Pais já pagam explicações de Fortnite aos filhos

O negócio dos jogos movimenta muito dinheiro, não só para as produtoras, mas também para os diversos jogadores profissionais e Youtubers que divertem os seus fãs ao partilharem os seus jogos. Mas o Fortnite está a elevar a fasquia a um novo nível.

Já havia diversas formas de ganhar dinheiro com o Fortnite, por exemplo através da venda de contas, ajuda e proteção no jogo. Mas os próprios pais das crianças entrarem diretamente no negócio, é realmente levar o jogo a um novo nível.

A notícia acaba por não surpreender os mais atentos, já que o jogo da Epic Games é um sucesso a nível mundial e envolve, cada vez mais, jogadores – e dinheiro. A própria Epic Games anunciou que durante 2018 iria investir 100 milhões de dólares em torneios, ajudando a aumentar o alcance do Fortnite.

A procura por parte dos jogadores deste jogo não é nova, mas o vício e o envolvimento que os jovens têm neste caso, bem como o seu sucesso, eleva a fasquia da forma como olhamos para a sociedade e como ela reage.

Para os especialistas, há duas razões que levam os pais norte-americanos a pagar explicadores de Fortnite para os seus filhos. Um dos principais motivos é para evitar a exclusão social devido ao jogo.

Com o sucesso que o jogo atingiu, ser bom jogador está a ditar a popularidade dos jogadores na sua vida real – nas escolas e na sociedade – o que levar, contam o USA Today e o Wall Street Journal, os seus próprios pais, preocupados com o bem estar, imagem social e a inserção dos filhos na sociedade, a pagar explicações do jogo.

Segundo é possível pesquisar em sites de classificados, como o Craigslist ou o eBay, e nas redes sociais, as explicações variam entre os 10 e os 25 dólares por hora.

Mas o outro grande motivo que está a levar os pais norte-americanos a pagar explicações de Fortnite, prende-se com a nova tendência das faculdades dos EUA, cujas propinas são normalmente caras, que estão a oferecer bolsas de estudo para equipas de eSports – sendo o Fortnite um dos jogos mais populares.

Algumas faculdades têm já equipas de eSports em competição, oferecendo milhares de dólares em bolsas de estudo e prémios para os estudantes.

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Porra, por causa destas e outras que tais que nunca vou ser popular, talvez se tivesse Facebook ainda houvesse esperança.

  2. revivendo as façanhas do personagem asterix em que ele dizia: “este romanos sao louco”
    afinal podemos aplicar a mesma frase para os americanos: “estes americanos sao doidos”
    estamos a criar vicios em vez de se criar bons estudantes e bons empregos (apesar de serem bem pagos para integrarem as equipas)
    dantes era o desporto (basquet, futebol americano, etc) agora sao os jogos
    daqui a uns tempos estao a gastar dinheiro na cura da dependencia dos jogos e como tem acontecido, ha mortes por causa do vicio dos jogos
    é a sociedade que temos

RESPONDER

Polícias pedem comprovativos de deslocações, mas lei não permite

As forças de segurança fizeram ações de fiscalização rodoviária para controlar a circulação nas estradas. Foram pedidos comprovativos de deslocações, embora a lei não o contemple. Com o país em estado de emergência, a quarentena é …

Bebé com menos de um ano morre de Covid-19 nos EUA

Um bebé com menos de um ano morreu, nos Estados Unidos da América (EUA), vítima de Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus, anunciaram as autoridades do Estado de Illinois. A doença já provocou mais de …

Até as bactérias precisam de espaço. Células esmagadas desligam a fotossíntese

Quando as bactérias ficam esmagadas, podem entrar num modo de defesa e desligar a fotossíntese, concluiu uma investigação recente, levada a cabo por cientistas da University of Colorado Boulder, nos Estados Unidos. A equipa da universidade …

Siza Vieira admite aulas por canais "estilo youtube" ou TV por cabo

O Governo está a estudar soluções que garantam que todos os alunos têm acesso aos conteúdos educativos no terceiro período, adiantou o ministro da Economia. O Governo está a estudar soluções que garantam que todos os …

Retificação ao diploma do lay-off simplificado trava despedimentos

Uma retificação ao diploma inicial do ‘lay-off’ simplificado, hoje publicada, vem acautelar que nenhum trabalhador de empresas que recorra a este apoio pode ser alvo de despedimento coletivo ou extinção de posto de trabalho. O decreto-lei …

Rocha desafia teoria da escassez de oxigénio na Terra primitiva

Uma rocha sedimentar única rica em carbono, depositada há dois mil milhões de anos, deu aos cientistas novas pistas sobre as concentrações de oxigénio na superfície da Terra nessa época. De acordo com a agência Europa Press, …

As bactérias formam comunidades na nossa língua (e uma imagem revela como)

Cientistas norte-americanos descobriram que as bactérias que vivem na nossa língua têm uma organização complexa e altamente estruturada. Os micro-organismos estão em toda a parte - até no interior da nossa boca. Um novo estudo revela …

Como sobreviver ao isolamento? Astronautas explicam

Em todo o mundo, cidades e até países inteiros estão em quarentena como forma de travar a propagação do novo coronavírus, Covid-19. Alguns astronautas deixaram conselhos sobre como sobreviver ao isolamento. Para alguns, o auto isolamento …

"Indiana Jones do mundo da arte" recupera manuscrito do poeta persa Hafez

Uma das primeiras cópias do reverenciado Divan do autor do século XIV Hafez, iluminado com ouro, será leiloado no início de abril. O famoso poeta persa do século XIV, Hafez, escreveu uma coleção de versos místicos …

O palco onde os Beatles atuaram pela primeira vez está à venda

O palco de madeira onde os Beatles atuaram pela primeira vez está à venda. Agora, alguém poderá replicar o primeiro concerto da famosa banda. A 10 de abril, em comemoração dos 50 anos da separação da …