Foto com Kim Jong-un revela “acidentalmente” mísseis secretos da Coreia do Norte

KCNA

A sombra de Kim Jong-un cobre um míssil Hwasong-13; atrás dos militares, aparece o desenho de um míssil balístico projetado para ser lançado por submarino

A Coreia do Norte revelou “acidentalmente” uma fotografia em que aparecem mísseis secretos.

À primeira vista parecia ser só mais uma fotografia de uma reunião entre Kim Jong-Un e militares. Foi divulgada pela KCNA, a agência estatal, como registo de uma visita rotineira de Kim a uma instalação da Academia de Ciências da Defesa.

No entanto, para os mais curioso e entendidos no assunto, esta não é só mais uma fotografia. A imagem revela detalhes de dois tipos de mísseis que vários especialistas já tinham especulado sobre se estariam na posse de Pyongyang.

São eles o Hwasong-13, um míssil balístico intercontinental, e o Pukguksong-3, um míssil balístico lançado por submarino. Segundo os analistas, nenhum dos dois foi testado até agora.

Segundo a BBC, analistas sul coreanos que analisaram a imagem concluíram que o Hwasong-13 é um míssil balístico intercontinental de três etapas. Diferente do Hwasong-14, que a Coreia do Norte testou no último dia 4 de julho, e que utilizava combustível líquido, o Hwasong-13 parece ser movido por um combustível sólido.

Segundo informou neste mês a KCNA, Kim ordenou que cientistas produzam mais mísseis com combustíveis sólidos e com ogivas nucleares, o que vem a ser confirmado pelos desenhos nas paredes retratadas na fotografia.

O Pukguksong-3, por sua parte, também utiliza combustível sólido e é uma versão de maior alcance que os Pukguksong-1 e 2, testados por Pyongyang em 2016. Para os especialistas, no entanto, a grande preocupação não é com estes mísseis, mas com possíveis armamentos secretos.

Revelação “acidental” ou nem por isso?

Com a publicação das fotografias, os especialistas asseguraram que esta não é a primeira vez que ocorre um vazamento “acidental” de informações. Segundo os analistas, esta é uma das estratégias tradicionais da Coreia do Norte para mostrar o seu poder militar e enviar mensagens a inimigos.

Shin Jong-woo, um especialista do Fórum de Defesa e Segurança da Coreia do Sul, assegurou a um jornal local que o país vizinho “tem uma história de exibir armas reais ou desenhos gráficos delas através de meios estatais para divulgar as suas proezas militares pelo mundo”.

A publicação das imagens aconteceu num momento “oportuno”: o terceiro dia de exercícios militares realizados pela Coreia do Sul e pelos Estados Unidos, aos quais Pyongyang se opõe veementemente.

KCNA

Mapa branco em foto divulgada em 2013 dizia ‘Plano para golpear o território continental dos Estados Unidos’

Há algumas semanas, quando Kim Jong-un ameaçou atacar bases americanas na ilha de Guam, no Pacífico, outras fotografias mostraram certas pistas. Uma imagem de Kim com sua cúpula militar mostrava de soslaio mapas da Base da Força Aérea de Andersen, em Guam.

Mas, segundo o jornal sul-coreano Chosun Ilbo, as fotografias da base tinham seis anos e são de domínio público no serviço de mapas do Google Earth. E acredita-se que a Coreia do Norte não tenha uma rede de satélites capaz de obter e enviar imagens de satélite.

Em 2013, circulou uma outra foto em que Kim aparecia com a sua armada militar e, no fundo, um mapa que dizia “Plano para atacar o território continental dos Estados Unidos” — com um dos mísseis apontando em direção a Austin, nos EUA.

O arsenal de mísseis da Coreia do Norte avançou da artilharia de foguetes derivada de modelos usados na Segunda Guerra Mundial para mísseis de largo alcance que, em teoria, poderiam chegar a território americano.

Mas, ainda que não esteja claro o quão avançado está o programa nuclear da Coreia do Norte, sabe-se que Pyongyang conta com um arsenal de mísseis de curto e médio alcance, que, ou já operam, ou foram testados.

Entre eles, estão os Hwasong e os Nodong, que, numa análise de 2016, o Instituto Internacional de Estudos Estratégicos afirmou serem “um sistema testado que pode alcançar toda a Coreia do Sul e grande parte do Japão”.

Além disto, a Coreia do Norte também tem um extenso arsenal de armas químicas, assegura o correspondente da BBC para assuntos diplomáticos Jonathan Marcus. Entre elas, acredita-se estarem os gases mostarda, sarin, de cloro e outros agentes.

Segundo um relatório do Departamento de Estado dos EUA enviado ao Congresso em 2015, o regime comunista também tem capacidade de produzir uma variedade de outros agentes químicos.

Acredita-se ainda que a Coreia do Norte possa ter armas biológicas, apesar de ter assinado, em 1987, a Convenção de Armas Biológicas – um tratado que proíbe a produção, o armazenamento ou qualquer tentativa de manipulação com este tipo de armas.

Uma investigação publicada pelo centro independente de pesquisa Council of Foreign Relations, com base nos EUA, também indica que o país asiático desenvolveu igualmente a capacidade para ciberataques, possivelmente com a ajuda da China e da antiga União Soviética.

“A maior parte das atividades cibernéticas utiliza infraestrutura de fora do país, em especial na China, e até certo ponto também enclaves em países como a Malásia”, diz a publicação.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Remake de O Rei Leão já estreou. Manuel Moreira dá voz a Simba e José Raposo a Pumba

A nova versão do filme ‘O Rei Leão’, da Disney, chega esta quinta-feira às salas de cinema portuguesas e Espalha-Factos dá-te a conhecer quem serão as vozes portuguesas que irão protagonizar um dos filmes mais …

Camisola da princesa Diana leiloada por quase 48 mil euros

A camisola de ginástica da princesa Diana, a "Princesa do Povo", foi leiloada online, esta quarta-feira, por quase 48 mil euros. Uma das sweatshirts de ginástica preferidas da princesa Diana foi leiloada online e vendida por …

Vem aí o novo supercarro elétrico da Lotus. É o mais potente do mundo

https://vimeo.com/348855966 O Lotus Evija terá quatro motores e será o supercarro elétrico mais potente do mundo com 2 mil cavalos. A sua produção está prevista para começar já no próximo ano. Depois de anos sem oferecer novidades …

Depois da Área 51, 17.000 preparam-se para "assaltar" o Triângulo das Bermudas

Quase 18.000 pessoas aderiram ao evento do Facebook "Assalto ao Triângulo das Bermudas, não nos pode engolir a todos", um projeto que parece inspirar-se num outro plano recente que visa também tomar de assalto a …

Copos menstruais são tão fiáveis como os tampões

Os copos menstruais são seguros e tão ou até mais fiáveis em termos de fugas que os tampões ou os pensos higiénicos. A conclusão chega após um primeiro grande estudo científico sobre este produto que analisa …

Empresário de Casillas condenado a quatro anos de prisão

Santos Márquez, o agente que mediou a transferência do futebolista Iker Casillas para o FC Porto, foi condenado esta quinta-feira a quatro anos de prisão, escreve o jornal espanhol El Confidencial.  O Tribunal Provincial de Palma …

Islândia está a tentar trazer de volta árvores cortadas pelos Vikings

Numa tentativa de reflorestar o país, a Islândia está a tentar trazer de volta as árvores derrubadas pelos Vikings no passado. É o país menos florestado da Europa. As árvores na Islândia são tão raras e …

Parlamento encerra trabalhos com reunião-maratona de sete ou oito horas

O parlamento encerra, na sexta-feira, a legislatura com uma reunião plenária que começa às 09:00, para vários debates e uma “maratona” de votações, e deverá prolongar-se, no total, sete a oito horas, até às 17:00. A …

EUA. Florida recruta insetos para matar plantas invasoras

A Florida, nos Estados Unidos (EUA), está a importar insetos para travar as espécies invasoras que estão a destruir as plantas do Parque Nacional de Everglades. Estes insetos parecem ser menos prejudiciais do que as …

Falcao colocado na órbita do FC Porto

O avançado do Mónaco está a ser apontado pela imprensa francesa como possível reforço do FC Porto. De acordo com o portal Le10Sport, os dragões estão no mercado a tentar garantir a contratação de Radamel Falcao, internacional …