Seychelles, o país mais vacinado do mundo, regressa ao confinamento após subida de casos

As Seychelles, o país que já imunizou 62,2% da população com as duas doses da vacina, fechou escolas e cancelou atividades desportivas durante duas semanas devido à subida de casos de covid-19.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Além disso, proibiu encontros entre famílias e reduziu os horários dos bares, medidas semelhantes às do final de 2020, quando as vacinas não estavam disponíveis.

“Apesar de todos os esforços excecionais que estamos a fazer, a situação da pandemia no nosso país é crítica nesta altura, tendo em conta o elevado número de novos casos que foram reportados na semana passada”, disse a ministra da Saúde do país, na segunda-feira, citada esta quinta-feira pelo Jornal de Negócios.

Com uma população inferior a 100 mil pessoas, as Seychelles começaram a vacinar a população em janeiro, recorrendo a uma doação de vacinas chinesas por parte dos Emirados Árabes Unidos.

Até agora 62,2% da população elegível está vacinada. Segundo a Bloomberg, esta taxa compara com os 55,9% de Israel, em segundo lugar no ranking mundial da vacinação.

  Taísa Pagno //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.