Proprietários vão poder pagar totalidade do IMI na primeira prestação

Os proprietários de imóveis passam a poder optar por pagar o Imposto Municipal sobre os Imóveis de uma só vez ou manter o parcelamento.

Os proprietários de imóveis começam este mês a receber o aviso de pagamento do Imposto Municipal sobre os Imóveis (IMI) e, pela primeira vez, poderão pagá-lo na totalidade mesmo que o valor exceda os 100 euros da primeira prestação.

O IMI terá este ano algumas diferenças face à prática de anos anteriores, nomeadamente no que diz respeito à data do primeiro pagamento, que passou de abril para maio, e ao valor da primeira prestação, que baixou de 250 euros para 100 euros.

Além disso, a Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) veio também lembrar os contribuintes, através de uma nota informativa publicada no site, que, “pela primeira vez, e relativamente ao IMI de 2018 irá ser possível ao contribuinte, quando o valor do imposto liquidado exceda uma prestação (100 euros), optar por efetuar o pagamento da totalidade do imposto”.

Para tal, na nota de liquidação que começa este mês a chegar pelo correio a casa dos proprietários de imóveis, é disponibilizada uma referência para o pagamento da primeira prestação e uma segunda referência para o pagamento do valor total, sendo a data limite igual, ou seja, 31 de maio.

Esta medida, que estava contemplada no Simplex + “visa dar resposta às solicitações dos sujeitos passivos, que pretendem pagar o IMI de uma só vez ao invés de terem de efetuar dois ou três pagamentos”.

A AT adianta ainda que a possibilidade de opção pelo pagamento da totalidade do imposto já está disponível no Portal das Finanças e na APP “Situação fiscal – pagamentos”.

Quem quiser continuar a pagar o IMI em prestações irá receber uma, duas ou três notas de pagamento em função do valor do imposto. Assim, de acordo com as regras agora em vigor, o imposto é pago numa prestação, durante o mês de maio, quando o seu valor seja igual ou inferior a 100 euros; em duas prestações, nos meses de maio e novembro, quando o valor supera os 100 euros e é inferior a 500 euros; e, em três prestações, em maio, agosto e novembro, quando o valor ultrapassa os 500 euros.

Até agora, o valor da primeira prestação estava até agora fixado nos 250 euros e que a data de pagamento era o mês de abril.

O IMI é o imposto que gera mais receita para as autarquias, tendo rendido no ano passado 1,5 mil milhões de euros, de acordo com a síntese de execução orçamental de dezembro, publicada pela Direção Geral do Orçamento. Em 2017, a receita do IMI tinha atingido os 1,46 mil milhões de euros.

O IMI incide sobre os prédios rústicos (terrenos) e urbanos (incluindo aqui os terrenos para construção), aplicando-se aos primeiros uma taxa de 0,8% e, aos segundos, uma taxa que pode ser fixada entre 0,3% e 0,45%.

A taxa aplicável aos prédios urbanos pode ser, anualmente e por opção das autarquias, elevada para o triplo nos casos de prédios que estejam devolutos há mais de um ano ou em ruínas.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Isto é notícia ?
    Parabéns a este governo que nos deixa pagar tudo de uma vez só !!
    Será que se pode pagar já os próximos anos ???
    Palhaços !!
    Pagar e Morrer quanto mais tarde, melhor.

RESPONDER

Operação Marquês. Ministério Público pede alargamento do prazo previsto na lei para recorrer

Depois da decisão instrutória tomada pelo juiz Ivo Rosa, os procuradores Rosário Teixeira e Vítor Pinto já entregaram um requerimento a pedir 120 dias para o recurso. O alargamento do prazo passaria assim a ser …

Duas mortes e 271 infetados em 24 horas. Rt continua a subir em Portugal

O boletim da DGS desta segunda-feira dá conta de mais 271 novos casos. Registaram-se ainda mais duas mortes por covid-19. Segundo a DGS existem 25.784 casos ativos, menos 176 do que na véspera, e há mais …

Maioria dos pobres em Portugal trabalha (os "três D" da pobreza e 4 perfis que são uma "supresa")

Um quinto da população portuguesa é pobre e a maior parte das pessoas em situação de pobreza trabalha, mantendo vínculos laborais sem termo. As conclusões são de um estudo promovido pela Fundação Francisco Manuel dos …

Guillermo Lasso declara-se vencedor das eleições presidenciais no Equador

Guillermo Lasso declarou-se vencedor da segunda e última volta das eleições presidenciais no Equador, numa altura em que foram contabilizados 96,94% dos votos, que lhe deram uma diferença de 5,04 pontos percentuais sobre o socialista …

Número de nascimentos no primeiro trimestre de 2021 regista valor mais baixo desde 2015

No primeiro trimestre de 2021, nasceram em Portugal cerca de 18.200 bebés, o número mais baixo dos últimos sete anos para igual período. Cerca de 18.200 bebés nasceram em Portugal no primeiro trimestre de 2021, o …

Escolhas "unilaterais" agitam PSD. Castelo Branco acusa direção nacional de desrespeitar estatutos

A concelhia do PSD de Castelo Branco acusou esta segunda-feira a direção nacional do partido de desrespeitar os estatutos, ao escolher “unilateralmente e discricionariamente” o nome de João Belém para candidato àquele município, contra a …

Ivo Rosa indigna colegas ao revogar decisões tomadas por tribunais superiores

Ivo Rosa, juiz de instrução da Operação Marquês, revogou decisões tomadas por tribunais superiores, o que resultou numa onda de indignação dos seus colegas e do Conselho Superior da Magistratura. Na decisão que deixou cair 25 …

Marques Mendes diz que Ivo Rosa "é um perigo à solta". Governo deve avançar para confinamentos locais

No habitual espaço de comentário na SIC, Luís Marques Mendes teceu duras críticas à decisão do juiz de instrução Ivo Rosa, no âmbito da Operação Marquês. Sobre a atual situação epidemiológica, o antigo líder do …

“É como ser queimado com ácido quente“. Planta venenosa australiana causa dores que podem durar anos

Os "cabelos" da planta gympie-gympie causam uma picada tão tóxica que a dor pode durar anos. Esta pode ser encontrada nas florestas australianas. A gympie-gympie, ou dendrocnide moroides, é um tipo de arbusto que recebe o …

Líder da CSU quer cadeira de Merkel (e vai disputar corrida com líder da CDU)

Se a aliança democrata-cristã CDU/CSU vencer nas eleições legislativas de setembro, o próximo chanceler alemão será um homem: o líder da CDU Armin Laschet ou o homólogo da CSU, Markus Soeder. O líder da CSU, Markus …