Há uma orquestra presa num palácio da Alemanha há 75 dias

Um grupo de músicos bolivianos, que pertencem à Orquestra Experimental de Instrumentos Nativos, está confinado no Palácio Rheinsberg, na Alemanha, há cerca de 75 dias devido à pandemia de covid-19.

No início de março, os membros da Orquestra Experimental de Instrumentos Nativos viajou desde a capital da Bolívia, La Paz, para a Alemanha, onde se instalou no Palácio Rheinsberg, a uma hora e meia de Berlim.

O grupo de músicos chegou à Alemanha no dia 10 de março para se preparar durante duas semanas para uma digressão na Europa. Porém, o confinamento decretado para conter a pandemia de covid-19 deixou-os presos no palácio. Dias depois, a Bolívia encerrou as fronteiras.

“O nosso autocarro avariou no caminho para cá. Em brincadeira, lembro-me de dizer que era um sinal de azar e que os nossos concertos iam ser cancelados. Mas nunca pensei que isto acontecesse”, disse um dos membros da orquestra, em declarações à emissora britânica BBC.

Os 27 membros da orquestra estão alojados num hostel dentro da propriedade do Palácio Rheinsberg. Para passar o tempo, o grupo tem ensaiado três horas de manhã e três horas à tarde e passeado.

A Alemanha já começou o período de desconfinamento, mas a Bolívia mantém as fronteiras fechadas a voos internacionais. A embaixada boliviana está a tentar repatriar os músicos no início de junho, mas as autoridades bolivianas não estão a facilitar.

“As pessoas lá pensam que estamos num conto de fadas. Já recebi centenas de mensagens a dizerem para parar de reclamar porque estou a viver como uma princesa num castelo alemão”, revelou uma das músicas da orquestra.

No Facebook, os músicos criticam resistência do seu próprio país em trazê-los para casa. “A Cancillería Bolivia não nos deu alternativas que nos permitam vislumbrar um regresso próximo. Felizmente, há instituições alemãs que nos estão a apoiar”.

Pese a la incertidumbre sobre nuestro retorno a Bolivia, seguimos ensayando y haciendo varias actividades para mantener…

Publicado por OEIN Orquesta Experimental de Instrumentos Nativos em Terça-feira, 14 de abril de 2020

O Palácio Rheinsberg, com seis séculos de história, foi a casa de várias figuras da realeza e da aristocracia alemã, incluindo de Frederico II, monarca do século XVIII.

No palácio, há animais selvagens e histórias de fantasmas. “Costumamos dizer que o fantasma do rei nos segue. Normalmente não acredito nessas coisas, mas parece que há mesmo fantasmas no palácio”, disse um elemento da orquestra.

Apesar de tudo, os membros admitem que podiam estar numa situação pior. “Há lugares piores para ficar preso. Quando acordo, vejo o sol nascer sobre a floresta e o lago. Em casa, só ouço o som do trânsito”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Advogados podem ter de processar os próprios familiares para conseguirem subsídio

Os advogados terão de provar a quebra de rendimentos - poderão ter de desencadear ações judiciais contra os próprios familiares que se recusarem a sustentá-los - para acederem a um subsídio destinado a compensá-los pela …

Suécia pondera alterar estratégia e aplicar medidas mais drásticas em Estocolmo

Depois de um grande aumento de casos na capital do país durante a última semana, as autoridades suecas ponderam alterar toda a sua estratégia de combate à pandemia e adotar novas medidas. A Europa foi considerada …

"O PS não se pode calar." Líder parlamentar promete combate à extrema-direita

Para a líder parlamentar do PS, Ana Catarina Mendes, os tempos atuais "não estão para brincadeiras ou para aventureirismos". A líder parlamentar do PS prometeu, esta terça-feira, o combate político aos "populismos" oriundos de correntes de …

"Nem fria, nem quente." China não quer nenhuma guerra

O Presidente chinês, Xi Jinping, assegurou que o país não quer nenhuma guerra e acredita que "a Humanidade vencerá a batalha" da covid-19. Xi Jinping assegurou, esta terça-feira, que a China não quer nenhuma guerra “nem …

Pegadas com 120 mil anos mostram como é que os humanos saíram de África

Uma equipa de investigadores encontrou centenas de pegadas na Arábia Saudita que podem retratar como é que os antigos humanos saíram de África para a Eurásia. Há cerca de 120 mil anos, naquilo que hoje é …

Nélson Semedo oficializado no Wolves de Nuno Espírito Santo

O Wolverhampton oficializou esta quarta-feira nas redes sociais a contratação do português Nélson Semedo, que terminou o vínculo com o Barcelona. Depois de três épocas ao serviço da equipa catalã, o jogador de 26 anos …

Líder da JSD propõe aliança entre PSD, CDS e IL nas autárquicas de 2021

O líder da JSD, Alexandre Poço, apelou aos presidentes do PSD, CDS-PP e Iniciativa Liberal para um acordo de centro-direita nas eleições autárquicas de 2021, sublinhando que o debate político está cada vez mais …

Jota não entra nas contas de Jesus. Florentino cada vez mais perto do Mónaco

Diogo Jota e Florentino Luís devem deixar a Luz nesta temporada por empréstimo, segundo escreve a imprensa desportiva esta quarta-feira. Jota deverá em breve deixar o Benfica e rumar a Inglaterra por empréstimo, avança o …

Se o próximo Orçamento for "mais do mesmo", PCP vota contra

Se o próximo Orçamento do Estado for mais do mesmo, Jerónimo de Sousa garante que o PCP vai votar contra. Esta manhã, em entrevista à Antena 1, Jerónimo de Sousa admitiu que o PCP poderá votar …

Cientistas desenvolvem adesivo para verificar (sem dor) níveis de glicose

Cientistas desenvolveram um sensor que dizem poder penetrar a pele, sem dor associada, para conduzir testes de diagnóstico para condições de saúde como pré-diabetes. De acordo com o site Science Alert, a equipa de cientistas investigou …