A pandemia roubou a nossa independência (e foi especialmente madrasta para os invisuais)

lifebeginsat50mm / Flickr

A pandemia de covid-19 afetou toda a gente, mas tem sido particularmente difícil para os invisuais, que são mais propensos a sofrer de depressão e solidão.

De acordo com um relatório do Royal National Institute of Blind People (RNIB), dois terços dos indivíduos com deficiência visual sentem que se tornaram menos independentes desde o início do confinamento – e tal pode ter um impacto negativo na saúde mental.

Meredith Wilkinson, professora de Psicologia da Universidade de Montfort, no Reino Unido, escreveu um artigo, publicado no The Conversation, no qual defende que os ajustes que muitas empresas e espaços públicos implementaram nos espaços como medida de prevenção podem tornar os lugares mais difíceis para os cegos se movimentarem.

Os invisuais criam representações espaciais dos ambientes nas suas cabeças. Se um determinado ambiente foi alterado para ajudar a controlar o novo coronavírus, as modificações podem interromper os mapas mentais.

No Reino Unido, o número de invisuais que frequentam lojas sozinhos diminuiu para metade durante o confinamento (caiu de 28% para 14%). Ao mesmo tempo, a proporção de pessoas que dependem de outra para fazer compras aumentou de menos de um quinto (18%) para quase a metade (49%).

Para remediar o problema, Wilkinson propõe que as lojas passem a oferecer um serviço de click-and-collect ou que não façam alterações no espaço.

Segundo o artigo assinado pela professora universitária, outra razão pela qual os deficientes visuais têm saído e interagido menos com pessoas é a preocupação com o distanciamento social.

Ter uma deficiência visual torna mais difícil evitar o contacto próximo com as pessoas, e não manter a distância social deixa os invisuais vulneráveis ​​a críticas, além de aumentar o risco de contrair covid-19.

Meredith Wilkinson destaca que os serviços de saúde mental estão a prestar um serviço muito importante aos deficientes visuais durante a pandemia, principalmente àqueles que se sentem isolados.

O Royal National Institute of Blind People tem à disposição um serviço de aconselhamento especializado de apoio emocional, e está também a criar mais oportunidades para pessoas invisuais comunicarem com outras pessoas, através da Internet ou por telefone.

Independentemente dos esforços, Wilkinson refere que estes serviços visam colmatar os sintomas do isolamento, mas não a causa. Por isso, defende, “é fundamental que tudo o que for implementado enquanto recuperamos da pandemia permita às pessoas recuperarem também a sua independência”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Orbán vai rejeitar dinheiro do fundo de recuperação se tiver de revogar lei anti-LGBTQI

O primeiro-ministro húngaro assegurou, este sábado, que o país não vai aceitar o dinheiro do fundo de recuperação se tiver de ceder perante Bruxelas e revogar a lei anti-LGBTQI. Segundo a agência Europa Press, Viktor Orbán …

Avaria em rede europeia causou "apagão" parcial em Portugal e falhas no 112

O incêndio que queimou, este sábado, 500 hectares de vegetação no sudoeste de França esteve na origem dos cortes de energia em Espanha e Portugal, segundo a agência francesa Rede de Transmissão de Energia Elétrica …

Um tumor e duas fraturas nas vértebras dificultaram a vida deste dinossauro (mas não o mataram)

Quando foi descoberto na década de 1980, na Argentina, este hadrossauro foi diagnosticado com uma fratura no pé. Porém, uma nova análise agora mostra que este tinha um tumor, bem como duas fraturas nas vértebras …

Morreu Otelo Saraiva de Carvalho, capitão de Abril

O capitão de Abril morreu, este domingo, aos 84 anos, no Hospital Militar, confirmou o presidente da Associação 25 de Abril. A notícia foi confirmada ao jornal online Observador pelo presidente da Associação 25 de Abril, …

Pela primeira vez, cientistas viram chimpanzés a matar gorilas

Investigadores testemunharam, pela primeira vez, chimpanzés e gorilas a lutar entre si, confrontos esses que provocaram a morte de alguns deles. De acordo com o site Science Alert, as duas disputas foram observadas no Parque Nacional …

Vírus com 15 mil anos descobertos no gelo do Planalto do Tibete

Cientistas que estudam glaciares encontraram vírus com quase 15 mil anos em duas amostras de gelo retiradas do Planalto do Tibete, na China. Muitos deles, que sobreviveram porque se mantiveram congelados, são diferentes de todos …

Leite sem lactose em laboratório (e com a ajuda de membranas de óxido de grafeno)

As membranas de óxido de grafeno (uma forma oxidada do material) têm sido muito estudadas para a dessalinização da água e separação de corantes, mas as suas propriedades podem não ficar por aqui. Uma equipa de …

Cientistas criam material de "auto-reparação" mais resistente do mundo (e é perfeito para ecrãs de telemóveis)

Investigadores do Instituto Indiano de Educação e Investigação Científica (IISER, na sigla em inglês) podem ter encontrado o material perfeito para fazer os ecrãs de smartphones: transparente, resistente e que a capacidade de se "auto-curar" …

"A bitcoin vai criar a paz mundial"

A rainha das moedas digitais, se não construir a paz no planeta, vai ajudar na pacificação entre os seres humanos. É a opinião de Jack Dorsey. É o centro de atenções de muitos investidores, é o …

"Burrolandia". Parque temático de burros no México está a tentar salvar estes animais

Um parque temático de burros no México serve de santuário a estes animais que estão aos poucos a desaparecer no país. "O burro ajudou o homem por muito tempo. É hora de retribuirmos o favor", …