Os ossos de uma bruxa escocesa foram roubados (e as autoridades querem-nos de volta)

Centre for Anatomy and Human Identification / University of Dundee

Uma idosa escocesa acusada de bruxaria nos anos 1700 não descansa em paz – os seus ossos foram removidos do seu túmulo durante o século XIX para estudo e, mais tarde, desapareceram dos registos.

O seu crânio, exibido no Museu da Universidade de St. Andrews, na Escócia, e na Exposição do Império, em Glasgow, em 1938, também desapareceu no século XX.

Porém,a 31 de agosto, o 315º aniversário da suposta morte da bruxa, as autoridades escocesas realizaram um memorial pela mulher e reviveram a busca pelos seus ossos perdidos, de acordo com o The Washington Post.

A mulher, chamada Lilias Adie, morava em Torryburn, Fife, na Escócia, e morreu na prisão em 1704 depois de confessar – provavelmente sob tortura – lançar feitiços maliciosos aos seus vizinhos e ter relações sexuais com o diabo.

As autoridades de Fife anunciaram recentemente que estavam à procura informações sobre o paradeiro do crânio de Adie e o resto do seu esqueleto. Se encontrados, os restos mortais serão incorporados num monumento em comemoração aos milhares de homens e mulheres escoceses processados ​​e mortos como bruxas.

Embora Adie tenha morrido há mais de 300 anos, o seu rosto ressurgiu em 2017, como uma reconstrução digital criada pelo Centro de Anatomia e Identificação Humana da Escócia na Dundee University (CAHID). O artista forense e professor da CAHID Christopher Rynn realizou a reconstrução mostrou Adie com “um rosto bastante gentil”, disse Rynn, em comunicado.

Como o crânio de Adie não estava em lado nenhum, Rynn criou o modelo digital ao trabalhar com fotografias do crânio na coleção da Universidade de St. Andrews. Adie era apenas uma mulher velha e frágil – não o “monstro aterrorizante” que os seus vizinhos descreveram – e Rynn esculpiu o seu rosto com uma expressão amigável.

O túmulo de Adie fica numa praia de Torryburn, sendo exposto durante a maré baixa. O local foi originalmente coberto com uma pedra pesada, supostamente para impedir Adie de ressuscitar dos mortos para se vingar dos seus atormentadores. É o único local de enterro de uma bruxa conhecido na Escócia, embora aproximadamente 3.500 escoceses – a maioria mulheres – tenham sido julgados e executados como bruxas durante os primeiros anos do século XVIII.

Como tal, o túmulo solitário tem um significado especial na comemoração deste capítulo sombrio no passado da Escócia, disse em comunicado Julie Ford, vereadora de Fife. “É importante reconhecer que Lilias Adie e os milhares de outros homens e mulheres acusados ​​de bruxaria no início da Escócia moderna não eram os maus que a história os retratava. Eles eram vítimas inocentes de tempos não iluminados. Chegou a hora de reconhecermos a injustiça que lhes foi aplicada”, acrescentou.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Porsche e Boeing unem-se em projeto de táxi aéreo premium

A Porsche e a Boeing estão a unir esforços para explorar o mercado de mobilidade área urbana. Aproveitando os seus pontos fortes, as duas empresas prometem desenvolver um táxi aéreo para o futuro. Numa verdadeira fusão …

Fotografia com pombos? Na Tailândia, há "profissionais" contratados para assustá-los

A área de uma das portas da cidade, Tha Pae, parte do que resta da muralha vermelha que protegia a cidade antiga em Chiang Mai, na Tailândia, é uma das maiores atrações turísticas locais. Os turistas …

Sky News lança canal sem qualquer notícia sobre o Brexit

O canal Sky News Brexit-Free foi esta quarta-feira para o ar às 17h horas, sendo que os seus programas serão transmitidos até às 22h, de segunda a sexta-feira. O grupo de televisão britânico Sky vai lançou …

Vacina contra o cancro da mama pode estar disponível dentro de 8 anos

Investigadores da Clínica Mayo desenvolveram uma vacina contra o cancro ovário e da mama que poderá estar disponível comercialmente dentro de apenas oito anos. A ideia da vacina é estimular o próprio sistema imunológico dos pacientes …

Busca pelo avião de Amelia Earhart só encontrou chapéus, detritos de um naufrágio e uma lata de refrigerante

A mais recente busca pelos restos do avião de Amelia Earhart, a famosa aviadora americana que desapareceu sobre o Pacífico em 1937, terminou sem resultados. De acordo com o jornal norte-americano The New York Times, a investigação …

Protestos em Hong Kong. LeBron acusado de apoiar regime chinês

A super estrela do basquetebol LeBron James juntou-se à polémica entre a NBA e a China, após apelidar de “mal-informado” o treinador dos Houston Rockets, Daryl Morey, que expressou apoio aos manifestantes em Hong Kong …

Acordo para o Brexit está "prestes a ficar fechado"

A chanceler alemã, Angela Merkel, e o Presidente francês, Emmanuel Macron, disseram esta quarta-feira que um acordo para o Brexit está em finalização e poderá ser apresentado quinta-feira para aprovação no Conselho Europeu. "Quero acreditar que …

Em Chernobyl, estão a desaparecer "as memórias que as pessoas deixaram para trás"

Chernobyl é, atualmente, a maior atração internacional da Ucrânia e o novo presidente, Volodymyr Zelenski, já apresentou um projeto para trazer ainda mais turistas. No entanto, estão a desaparecer "as memórias que as pessoas deixaram …

Huawei afirma que a tecnologia 6G vai estar disponível daqui a 10 anos

O CEO da Huawei, Ren Zhengfei, assinalou, durante uma entrevista à CNBC, que a sua empresa está a trabalhar em redes móveis 6G, que estarão completamente desenvolvidas daqui a 10 anos.   "Trabalhámos em 5G e 6G …

Nazismo e comunismo classificados em pé de igualdade pelo Parlamento Europeu

No passado dia 19 de setembro, a União Europeia colocou comunismo e nazismo em pé de igualdade, depois de aprovar no Parlamento Europeu uma resolução condenando ambos os regimes por terem cometido "genocídios e deportações …