Um novo nanomaterial continua seco submerso – e pode tornar o combustível mais eficiente

A nova criação distingue-se de descobertas anteriores semelhantes porque mantém-se completamente seca mesmo depois de estar submersa durante várias horas – e tem muito potencial.

Parece coisa de ficção científica, mas tornou-se realidade. Uma equipa de investigadores da Universidade Central da Flórida criaram um novo nanomaterial que repele a água e consegue ficar seco mesmo quando está completamente imerso.

O estudo foi publicado na Advanced Materials e é da autoria de uma equipa liderada por Debashis Chanda, professor no Centro de Tecnologia e Nano Ciência da Universidade, que revela que a inspiração para a criação do novo nanomaterial partiu da observação da evolução de certas plantas e espécies biológicas.

“Ser repelente da água ou a hidrofobia é a ferramenta da natureza para proteger e auto-limpar plantas contra patogénicos como fungos, crescimento de algas ou acumulação de algas. Tiramos pistas da estrutura das folhas de lótus e sintetizamos materiais nano-estruturados com base nos cristais moleculares de fulerenos”, afirma, num comunicado.



Os fulerenos C60 e C70 são criados a partir de uma combinação de moléculas de carbono que formam uma estrutura fechada que se assemelha a uma gaiola, que podem depois ser empilhadas.

Apenas uma gota de um gel criado a partir dos fulerenos em qualquer superfície vai funcionar como um repelente de água potente. O gel também não interfere com o material original onde é aplicado.

Esta descoberta pode abrir a porta à criação de mais superfícies que repelem a água, o desenvolvimento de sensores eletrónicos que detectem toxinas ou avanços na geração de hidrogénio ou desinfecções de bactérias.

“Por exemplo, este novo gel torna a divisão de eletrocatálise mais fácil, o que pode levar a células de combustível mais eficientes“, explica Chanda, que se mostra entusiasmado com o potencial da descoberta.

A maioria das superfícies hidrofóbicas criadas anteriormente tinham sido criadas com padrões microscópicos que envolvem litografias complexas e processos que não podem ser replicados em todas as superfícies. Muitos dos avanços anteriores também não ficavam completamente secos depois de estarem submersos durante alguns minutos.

Este não é o caso com a nova descoberta dos investigadores da Flórida. “Mesmo quando estão submersos a dois pés (60 centímetros) de água durante várias horas, as superfícies continuam secas“, conclui o investigador.

Adriana Peixoto, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Um novo nanomaterial continua seco submerso - e pode tornar o combustível mais eficiente

A nova criação distingue-se de descobertas anteriores semelhantes porque mantém-se completamente seca mesmo depois de estar submersa durante várias horas - e tem muito potencial. Parece coisa de ficção científica, mas tornou-se realidade. Uma equipa de …

Israel prepara eventual quarta dose das vacinas

Um responsável do Ministério da Saúde de Israel já colocou em cima da mesa uma quarta dose, depois do país já ter começado a administrar terceiras doses em Agosto. Apesar dos repetidos apelos da Organização Mundial …

11 de Setembro. Documento do FBI relata encontros entre terroristas e diplomatas da Arábia Saudita

Apesar de não dar provas directas do envolvimento do governo da Arábia Saudita no 11 de Setembro, um relatório do FBI que foi desclassificado no âmbito do 20º aniversário dos atentados detalha contactos e apoio …

Plano para desativar centros de vacinação "está a ser desenhado"

Desmobilização deverá acontecer quando 85% da população estiver dispor do esquema vacinal contra a covid-19 completo. A task-force que coordena o programa de vacinas contra a covid-19 anunciou hoje que “está a ser desenhado um plano” …

Portugal começa a administrar vacina da gripe a 4 de Outubro

Portugal comprou 2,2 milhões de doses da vacina contra a gripe. Os grupos prioritários incluem profissionais de saúde, idosos e doentes crónicos. Numa entrevista ao Público, Graça Freitas avança que as 2,2 milhões de doses da …

PSP vai participar ao Ministério Público insultos de negacionistas a Ferro Rodrigues

A Polícia de Segurança Pública (PSP) vai participar ao Ministério Público (MP) os insultos proferidos no sábado contra o presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, por um grupo de negacionistas da covid-19, disse esta …

Sporting apresenta queixa contra Pepe na Comissão de Instrutores da Liga

Em causa está um lance aos 32 minutos entre o defesa central do Porto e Sebastián Coates, em que o Sporting acusa Pepe de ter agredido o capitão leonino. Os leões avançaram com uma queixa para …

TAP reforça oferta para 80% dos níveis pré-pandemia

A oferta de lugares da TAP no inverno IATA, que começa no final de outubro e decorre até 26 de março de 2022, vai subir para 80% do que era antes da pandemia, em 2019. A …

Novo surto levanta dúvidas sobre quarentena de 21 dias na China

Um homem que completou 21 dias de quarentena obrigatória ao retornar do exterior para a China foi identificado como a provável fonte de um novo surto, infetando mais de 60 pessoas, incluindo 15 estudantes do …

Meta do Bloco de Esquerda nas autárquicas é "ter mais força"

A coordenadora do Bloco de esquerda (BE) traçou esta segunda-feira o objetivo de "ter mais força" nestas autárquicas, mas sem quantificar metas, considerando que mesmo quem não concorda com tudo o que defendem os bloquistas, …