Orlando Figueira quer tratamento especial na Operação Fizz

Mário Cruz / Lusa

O arguido e ex-procurador do Ministério Público Orlando Figueira, à chegada para julgamento da Operação Fizz.

O procurador Orlando Figueira quer tratamento especial no âmbito do processo da Operação Fizz. Em causa está um alegado conflito de competências dos tribunais que o julgam neste processo.

Orlando Figueira foi condenado, em dezembro de 2018, a seis anos e oito meses de prisão efetiva, no âmbito do processo da Operação Fizz, sendo considerado culpado de ter recebido mais de 790 mil euros para arquivar dois processos do ex-vice presidente de Angola, Manuel Vicente.

Figueira foi condenado pelos crimes de corrupção passiva, branqueamento, falsificação de documento e violação do segredo de justiça e proibição de voltar à magistratura durante cinco anos.



Um ano e meio depois de o magistrado ter recorrido da decisão, o Tribunal da Relação de Lisboa ainda não se pronunciou. No recurso de 1.729 páginas, um dos argumentos utilizados foi o da nulidade do julgamento, escreve o Observador. Isto porque, de acordo com a equipa de defesa, uma das juízas que integrou o coletivo de juízes que o julgou tinha participado numa busca durante a investigação, correndo o risco de não ser imparcial.

“Para evitar transformar-se num sem-abrigo, fez cessar a sua licença sem vencimento de longa duração e, desde então, tem vindo a receber o vencimento mensal” de 1.550 euros por mês, retirados do valor arrestado na sequência do processo, lê-se no recurso apresentado em tribunal.

Na mesma altura em que apresentou o recurso, voltou a integrar o Ministério Público, provocando assim um conflito de competências entre tribunais. A defesa de Orlando Figueira argumenta então que o juiz de primeira instância não podia mais fazer qualquer intervenção, tendo o processo de ser relegado para o Tribunal da Relação de Lisboa.

A juíza desembargadora, explica o Observador, declarou ser igualmente incompetente para prosseguir com o caso. A juíza justificou que, primeiramente, cabia ao juiz de primeira instância fazer subir todos os recursos relacionados com o caso.

Cabe agora ao Supremo Tribunal de Justiça decidir se Orlando Figueira tem direito a tratamento especial após regressar ao Ministério Público. Figueira defende que sim, já que mantém a categoria de magistrado.

Segundo o Observador, o Ministério Público entende que “Orlando Figueira não tem razão e que deve ser a primeira instância a analisar todos os recursos que entregou e a decidir se estes devem ou não subir à Relação”.

  ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. A realidade deste Pais da esquerdalhada e retornadas é que os gajos “gozam” com a “Pobreza” do expediente Juridico.
    Ou seja, os gajos fazem o inacreditavel e dizem para voces ” Voces que venham, e tentem me incriminar ou meter-me na Cadeia”. Dá muitissimo trabalho e no fim de contas, os gajos acabam “Livres”. Criminosos à Solta, é o que PT!

RESPONDER

Sismo de 4,9 em La Palma e novo colapso do cone do Cumbre Vieja

A ilha espanhola de La Palma registou hoje um sismo de 4,8 de magnitude, no dia em que o vulcão voltou a sofrer um colapso no cone principal, causando grandes derrames de lava. O sismo foi …

Algas vivas sensíveis à luz (um tipo de cianobactérias chamado Synechocystis) injetadas num girino

Podia ser ficção científica, mas não é. Injetar algas no sangue dos sapos pode ajudá-los a respirar

Os sapos adotam várias técnicas de respiração ao longo da sua vida. Agora, uma equipa de cientistas alemães desenvolveu um novo método que permite que os girinos "respirem" graças à introdução de algas na sua …

As misteriosas auroras de Úrano foram finalmente detalhadas ao pormenor pelos cientistas

Auroras de Úrano foram captadas pela primeira vez em 2011 através do telescópio Hubble Space, mas as suas origens representam ainda mistérios que os cientistas não conseguem esclarecer. Pela primeira vez, os cientistas conseguiram moldar a …

Domingo invulgar: 17 grandes jogos para ver, em poucas horas

A ementa começa em França, ao meio-dia, e acaba no Chile, já depois das oito da noite. Não estamos perto do Carnaval mas vem aí um "domingo gordo" no futebol. Vários jogos grandes, uns mais mediáticos …

Sporting 1-0 Moreirense | Capitão Coates embala leão

O Sporting igualou hoje o FC Porto na liderança provisória da I Liga portuguesa de futebol, ao vencer em casa o Moreirense, por 1-0, em jogo da nona jornada. O capitão Sebastián Coates marcou, aos …

Relatório médico indica que jovem chinês morreu após beber uma garrafa de Coca-Cola em dez minutos

Um homem chinês morreu depois de beber uma garrafa de 1,5 litros de Coca-Cola em dez minutos, informaram os médicos num relatório. O jovem de 22 anos, que não tinha doenças subjacentes, dirigiu às urgências do …

Universidade no Reino Unido tem arquivo de "casas assombradas"

A Universidade de Sheffield, no Reino Unido, tem um arquivo aberto ao público com quase 80 mil fotografias de "casas assombradas" de várias feiras populares. Para muitos, o medo é parte integrante da experiência de uma …

J&J acusada de usar manobra para impedir processos judiciais relativos à venda de pó de talco com propriedades cancerígenas

A Johnson & Johnson está a ser criticada por usar uma manobra para impedir cerca de 38 mil processos judiciais que alegam que o famoso baby powder da marca causa cancro. De acordo com a NPR, …

Tondela 1-3 FC Porto | Hat-trick de Taremi castiga insolência beirã

O iraniano Mehdi Taremi foi a grande figura da vitória do FC Porto em casa do Tondela, por 3-1. Os homens da casa marcaram primeiro, mas cedo se viram reduzidos a dez elementos e tiveram …

Chamam-lhe "Lady Trump". A candidata a governadora do Nevada que está a gerar polémica

Conhecida como "Lady Trump", Michele Fiore anunciou a sua candidatura a governadora do estado do Nevada em estilo, gerando polémica nos Estados Unidos. Michele Fiore, vereadora de Las Vegas, anunciou esta terça-feira a sua candidatura a …