OMS alerta que vírus está a mudar, mas não perdeu potência

Alejandro Garcia / EPA

Apesar de o novo vírus estar a mudar, não há nenhuma indicação de que as mudanças signifiquem alterações na transmissibilidade e na gravidade.

O novo coronavírus está a mudar, mas não perdeu potência, não se transmite menos nem a doença que provoca está menos grave, afirmou esta quinta-feira a principal responsável técnica da Organização Mundial de Saúde no combate à pandemia da covid-19.

“São mudanças naturais que se esperam de um vírus RNA, mudanças que esperamos. Não vimos nenhuma indicação de que estas mudanças signifiquem alguma mudança na transmissibilidade e na gravidade” da covid-19, afirmou Maria van Kerkhove em conferência de imprensa a partir da sede da organização, em Genebra.

A epidemiologista norte-americana afirmou que “há um grande grupo de cientistas que está a olhar muito cuidadosamente para este vírus e para o que estas mudanças significam realmente, se é que significam alguma coisa”. Maria van Kerkhove falava após o segundo fórum sobre a covid-19 promovido pela OMS, que se realizou quinta e quarta-feira.

Afirmou que um dos desafios que se coloca para conhecer melhor o vírus é “com que frequência alguém que não tem sintomas e nunca os desenvolve é capaz de transmitir [a covid-19] a outra pessoa”.

“Sabemos desde fevereiro que uma pessoa pode estar infetada, não ter sintomas e transmitir a outras, o que foi confirmado por estudos e investigação muito pormenorizada que ainda decorre”, indicou.

“O que estamos a tentar perceber melhor é a importância relativa do momento em que as pessoas contagiam outras. Sabemos que este vírus se transmite através de gotículas respiratórias, com mais frequência quando as pessoas têm sintomas, mas também pode acontecer mesmo antes de desenvolverem sintomas ou ao mesmo tempo que surgem, ou seja, quando ainda são ligeiros”, referiu.

No entanto, a transmissão “também pode acontecer quando as pessoas estão infetadas e não desenvolvem quaisquer sintomas, o que torna as medidas de controlo da pandemia muito mais desafiantes“.

Maria van Kerkhove destacou que a forma de contágio mais prevalente continua a ser “contacto prolongado com alguém infetado” e que a OMS regista “com alarme eventos de supercontágio” em ambientes fechados como lares de idosos, hospitais, fábricas de processamento de carne ou edifícios de culto.

Desde o primeiro fórum científico promovido pela OMS, a gravidade da doença parece ter-se mantido consistente com o que se verificou primeiro na China, onde o novo coronavírus apareceu: “20% dos doentes desenvolvem uma forma grave da doença, o que se tem confirmado ao longo do tempo”.

No entretanto, os cientistas descobriram que medicamentos como esteroides corticais – como a dexametasona – tiveram resultado na redução de mortalidade de doentes mais graves, mas é preciso “perceber melhor” por que razão isso acontece, apontando-se para um efeito destes medicamentos em reações inflamatórias que afetam os doentes e que aumentam a gravidade da covid-19.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Deputada da Coreia do Sul debaixo de fogo. Usou um vestido no Parlamento

Na semana passada, a deputada sul-coreana Ryu Ho-jeong usou um vestido numa assembleia legislativa, sendo bombardeada com críticas que gerou um debate sobre sexismo e a cultura patriacal do país. De acordo com a CNN, na …

SC Braga oficializa "top gun" Gaitán por duas temporadas

O internacional argentino Nicolas Gaitán assinou um contrato com o Sporting de Braga válido por uma época, com outra de opção, informou esta terça-feira o clube minhoto da I Liga de futebol. Formado no Boca Juniors, …

Vacina russa chama-se "Sputnik V" e foi já pedida por 20 países

A vacina russa contra a covid-19, cujo registo foi esta terça-feira anunciado pelo Presidente, Vladimir Putin, chama-se "Sputnik V", vai começar a ser fabricada em setembro e já foi encomendada por 20 países. De acordo com …

Rui Pinto no Twitter: "Travessia do deserto” terminou mas a “luta continua”

Rui Pinto assumiu que a “árdua e longa ‘travessia do deserto’” chegou ao fim, aludindo à sua libertação, mas avisou que “a luta continua”, pois Portugal “continua um paraíso para a grande corrupção” e branqueamento …

PJ deteve suspeita de atear fogo florestal no Parque Nacional da Peneda-Gerês

A Polícia Judiciária (PJ) de Braga deteve uma mulher de 57 anos suspeita de atear um incêndio florestal registado em 4 de agosto no Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG), no concelho de Terras de Bouro. Em …

Mais duas mortes e 120 novos casos. Lisboa com 60% dos novos infetados

Portugal regista esta segunda-feira mais duas mortes, 120 novos casos de infeção por covid-19 e 160 curados em relação a segunda-feira, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS). O número de pessoas internadas é …

Encontrado cadáver com 30 anos em mansão abandonada em Paris

As obras de reforma numa mansão abandonada em Paris tiveram de ser suspensas inesperadamente depois de trabalhadores terem descoberto um cadáver a decompor-se na cave há 30 anos. De acordo com o jornal britânico The Guardian, …

Quase cem mil crianças contraíram a covid-19 em apenas duas semanas nos Estados Unidos

Noventa e sete mil crianças norte-americanas foram identificadas como infetadas com o novo coronavírus (covid-19) nas últimas semanas de julho. Os números relativos a estas duas semanas são avançados pela empresa norte-americana, que cita um relatório …

A1 terá novo acesso em Grijó no sentido sul/norte em 2021

A autoestrada A1 terá em 2021 um novo acesso em Grijó, concelho de Vila Nova de Gaia, no sentido sul/norte, revelou esta segunda-feira o presidente da autarquia que acredita que, com este projeto, o nó …

Tiros em frente à Casa Branca levam à retirada de Trump de conferência de imprensa

Um agente do Serviço Secreto retirou, esta segunda-feira, o Presidente norte-americano da sala na Casa Banca na qual estava a começar uma conferência de imprensa. O período em que Donald Trump esteve fora da sala foi …