Os ossos de uma bruxa escocesa foram roubados (e as autoridades querem-nos de volta)

Centre for Anatomy and Human Identification / University of Dundee

Uma idosa escocesa acusada de bruxaria nos anos 1700 não descansa em paz – os seus ossos foram removidos do seu túmulo durante o século XIX para estudo e, mais tarde, desapareceram dos registos.

O seu crânio, exibido no Museu da Universidade de St. Andrews, na Escócia, e na Exposição do Império, em Glasgow, em 1938, também desapareceu no século XX.

Porém,a 31 de agosto, o 315º aniversário da suposta morte da bruxa, as autoridades escocesas realizaram um memorial pela mulher e reviveram a busca pelos seus ossos perdidos, de acordo com o The Washington Post.

A mulher, chamada Lilias Adie, morava em Torryburn, Fife, na Escócia, e morreu na prisão em 1704 depois de confessar – provavelmente sob tortura – lançar feitiços maliciosos aos seus vizinhos e ter relações sexuais com o diabo.

As autoridades de Fife anunciaram recentemente que estavam à procura informações sobre o paradeiro do crânio de Adie e o resto do seu esqueleto. Se encontrados, os restos mortais serão incorporados num monumento em comemoração aos milhares de homens e mulheres escoceses processados ​​e mortos como bruxas.

Embora Adie tenha morrido há mais de 300 anos, o seu rosto ressurgiu em 2017, como uma reconstrução digital criada pelo Centro de Anatomia e Identificação Humana da Escócia na Dundee University (CAHID). O artista forense e professor da CAHID Christopher Rynn realizou a reconstrução mostrou Adie com “um rosto bastante gentil”, disse Rynn, em comunicado.

Como o crânio de Adie não estava em lado nenhum, Rynn criou o modelo digital ao trabalhar com fotografias do crânio na coleção da Universidade de St. Andrews. Adie era apenas uma mulher velha e frágil – não o “monstro aterrorizante” que os seus vizinhos descreveram – e Rynn esculpiu o seu rosto com uma expressão amigável.

O túmulo de Adie fica numa praia de Torryburn, sendo exposto durante a maré baixa. O local foi originalmente coberto com uma pedra pesada, supostamente para impedir Adie de ressuscitar dos mortos para se vingar dos seus atormentadores. É o único local de enterro de uma bruxa conhecido na Escócia, embora aproximadamente 3.500 escoceses – a maioria mulheres – tenham sido julgados e executados como bruxas durante os primeiros anos do século XVIII.

Como tal, o túmulo solitário tem um significado especial na comemoração deste capítulo sombrio no passado da Escócia, disse em comunicado Julie Ford, vereadora de Fife. “É importante reconhecer que Lilias Adie e os milhares de outros homens e mulheres acusados ​​de bruxaria no início da Escócia moderna não eram os maus que a história os retratava. Eles eram vítimas inocentes de tempos não iluminados. Chegou a hora de reconhecermos a injustiça que lhes foi aplicada”, acrescentou.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Quem bebe café tem melhor controlo motor e maior nível de atenção, diz estudo

Um investigador da Universidade do Minho (UMinho) concluiu que consumidores de café têm melhor controlo motor, maiores níveis de atenção e alerta e que a cafeína tem "benefícios na aprendizagem e na memória", divulgou esta …

Pas de Deux cósmico. NASA mostra dois buracos negros a distorcer a luz à sua volta

A NASA publicou um vídeo em que mostra um par de buracos negros com milhões de vezes a massa do Sol que executam um pas de deux hipnótico. A visualização da NASA mostra como os buracos …

Inteligência Artificial recriou a voz de Einstein (e é possível fazer-lhe perguntas)

Graças à Inteligência Artificial, os fãs do Nobel da Física Albert Einstein podem agora "falar" com o físico alemão online. Segundo o site IFLScience, a ideia partiu das empresas Aflorithmic e UneeQ, sediadas no Reino Unido …

O SUV BZ4X lança o mote para a nova sub marca de elétricos da Toyota

A Toyota apresentou o primeiro modelo 100% elétrico da BZ, acrónimo de Beyond Zero (além do zero), sub marca da fabricante nipónica dedicada exclusivamente aos elétricos. O SUV BZ4X será o primeiro de uma ofensiva …

A "tele-escola" em 2006: Gisela conta como era

20 de abril de 2020: o regresso da escola à RTP, agora com a designação Estudo Em Casa. Um ano depois desse momento, cruzámo-nos com uma jovem que nasceu em 1994 e que ainda estudou …

O famoso consumo de chá de Jane Austen liga a escritora ao comércio de escravos

O consumo de chá de Jane Austen vai ser submetido a "interrogatório histórico" sobre as suas ligações à escravatura, de acordo com o diretor de um museu dedicado à autora inglesa. A casa da escritora na …

Júri declara ex-polícia Derek Chauvin culpado da morte de George Floyd

Os jurados do julgamento do ex-agente da polícia acusado do homicídio do afro-americano George Floyd chegaram a acordo sobre o veredito esta terça-feira. Derek Chauvin foi considerado culpado. A decisão dos jurados, reunidos desde segunda-feira num …

Lago "assassino" matou cerca de 1.800 pessoas em apenas alguns minutos (e a história pode repetir-se)

A noite de 21 de agosto de 1986 parecia ser igual a outra qualquer. Até que, por volta das 21h30, ouviu-se um barulho muito estranho no Lago Nyos, no noroeste dos Camarões. E em minutos, …

Nigéria. Youtube fecha canal de pastor que pretende "curar a homossexualidade"

O pastor nigeriano TB Joshua apelou aos seus seguidores a "rezarem pelo YouTube" e a não responderem através do ódio ao encerramento do seu canal naquela plataforma, onde colocou vídeos em que afirmava "curar a …

Esquemas de Wall Street alimentaram a crise de 2008. Está a voltar a acontecer o mesmo

Bancos têm erroneamente relatado dados de rendimento inflacionados que comprometem a integridade dos valores imobiliários resultantes. Foi há mais de 12 anos que foi anunciada a falência do Lehman Brothers, o quarto maior banco de investimento …