvolvimento abaixo do normal.

Por isso, os agentes de saúde tiveram a ideia de encorajar os moradores a utilizar as casas de banho.

Na comunidade, há 320 casas de banho, das quais 143 são gratuitas – para utilizar as outras, é preciso pagar.

“Mas observamos que algumas crianças ainda faziam cocó do lado de fora mesmo em frente às casas de banho gratuitas”, disse Bhavin Solanki, do conselho municipal.

“Percebemos que tínhamos que encontrar outro sistema, e agora estamos a dar uma rúpia (pouco mais de um cêntimo) para as crianças, todos os dias, ou damos-lhes chocolates para incentivar a utilização das casas de banho.”

A pequena Bhumi Datadia, de cinco anos, vive num pequeno quarto com os seus dois irmãos e os pais. Como muitos outros no seu bairro, só tem como opção para fazer as suas necessidades um rio próximo ou as casas de banho públicas.

“Olhe o tamanho da minha casa, onde eu teria espaço para construir uma casa de banho?” disse a mãe de Bhumi, Jayashree, à BBC.

Com o novo programa, Bhumi recebe uma rúpia cada vez que utiliza uma casa de banho pública. As visitas são marcadas num cartão e ela recebe o dinheiro no final do mês.

“As casas de banho são boas”, disse Bhumi. “Vou usar o dinheiro para a escola.”

Bom comportamento

O conselho da cidade planea estender o projeto e pode mesmo começar a remunerar os adultos que utilizem as casas de banho.

“A ideia é perceberem que existe uma recompensa pelo bom comportamento”, disse Thara, administrador da Corporação Municipal de Ahmedebad.

“Quando crianças começarem a utilizar as casas de banho, os adultos também poderão passar a usá-las com mais frequência. As crianças podem servir de motivação.”

Contudo, as pessoas de outras partes da cidade dizem que não será fácil convencer os adultos a mudarem os seus hábitos.

Eles dizem que as casas de banho não são limpas e que muitas vezes as crianças são impedidas de entrar nos WC porque gastam muita água.

Objetivo ambicioso

As necessidades a céu aberto também têm efeitos mais amplos no país, afetando a educação, rendimentos, segurança e dignidade feminina.

“Não é seguro para as mulheres irem à casa de banho a céu aberto”, diz Prajapati.

“Quando saem para ir ao WC à noite, qualquer coisa pode acontecer, e isto acontece por todo o lado na Índia. Queremos parar com isso.”

Uma das prioridades do governo do primeiro-ministro Narendra Modi é eliminar a defecação a céu aberto na Índia, com o objetivo de que toda a população tenha casas de banho até 2019.

Nos últimos anos, a Índia investiu em campanha sanitárias, mas poucas tiveram efeito.

Os ativistas dizem que construir casas de banho não é suficiente, e que outras medidas devem ser tomadas para mudar os hábitos da população.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Sporting: espanhóis analisam o "maior" Haaland

Avançado do Borussia Dortmund apresenta recordes que, nem Messi, nem Cristiano, tinham. O Sporting entra em campo para a segunda jornada da Liga dos Campeões, diante de um Borussia Dortmund que tem no seu plantel uma …

Escola proíbe alunos de levarem almoço de casa. Ministério da Educação fala em “recomendação”

Interpretações distintas das normas emitidas pelo Ministério da Educação e a inexistência de equipamentos para aquecer as refeições em linha com as recomendações de segurança motivadas pela covid-19 podem estar na origem da decisão. Os alunos …

Autárquicas foram prova de vida para o CDS. Rodrigues dos Santos respira, Melo põe-se à espreita

Nuno Melo já se tinha colocado em posição de ataque na corrida interna, mas terá de esperar. O CDS "está vivo" e as autárquicas foram prova disso. O CDS decidiu apoiar Carlos Moedas e não se …

Explosão suspeita em complexo de edifícios na Suécia causa mais de 20 feridos

Mais de 20 pessoas ficaram feridas, três delas com gravidade, após uma explosão num complexo de edifícios no centro de Gotemburgo, na Suécia. A polícia está a investigar as causas do incidente e admite a …

Costa pode remodelar Governo após choque eleitoral (com Medina à cabeça)

António Costa pode estar a preparar uma remodelação no Governo, com Fernando Medina à cabeça. António Costa já veio negar essa possibilidade. O primeiro-ministro António Costa está preparado para fazer uma remodelação no Governo, após a …

Portugal com mais 600 casos de covid-19 e sete óbitos. Internamentos baixam das quatro centenas

Portugal registou, nas últimas 24 horas, 600 novos casos e sete mortes na sequência da infeção por covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo o último boletim da Direção-Geral da …

Autárquicas não contaminam processo orçamental. Esquerda chuta eleições para canto e mantém pressão

Depois de uma empolgante noite eleitoral, avizinham-se duas semanas de negociações entre os partidos e o Governo. Os trabalhos de negociação do Orçamento do Estado para 2022 (OE2022) estão mais atrasados do que o habitual devido …

Igreja desaba com a força da lava do vulcão em La Palma

Uma igreja na ilha espanhola de La Palma desabou depois de ter sido atingida pela lava do vulcão que entrou em erupção no passado domingo, dia 19. Após ter escapado por pouco no início da semana …

Homem que tentou matar Ronald Reagan vai ser libertado em 2022

Na altura o homem foi considerado inimputável pela justiça devido a problemas mentais. Depois de ter saído de um hospital psiquiátrico em 2016, John Hinckley Jr vai ficar em liberdade total de 2022. A 31 de …

Coreia do Norte lança "projétil não identificado"

A Coreia do Norte lançou um "projétil não identificado" no mar ao largo da sua costa oriental, disseram esta madrugada os militares sul-coreanos. Tanto o Japão como os Estados Unidos já condenaram o lançamento. A Coreia …