Cientistas reconstruiram a cara da bruxa escocesa que dormiu com o Diabo

Centre for Anatomy and Human Identification, University of Dundee

A aparência provável de Lilias Adie nos anos 1700

Investigadores da Universidade de Dundee, na Escócia, reconstruiram a fisionomia de Lilias Adie, a mulher escocesa que foi acusada de bruxaria e de ter feito sexo com o diabo.

Segundo o The Telegraph, uma equipa de cientistas da Universidade de Dundee, na Escócia, usou a ajuda de “bruxaria moderna” – a tecnologia – para reconstruir a fisionomia da famosa Lilias Adie, a mulher escocesa que no século XVIII foi acusada e condenada por bruxaria e por ter feito sexo com o Diabo.

Adie, que viveu toda a sua vida na vila de Torryburn, morreu na prisão em 1704. Os cientistas usaram fotos de arquivo do crânio da alegada bruxa e recorreram a software 3D de reconstrução facial usado em técnicas forenses e na medicina legal para reconstruir a sua face.

Adie foi uma das poucas “bruxas” que conseguiu evitar ser queimada, tendo sido presa e torturada até confessar os seus “crimes”: bruxaria e sexo com o Diabo. A escocesa fugiu à fogueira por se ter suicidado na prisão, e, seguindo as tradições da época, foi enterrada perto da água, entre a maré alta e baixa, como se fazia com os suicidas.

Os habitante da região tentaram na altura soterrar os restos mortais debaixo de um enorme rochedo, provavelmente para evitar que se erguesse da campa para os assombrar, mas no século XIX a curiosidade científica era maior que o medo de zombies, e um grupo de antiquários desenterrou os restos de Lilias Adie para os estudar e exibir.

https://twitter.com/dundeeuni/status/925324231902146560

Segundo Christopher Rynnl, investigador do Centro de Anatomia e Identificação Humana da universidade escocesa, esta é provavelmente a única reconstituição fidedigna do rosto de uma verdadeira “bruxa” escocesa, uma vez que, como mandavam as regras da altura, as bruxas eram queimadas na fogueira – arruinando qualquer hipótese de usar os seus crânios em trabalhos de reconstituição.

“Quando usamos este tipo de software de reconstituição 3D e nos aparece um rosto, sentimo-nos como se estivéssemos a conhecer uma pessoa pela primeira vez”, conta Rynnl. “O rosto de Adie é o de uma senhora dócil, com quem qualquer um de nós poderia ter uma conversa”.

“Acredito que não foi mais do que uma vítima das circunstâncias“, diz o cientista.

PARTILHAR

RESPONDER

Impossíveis de cumprir. Directores preocupados com novas regras para as escolas

As orientações da Direcção Geral de Saúde (DGS) para as escolas com vista ao regresso das aulas presenciais, em Setembro, estão a preocupar os directores dos estabelecimentos de ensino. Isto porque as consideram impossíveis de …

Homicídios disparam na maioria das cidades norte-americanas durante a pandemia

O número de homicídios cometidos em solo norte-americano disparou na maioria das cidades do país na primeira metade de 2020, comparativamente com o mesmo período do ano passado, revela uma investigação do New York Times. …

Investigadores desenvolvem robô-cientista (e já descobriu um novo catalisador)

Uma equipa de cientistas da Universidade de Liverpool, no Reino Unido, construiu um robô-cientista móvel inteligente, que realiza experiências sem ajuda humana. O novo robô-cientista toma decisões sozinho e já descobriu um novo catalisador. Segundo a …

Sérgio Figueiredo deixa direção de informação da TVI

Sérgio Figueiredo saiu do cargo de diretor de informação da TVI, anuncia a estação de televisão em comunicado enviado às redações. A cessação de funções é efetiva a partir desta sexta (10) e põe fim a …

Dinamarca lança "passaporte covid-19"

O Governo da Dinamarca lançou o "passaporte covid-19", um documento que atesta que o portador do mesmo não teve um resultado positivo ao novo coronavírus recentemente. Deverá ser utilizado em viagens internas ou externas. De …

Mais oito mortes e 342 novos casos. Mais 305 pessoas dadas como recuperadas

Portugal regista este sábado mais oito mortes por covid-19 e mais 342 casos confirmados em relação a sexta-feira, segundo dados da Direção-Geral de Saúde. De acordo com o boletim epidemiológico diário da DGS, há 46.221 casos …

Ainda há esperança para os gorilas mais raros do mundo. Foram fotografados com crias

Os gorilas do rio Cross, os mais raros do mundo, foram fotografados na Nigéria com algumas crias, aumentando a esperança para esta espécie de primatas. A fotografias foram divulgadas por uma organização não-governamental nigeriana, a …

"Já sofreu muito". Trump comuta pena de prisão do seu amigo e antigo conselheiro Roger Stone

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, comutou a pena de prisão do seu amigo e antigo conselheiro Roger Stone, que foi condenado em fevereiro a 40 meses de prisão, anunciou sexta-feira a Casa Branca. Roger …

Armas, droga, sucata e prostituição financiam neonazis portugueses (mas lucros não vão todos para a causa)

Os grupos neonazis portugueses são "bastante desorganizados" e financiam-se com dinheiro obtido em negócios ilícitos, como o tráfico de armas, de droga e de mulheres para prostituição e a sucata. Mas os ganhos obtidos não …

"Nem de perto nem de longe". DGS não recomenda reabertura de parques infantis

A reabertura de parques infantis não é “nem de perto nem de longe” recomendada pela Direção-Geral de Saúde (DGS), disse a diretora-geral que explicou que as crianças devem brincar no modelo de “bolhas familiares”. “Pela sua …